O norte-americano Frank Miller foi galardoado com o prémio Fauve d’honneur no Festival Internacional de BD de Angoulême.

Se Rumiko Takahasi foi a grande vencedora da noite com a atribuição do Grand Prix no 46.º Festival Internacional de Banda Desenhada de Angoulême, alguns minutos antes desta revelação foi atribuído o prémio Fauve d’honneur ao norte-americano Frank Miller. Miller pôde receber em mão este prémio surpresa, dado estar presente no festival, a propósito da exposição 80 Anos de Batman.

Um pouco tardio, este reconhecimento por parte de Angoulême demonstra a posição dos organizadores do festival em distinguir autores internacionais incontornáveis na história da Banda Desenhada. Miller marcou várias gerações de leitores, desde os seus trabalhos iniciais com o Demolidor até às diferentes reinvenções de Batman com Ano Um ou O Cavaleiro das Trevas, sem esquecer as suas obras de culto, como Ronin, 300 ou Sin City.

Com a data do seu aniversário a aproximar-se, a 27 de janeiro, Angoulême deu ao famoso autor um possível mote para iniciar mais cedo as comemorações.

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.