Um viajante e uma criança amaldiçoada. Feitiços e Magia. E dragões, é claro… Christopher Paolini regressa ao mundo de Eragon.

Quase tinha esquecido a Alagaësia e o mundo que Christopher Paolini criou. Recordo-me do quanto tinha apreciado os três primeiros volumes da série – Eragon (2003), Eldest (2005) e Brisinger (2008) – e como fiquei desiludida por Herança (2011), o 4.º e último volume da série até o ano passado, não corresponder ao que idealizara. Confesso que algures no meu interior zanguei-me com o escritor que me tinha prometido tanto mas que, no fim, não me conseguiu fazer apreciar o desenlace da história. Talvez porque se tenha ficado com a eterna questão “e depois?”. Sim, e depois, o que aconteceu aos personagens, que aventuras viveram, que novas histórias se desenrolaram?

No pequeno livro de contos O Garfo, A Bruxa e o Dragão, algumas destas questões são respondidas. O regresso do autor ao seu universo é feito com carinho pelas personagens, tentando amadurecê-las com o passar dos anos.

Eragon é agora responsável por uma nova geração de Cavaleiros de Dragão e debate-se com as suas múltiplas funções, desde a diplomacia até à administração. Estas tarefas parecem-lhe intermináveis até ao momento em que a Saphira o obriga a parar e a desfrutar um pouco da sua nova vida.

Para os fãs da série, fica a informação de que podem esperar Urgals, elfos, dragões e bruxas neste novo livro, ou não fosse isso que procurassem num bom livro de fantasia.

Eis a sinopse da editora:

“Já era noite quando Eragon regressou a si e a única iluminação do Salão das Cores provinha das candeias sem chama, penduradas nas paredes, e do brilho interno dos próprios Eldunarí. Sentou-se de olhos postos no chão, a recompor-se e a recuperar. Abriu-se-lhe um sorriso no rosto.”
Bem-vindo novamente ao mundo de Alagaësia. Já passou um ano desde que Eragon partiu em busca do lugar perfeito para treinar uma nova geração de Cavaleiros do Dragão. Agora, debate-se com as inúmeras tarefas que tem pela frente: construir a Fortaleza do Dragão, entender-se com os fornecedores, cuidar dos ovos de dragão e lidar com os aguerridos Urgals e os arrogantes elfos. Isto até ao momento em que uma visão dos Eldunarí, visitantes inesperados, e uma lenda Urgal trazem uma necessária distração e um novo desafio… Neste volume encontrarás três histórias originais que decorrem em Alagaësia, a par com o desenrolar da aventura de Eragon. E ainda um excerto das Memórias da inesquecível bruxa e adivinha Angela, a herbalista, escrito por Angela Paolini, irmã do autor e a mulher que serviu de inspiração à personagem!

Registe-se a pronta aposta da Asa na continuação do Ciclo da Herança, que foi editada em Portugal 3 dias após a edição norte-americana. É caso para dizer que a Fantasia foi o género literário escolhido para fechar o ano editorial de 2018 nos EUA (o livro foi publicado a 31 de dezembro) e para abrir o de 2019 em Portugal (distribuído nas livrarias a 3 de janeiro). O regresso de Paolini dá-se oito anos depois de concluir a mais famosa saga de dragões do século, tendo o primeiro volume, Eragon, sido adaptado ao grande ecrã em 2005, sob a realização de Stefen Fangmeier. Os quatro livros do Ciclo da Herança venderam mais de 25 milhões de exemplares em mais de 40 países.

Christopher Paolini nasceu no Sul da Califórnia e viveu a maior parte da sua vida em Paradise Valley, no estado de Montana, com os pais e a irmã mais nova, Angela. Foi a sua paixão pela fantasia e a beleza natural do Montana que inspiraram o fantástico cenário de Eragon, o primeiro livro do “Ciclo da Herança”. Tinha quinze anos quando escreveu a primeira versão de Eragon, que acabou por ser publicado em 2003, transformando-se de imediato num sucesso mundial. Seguiu-se Eldest, o segundo capítulo do Ciclo que acompanha Eragon e o dragão Saphira, e depois Brisingr e Herança. Artista talentoso, Christopher desenhou também as ilustrações dos livros. Nos seus tempos livres gosta de afiar facas, entreter-se com videojogos, levantar coisas pesadas, e procurar exemplares perfeitos de cadernos com capa em pele.

O Garfo, A Bruxa e o Dragão
Christopher Paolini
Editora: Asa
Páginas: 296
Encadernação: capa mole com badanas
Dimensões: 235 x 20 x 155 mm
ISBN: 9789892344119
PVP: 16,90€

SOBRE O AUTOR |

Susana Figueiredo
Susana FigueiredoGestora de conteúdo
Médica e leitora compulsiva, no Bandas Desenhadas assumiu funções da reportagem e da crítica.