Não se pode dizer que Bernardo Cruz Fachada não tem surgido ocasionalmente no nosso site. O programa radiofónico Bandas transmitiu 2 músicas de B Fachada (sendo inclusivamente a repetição de músicos algo raro no nosso programa), audíveis nas 30.ª e 47.ª emissões. No entanto, ainda não apresentamos a sua vertente de Pato Bravo, apesar de uma foto no nosso site dar a indicação de que seria uma questão de tempo…

Violência Electro-Doméstica é uma série de fanzines de banda desenhada com argumento de Pato Bravo e ilustrações de Xavier Almeida. O primeiro fascículo desta BD feita em gravura de linóleo foi lançado na Feira Morta V, com direito a apresentação no dia 26 de abril de 2015. No entanto, a génese desta banda desenhada colaborativa teve lugar aquando do primeiro trabalho conjunto dos autores, a animação de Xavier Almeida para o videoclip Pifarinho de B Fachada, em 2014:

Eis a apresentação do #1 desta BD muda:
Cada livro é uma gravura, como tal, um ORIGINAL. O livro é um desdobrável que assume também o formato de Poster com 35X110 CM, para se poder fixar no quarto e sonhar com o 2.º episódio… ou ter pesadelos com todos os electrodomésticos que habitam as vossas casas.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Este primeiro episódio está esgotado mas pode ser lido gratuitamente online aqui.

Violência Doméstica #2 foi lançado novamente em Lisboa no dia 18 de julho, mas desta feita na Feira da Ladra (junto ao muro alto do jardim de Santa Clara). Rezam as lendas que os autores se muniram de um megafone.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a apresentação do #2:
Os acontecimentos misteriosos que marcaram o primeiro episódio deixaram no ar várias perguntas ao protagonista desta série: terá sido imaginação ou é mesmo verdade que o seu frigorífico ganhou vida própria para aterrorizá-lo? Que forças sobrenaturais são estas que dão vida a um electrodoméstico? Como resolver este problema, será que alguém vai acreditar nele?
No segundo episódio de “Violência Electro-Doméstica”, a primeira edição contará com uma impressão de 100 exemplares “de forma a disponibilizar ao público um formato menos dispendioso e que, esperamos, possibilite uma maior abrangência”, segundo Xavier Almeida, artista e coargumentista desta novela gráfica. “No entanto, iremos produzir 5 gravuras originais e numeradas”, prossegue. “Violência Electro-Doméstica” é feita integralmente pelos autores através da técnica de gravura de linóleo.

As gravuras em linóleo esgotaram, tendo sido realizada uma segunda edição. A versão impressa em risografia ainda se encontra disponível. Violência Doméstica #2 pode ser lido gratuitamente online aqui.

O fascículo #3 foi lançado na Feira Morta VI, no dia 20 de setembro. Foi novamente realizada a edição especial de 5 exemplares em gravura de linóleo.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse:
O que estará a acontecer na vida deste homem? Porque terá o frigorífico atacado? Será imaginação ou paranóia? Qual será o desenrolar da história?

Violência Doméstica #3 pode ser lido gratuitamente online aqui.

Entretanto, o quarto número encontra-se em produção e com ele chegar-se-á ao final da primeira metade da primeira temporada planeada.

Os interessados podem adquirir os episódios #2 e #3 através da página de Facebook desta série de banda desenhada ou na loja 1359 em Lisboa.
Edição de 50 Risografias: 7,50€ (ou 5,00€ para quem tenha tem outro episódio)
Edição de 10 Linogravuras: 40,00€ (ou 30,00€ para quem tenha outro episódio)
Os portes de envio são gratuitos.

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.