visao5A quinta revista da Coleção Banda Desenhada distribuída com a revista Visão é uma reprodução da revista Colecção Galo #3, originalmente publicada em janeiro de 1978, propriedade da Portugal Press e distribuída pela Agência Portuguesa de Revistas.

A reprodução apresenta, tais como as restantes da coleção da Visão, o formato de 19×26 cm, neste caso semelhante ao da revista original (aproximadamente, 185×265 cm).

Na presente revista, a capa dá destaque à BD Missão em Ivory-Lana de Fantasma, com argumento de Lee Falk e desenhos de Sy Barry.

A tira de BD Fantasma (The Phantom) foi criada por Lee Falks em 17 de fevereiro de 1936, cerca de 2 anos após ter criado Mandrake (11 de junho de 1934). A tira dominical a cores surgiu em 28 de maio de 1939. Quer a tira diária, quer a tira dominical, continuam a ser publicadas atualmente. Ao longo das décadas, o personagem teve também direito a séries e minisséries de comic books, bem como original graphic novels (OGN). Para além dos EUA, BD originais têm sido publicadas em diferentes países, como a Suécia, Noruega, Finlândia, Austrália, Itália, Brasil ou Jugoslávia.

A BD publicada nesta revista corresponde às tiras diárias publicadas nos jornais norte-americanos entre 1 de novembro de 1976 e 19 de fevereiro de 1977, ocupando 24 páginas da revista.

A segunda banda desenhada da revista é O Caso do Agente Duplo de Big Ben Bolt, já sem o nome aportuguesado de Luís Euripo de outrora. Corresponde às tiras diárias publicadas nos jornais norte-americanos entre 22 de dezembro de 1969 e 14 de fevereiro de 1970, contando com a assinatura do seu criador, John Cullen Murphy. A BD ocupa 10 páginas, incluindo a contracapa.

Big Ben Bolt foi criado pelo argumentista Elliot Caplin (um artigo/entrevista ao autor pode ser lido na reprodução do Jornal do Cuto da coleção da Visão) e o ilustrador John Cullen Murphy. A primeira tira diária surgiu a 20 de fevereiro de 1950, distribuída pelo King Features Syndicate, tendo a tira dominical se iniciado a 25 de maio de 1952. Ao longo das décadas, Murphy teve diversos assistentes a trabalhar na tira, incluindo Al Williamson, Alex Kotzky, Neal Adams, John Celardo e Stan Drake. Em 1971, Murphy começou a trabalhar em Príncipe Valente e Gray Morrow iniciou o seu trabalho na tira de Big Ben Bolt, passando a assinar a tira a partir de 1 de agosto de 1977. Murphy recebeu o National Cartoonists Society’s Award na categoria de Tira de BD em 1971 pelo seu trabalho em Big Ben Bolt e Príncipe Valente. A tira foi cancelada a 15 de abril de 1978.

A Colecção Galo teria direito a apenas 6 números, antes de ser cancelada.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:
Apesar de ser da responsabilidade da editora do Jornal do Cuto, que publicava histórias de continuação, a Colecção Galo só se apresentava com histórias completas nas suas páginas. Tentava conquistar um público diferente, mais jovem e que, além das aventuras de uma personagem famosa como era o Fantasma, também se interessava por histórias de menor sucesso, que em paralelo eram oferecidas na revista. Na altura ainda havia leitores diversificados e para os quais eram criadas publicações de maior ou menor impacto ou de menor ou maior preço. A Colecção Galo custava mais 5$00 do que o Jornal do Cuto, e tinha menos 4 páginas.

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.