O Amadora BD 2015 foi inaugurado no dia 23 de outubro e, desde então, muitos foram os que já visitaram e revisitaram o festival, participando das mais diversas atividades. Tudo feito? Tudo visto? A organização do Festival vem relembrar que ainda há muito por ver e fazer até ao dia 8 de novembro (domingo), dia do encerramento do 26.º Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora.

Eis a divulgação:

O que ainda há para ver e fazer no Amadora BD este fim de semana

O Amadora BD 2015 – 26.º Festival Internacional de Banda Desenhada pode ser visitado até 8 de novembro, no Fórum Luís de Camões e noutros locais da cidade da Amadora, em Lisboa e Almada.

O Fórum Luís de Camões, núcleo central do festival, acolhe as exposições:
A Criança na BD
Os Quadrinhos da Fundação Casa Grande
A Batalha, 14 de Agosto de 1385
Zona de Desconforto
Hawk
No Presépio
Nôá Perdida no Paraíso
As Serpentes de Água
Ano Editorial Português 2014-2015
O Pugilista
30 Anos da Tertúlia de BD de Lisboa
Jim Del Monaco, e
Projeto Escolhe Viver Não Pises o Risco.
Horário: sábado das 10h às 23h e domingo das 10h às 20h.

Na Bedeteca da Amadora podem ser visitadas exposições com visões antagónicas sobre a Primeira Grande Guerra:
Quim e Manecas Vão à Guerra, de Stuart de Carvalhais, e
Putain de Guerre! – A Guerra das Trincheiras, de Jacques Tardi.
Horário: sábado das 10h às 18h e domingo das 10h às 18h.

A Galeria Municipal Artur Bual/Casa Aprígio Gomes recebe o Amadora Cartoon, comissariado por Osvaldo Macedo de Sousa: Traços de Irreverência e Fantasia, fazendo uma homenagem ao artista português Rui Duarte e ao asturiano Fernando Ruibal e
OXI no Cartoon Grego, que reúne o trabalho de 15 artistas gregos que expressam o descontentamento da sociedade grega face à conjuntura socio-económica do país.
Horário: sábado e domingo das 10h às 18h.

Nos Recreios da Amadora, está a exposição Lisbon Calling, comissariada por Lawrence Klein, que mostra como artistas nacionais responderam ao desafio do Embaixador dos EUA, Robert Sherman, colocando personagens icónicas dos comics americanos em cenários tipicamente portugueses.
Horário: sábado e domingo, das 14h às 19h.

No sábado, 7 novembro, a partir da meia-noite e meia, Reinhard Kleist está no Musicbox para uma sessão de live drawing, ao som de um dj set de Marla Singer, com músicas de Nick Cave e Johnny Cash.

Voltando ao Fórum, no âmbito do Amadora BD Júnior, realiza-se: sábado, entre as 10h00 e as 18h00, a oficina POW, SPLASH, BOOM!!! Vamos desenhar o barulho? Onde as crianças fazem pequenos exercícios livres sobre a representação do som na BD. No último dia do festival, domingo, às 11h30, as crianças estão convidadas a participar na Hora do Conto com a leitura animada da obra A Ovelhinha que veio para o jantar, de Steve Smallman (autor) e Joelle Dreidmy (ilustração) com Fernanda Santos, na Biblioteca Municipal Fernando Piteira Santos. Entre as as 15h00 e as 18h00, há Era uma vez a tua História aos Quadradinhos – Exercícios livres sobre a criação de uma narrativa em BD.

Em Almada, na Casa da Cerca, está a única exposição que se prolonga para além do último dia do Amadora BD, a “Viagem Desenhada” de Ricardo Cabral, que pode ser visitada até 10 de janeiro.
Horário: terça a sexta, das 10h às 18h e sábado e domingo, das 13h às 18h.

Verifique ainda as sessões de autógrafos do último fim-de-semana:

Para verificar quais os lançamentos e apresentações de BD que terão lugar neste fim-de-semana, consulte o programa.

nota: imagem cedida pela organização.

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.