Já se encontra nos quiosques nacionais o #300 da revista francesa Psikopat, sendo a capa da autoria de Rifo. O dossier desta edição tem como temática a nostalgia ou o número 300 não desse azo a um olhar sobre o passado. Este número especial de verão tem direito a 100 páginas.

Foi em 1982 que Paul Carali iniciou esta aventura editorial, inicialmente com a publicação Petit Psikopat illustré, com direito a 10 números. Segue-se a primeira série de Psikopat, com um total de 4 números, em 1985. É em 1989 que surge o primeiro número da atual série da Psikopat, sendo, só por si um feito, chegar a este redondo número tantos anos depois e orgulhando-se do seu selo presente nas capas, “periódico livre e independente, sem publicidade”. Paralelamente, ao longos dos anos, têm vindo a ser publicados diversos álbuns de autores que colaboram com a revista, como Crumb, Édika, Ivars e Lerouge, entre muitos outros, além do próprio Carali.

Clique nas imagens para a visualizar em toda a sua extensão:

Como é habitual, a maioria da revista é composta por pranchas de BD e por cartoons dedicados ao tema do dossier, bem como à atualidade. A restante revista é composta por alguns artigos e um conto de de Olivier Ka ilustrado por Caza.

Psikopat #300
mês de capa: setembro – outubro 2017
páginas: 100
Éditions du Zébu
PVP Portugal Continental: 9,00€

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.