Chega agora o livro que retrata a relação entre o mestre Obi-Wan Kenobi e o jovem padawan Anakin Skywalker.

Quando a Disney adquiriu a Lucasfilm, em 2012, alguns projectos para a franchise Star Wars foram imediatamente anunciados, enquanto outras mudanças foram anunciadas posteriormente. Após a decisão dos capítulos cinematográficos VII a IX terem histórias originais não baseadas em material pré-existente, o Universo Expandido de Star Wars (livros, banda desenhada, videojogos, brinquedos e outros produtos oficialmente lançados), como um todo, deixou de ser canon. No dia 25 de abril de 2014, foi anunciado que todo o material pré-existente que não os capítulos cinematográficos I a VI e o filme e série televisiva Star Wars: The Clone Wars, não eram mais considerados como pertencentes à (nova) continuidade, passando a ser referidos por Star Wars Legends. Desde então, com a supervisão do Lucasfilm Story Group, a maioria do material que se tem vindo a produzir pertence à nova continuidade.

Se 2015 foi o ano do regresso de Star Wars aos cinemas com o capítulo VII, 2015 foi também o ano de mudança no que toca à banda desenhada. Se, entre 1977 e 1987, os comics de Star Wars foram publicados pela Marvel, em 1991 seria a Dark Horse que começaria a publicar os comics passados no universo imaginado por George Lucas. Aos poucos, a franchise tornou-se uma das mais importantes editadas pela Dark Horse, tendo sido publicados milhares de comic books, distribuídos por mais de 100 títulos diferentes, entre one-shots, minisséries, séries e republicação do material originalmente publicado pela Marvel, até dezembro de 2014.

Quando, em janeiro de 2014, foi anunciado que a BD de Star Wars passaria a ser publicada novamente pela Marvel em janeiro de 2015, essa mudança não foi propriamente uma surpresa nem para os leitores nem para nenhuma das partes envolvidas. Relembre-se que a Disney tinha adquirido a Marvel em 2009, pelo que, antevendo-se o renovado hype da franchise Star Wars relacionado com a estreia do cinematográfico capítulo VII, certamente previu que seria economicamente mais favorável beneficiar do mesmo com publicações próprias do que com licenciamentos a terceiros. E foi uma boa aposta, pois as suas séries de banda desenhada têm, de um modo geral, tido muito boas performances.

Deste modo, em 2015 começou a ser publicada a nova série de BD, simplesmente denominada Star Wars, que ao longos dos anos tem sido acompanhada por outras séries, minisséries e one-shots, dedicados a personagens como Darth Vader, Princesa Leia, Kanan, Lando, Chewbacca e C3-PO, várias das quais tem sido publicada em Portugal pela Planeta.

A minissérie dedicada a Obi-Wan & Anakin teve direito a 5  comics norte-americanos, originalmente publicados entre dezembro de 2015 e maio de 2016. O argumento coube ao norte-americano Charles Soule, sendo os desenhos e arte-final do italiano Marco Checchetto, abrilhantados pela colorização cuidada do italiano Andres Mossa.

Clique nas imagens para visualizar em toda a sua extensão as capas originais e alternativas:

Eis a sinopse da editora:

O seu futuro está condenado. Mas de momento são mestre e aluno… E isso já é bastante perigoso! Antes do seu heroísmo militar nas Guerras dos Clones, antes da sua trágica batalha em Mustafar e muitas décadas antes da confrontação final na Estrela da Morte, eram o mestre Obi-Wan Kenobi e o jovem padawan Anakin Skywalker. Professor e aluno aproximaram-se com os anos, mas foi um caminho difícil. E as coisas não vão ficar mais fáceis. Na verdade, quando os chamam a um planeta remoto para ajudar, o par chega quase a um ponto de não retorno na sua relação. Ao verem-se isolados num mundo estranho de tecnologia primitiva e nativos mortais, poderão salvar-se? Quando a guerra se abate, mestre e padawan estarão em lados opostos!

[dropcap]C[/dropcap]harles Soule nasceu em Milwaukee (Winsonsin, EUA), residindo atualmente em Brooklyn. É romancista, argumentista de banda desenhada, músico e advogado. Embora tenha trabalhado para a DC e outras editoras, é especialmente conhecido por escrever bandas desenhadas do Demolidor, Mulher-Hulk, a Morte de Wolverine e vários títulos de Star Wars para a Marvel (Darth Vader, Lando e outros), tendo publicado criações suas na Image (Curse Words, com Ryan Browne) e Oni (Letter 44, com Alberto Jimenez Alburquerque). O seu primeiro romance, The Oracle Year, sobre um homem que consegue ver o futuro e que utiliza esta capacidade para mudar o mundo, foi publicado em abril de 2017 pela chancela Harper Perennial da HarperCollins.

[dropcap]M[/dropcap]arco Checchetto nasceu em 1975, perto de Veneza (Itália). Iniciou a sua carreria em 2002, a desenhar as capas para a PlayStation Magazine. Nos anos seguintes, trabalhou para editoras italianas como a Star Comics (Jonathan Steele), Periodici San Paolo (Tartarugas Ninja) e Panini (histórias italianas de Homem-Aranha). Em 2007, começou a trabalhar para a Marvel Comics com uma banda desenhada de Deadpool para a revista Marvel Comics Presents. Notabilizou-se pelo seu trabalho nas revistas do Esquadrão Supremo, Demolidor, Justiceiro e Homem-Aranha, bem como na série italiana Life Zero, criada por si com Marco Vietti. Tem também trabalhado em diversas bandas desenhadas de Star Wars editadas pela Marvel, como a minissérie Star Wars: O Império Destruído, publicada em Portugal pela Planeta no livro Star Wars: Rumo ao Despertar da Força.

Star Wars: Obi-Wan & Anakin
Charles Soule & Marco Checchetto
Editora: Planeta
Páginas: 128
Encadernação: capa dura
Dimensões: 17,3 x 26,5 cm
ISBN: 9789896579982
PVP: 16,95€

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.