Acreditas em unicórnios? A Bia acredita! Na verdade, não tem grande escolha…

A tira diária norte-americana Bia e o Unicórnio, da autoria de Dana Simpson, chega finalmente a Portugal, pelas mãos da Nuvem de Letras, chancela da Penguin Random House Grupo Editorial. Trata-se do regresso editorial à banda desenhada, após a publicação do primeiro e segundo volumes de Poptropica.

Inicialmente denominada de Heavenly Nostrils (Narinas Celestiais em português, o sobrenome do unicórnio-fêmea da BD), a tira estreou a 22 de abril de 2012 no site GoComics da Andrews McMeel Syndication, anteriormente conhecida por Universal Uclick. A 30 de março de 2015 começou a ser publicada em 100 jornais já com o título atual, Phoebe and Her Unicorn, que a Nuvem de Letras traduziu para Bia e o Unicórnio. Atualmente, a tira é publicada mundialmente em mais de 200 jornais.

A tira segue a vida de Bia (Phoebe, no original) e a sua melhor amiga, o unicórnio-fêmea Pureza das Narinas Celestiais (Marigold Heavenly Nostrils, no original), versada em magia. Foi compilada até ao momento em 6 livros, tendo também sido publicados 2 livros de banda desenhada com conteúdo original. O primeiro livro da série, publicado em Portugal em outubro, reúne as tiras originalmente publicadas entre 22 de abril e 18 de novembro de 2012, tendo sido editado nos EUA em 2014. Foi galardoado com o Scandiuzzi Children’s Book Award dos Washington State Book Awards 2015 na categoria de Middle Readers (idade de 9 a 12 anos). O livro foi também incluído na lista dos Melhores Livros Feministas para Jovens Leitores 2015 do site Book Riot.

Simpson concebeu graficamente a Pureza das Narinas Celestiais com base nas tapeçarias francesas A Dama e o Unicórnio (exposta no Museu de Cluny/Museu Nacional da Idade Média, em Paris) e A Caça ao Unicórnio (exposta no museu The Cloisters, pertencente ao Metropolitan Museum of Art, em Manhattan), produzidas no final da Idade Média e início do Renascimento.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse:

Uma tarde passada a atirar pedrinhas à água acabou por lhe trazer a maior surpresa de sempre: um belíssimo espécime de unicórnio e uma improvável amizade. Juntas, a Pureza de Narinas Celestiais, uma mítica criatura da floresta cheia de si, e a Bia, uma menina tão inteligente quanto atrevida, vão viver muitas aventuras mágicas e outras mais terra-a-terra, mas sempre com uma alegria e entusiasmo absolutamente contagiantes.  Os unicórnios existem mesmo, e até podem não ser exatamente como esperarias que fossem. Mas uma coisa é certa: são as criaturas mais divertidas de sempre e dão excelentes amigos!

«Hilariante, terno, implacável.» – Cory Doctorow
«Original e divertido#» – School Library Journal
«A Bia é uma menina surpreendentemente real, tão inteligente e imaginativa quanto o Calvin de Bill Waterson, tão emocionalmente vulnerável como o Charlie Brown de Charles Schulz. Bia e o Unicórnio é, nada mais nada menos que a melhor banda desenhada desde Calvin & Hobbes.» – Peter S. Beagle

Dana Claire Simpson cresceu em Gig Harbor, no estado de Washington. Apesar de passar todo o tempo a desenhar, lá conseguiu licenciar-se pelo Evergreen State College. Entre 1998 e 2008 escreveu a banda desenhada online Ozy and Millie e, em 2009, depois de ganhar o concurso Comic Strip Superstar, patrocinado pela Amazon, assinou um contrato com a Andrews McMeel Syndication para desenvolver a série Bia e o Unicórnio, um bestseller do New York Times desde o primeiro volume. Atualmente, vive em Santa Barbara, na Califórnia, com o marido, um génio dos computadores, e o gato, que é apenas ligeiramente estúpido.

Bia e o Unicórnio
Dana Simpson
Editora: Nuvem de Letras
Páginas: 224, a cores
Dimensões: 14,3 x 20,5 cm
Encadernação: capa mole com badanas
ISBN: 9789896656751
PVP: 13,90€

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.