O Prémio Ásia da Crítica ACBD 2018 é atribuído a manga originalmente publicado na internet japonesa.

Ao longo dos anos, temos vindo a acompanhar o olhar atento que a Association des journalistes et Critiques de Bande Dessinée (ACBD) dedica ao manga editado no mercado franco-belga. Em 2018, a obra galardoada com o Prémio Ásia da Crítica ACBD foi Sous un ciel noveau, com argumento de Kei Fujii e desenhos de Cocoro Hirai (Éditions Ki-oon).

Esta obra é constituída por quatro histórias curtas que exploram as realidades das relações afetivas, sejam elas ligações entre pais e filhos, jogos de sedução ou outras. Ao longo da sua leitura, é narrado como um velho casal provinciano tenta apoiar o restaurante de um filho brutalmente falecido, como uma criança pequena enfrenta o luto do seu pai, como a promessa de casamento é utilizada para defraudar mulheres jovens ou como um professor dá a  sua última lição de vida. Em comum, têm a alteração da vida quotidiana naqueles momentos em que tudo muda, com os autores a abordar as tragédias com delicadeza e subtileza.

Publicado originalmente no Japão na internet, a obra conheceu um enorme sucesso junto do público, tendo já tido direito em 2017 a receber uma recomendação de prestígio do Japan Media Arts Festival.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Para além de atribuir o prémio vencedor, a ACBD deu o devido destaque às restantes 4 obras nomeadas para o prémio:

  • L’Atelier des sorciers de Shirahama Kamome (Pika)
  • Made in Abyss de Akihito Tsukushi (Ototo)
  • Tokyo, amour et libertés de Kan Takahama (Glénat)
  • La Virginité passé 30 ans de Atsuhiko Nakamura & Bargain Sakuraichi (Akata)

Por outro lado, extra competição, o comité da seleção das obras da ACBD elaborou uma lista alfabética de 15 séries e livros com continuação, que recomenda:

  • 25 histoires d’un monde en 4 dimensions – Leiji Matsumoto (Kana)
  • Atomic (S)trip – Atsushi Kaneko (Pika)
  • Les Aventures de Hong Kiltong – Yoon‑sun Park (Misma)
  • Blue – Kiriko Nananan (Casterman)
  • Blue Giant – Shinichi Ishizuka (Glénat)
  • Les Chats du Louvre – Taiyô Matsumoto (Futuropolis)
  • Grimoire of Zero – Takashi Iwasaki & Kakeru Kobashiri (Ototo)
  • L’Île errante – Kenji Tsuruta (Ki-oon)
  • Juice – Art Jeeno (Çà et là)
  • Mémoires d’un frêne – Kun-woong Park (Rue de l’échiquier)
  • Mimikaki: L’Étrange Volupté auriculaire – Yarô Abe (Le Lézard Noir)
  • Origin – Boichi (Pika)
  • The Promised Neverland – Kaiu Shirai & Posuka Demizu (Kazé)
  • Saltiness – Minoru Furuya (Akata)
  • Souvenirs d’Emanon – Shinji Kajio & Kenji Tsurutaa (Ki-oon)

Como é habitual com as seleções da Associação dos jornalistas e Críticos de Banda Desenhada francesa, nenhuma das obras contempladas conhece edição portuguesa, seja o vencedor, nomeados ou lista de séries extra concurso.

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.