O primeiro mês editorial de banda desenhada em Portugal em 2019.

Janeiro tem por hábito ser um mês tímido no que toca à quantidade de publicações nacionais de banda desenhada, o que não significa que não seja um mês a seguir anualmente com atenção.

Em 2019, tal não foi diferente, com várias das editoras que se dedicam (quase) exclusivamente à banda desenhada a não editar BD, ausência esta também manifestada por editores generalistas (de maiores ou menores dimensões) que com alguma frequência também o realizam.

PUBLICAÇÕES

O Bandas Desenhadas identificou os seguintes números de novidades de banda desenhada (publicações com BD em mais de 50% das suas páginas), segundo o formato:
– Livros: 8
– Revistas: 1
– Outros (brochuras, etc): 5

Destes 14 lançamentos, 6 têm distribuição alternativa, isto é, não são distribuídos no canal livreiro nem em pontos de venda de periódicos. Dos restantes, nenhum é distribuído em exclusivo nas bancas. Em resumo:
– Canal livreiro: 8
– Pontos de venda de periódicos, em exclusividade: 0
– Distribuição alternativa a livrarias e bancas, em exclusividade: 6

Conclui-se então que uma significativa percentagem (43%) das publicações identificadas não teve distribuição para o grande público.

Destas 14 publicações, 6 são edições de material originalmente português. As restantes publicações têm como país de origem:
– EUA: 4
– França: 2
– Japão: 2

Registe-se que, apesar da maioria das edições de janeiro pertencer a autores portugueses, somente duas conhecem ou conhecerão distribuição no canal livreiro. Ou seja, 67% das publicações de autores portugueses não teve distribuição para o grande público.

No que toca à originalidade das obras sob o formato de papel no nosso país, das 14 publicações verifica-se a existência de:
– Inéditos mundiais: 4
– Inéditos em Portugal: 7
– Reedições: 3

Eis as editoras das publicações identificadas:
– Ao Norte: 1
– Chili Com Carne: 2
– Devir: 2
– Fanzines, Incorporated: 1
– G. Floy: 3
– Gailivro: 1
– Gradiva: 1
– Serafim & Malacuéco: 2
– Zone Komics: 1

E as capas:

BD PORTUGUESA EM DESTAQUE

Registe-se que, apesar da maioria das edições de janeiro pertencer a autores portugueses, somente duas conhecem ou conhecerão distribuição no mercado livreiro. Ou seja, 67% das publicações de autores portugueses não teve distribuição para o grande público.

A série As Aventuras de Zé Leitão e Maria Cavalinho de Pedro Leitão, editada pela Gailivro, é um caso único no panorama editorial português. Não só por a BD destinada à infância ser pouco explorada no mercado livreiro, como pelo facto da série existir há 15 anos e contar com 12 álbuns publicados.

Por seu turno, a Chili Com Carne continua a fazer um excelente trabalho em prol da banda desenhada portuguesa com a série Mercantologia, a qual compila material anteriormente somente disponível em zines e outras publicações nacionais e internacionais de difícil acesso.

Quanto a Ao Norte, com o mote de traduzir um filme para a linguagem da banda desenhada, continua a originar pequenas obras de qualidade, acessíveis a jovens e jovens adultos que dificilmente se interessariam per se por uma banda desenhada nacional pouco mainstream.

Quanto à chancela de fanzines Serafim & Malacuéco, associou-se às comemorações do centenário do nascimento de Eduardo Teixeira Coelho, disponibilizando a antigas e novas gerações algumas das suas obras.

BD ESTRANGEIRA EDITADA EM PORTUGAL

Este ponto revelou-se praticamente ausente de grandes novidades por parte das editoras que marcaram presença em janeiro, pois, basicamente, prosseguiram as séries em continuação: a Devir com os mangas Assassination Classroom e My Hero Academia, a G. Floy com os comics Ms. Marvel e Southern Bastards e a Gradiva com a série francesa Descobridores.

A única novidade foi o início da publicação da série Jessica Jones, por parte da G. Floy, apesar de já ter publicado as anteriores séries da personagem.

Independentemente das poucas novidades, os livros Jessica Jones vol. 1 e Darwin vol. 1 tiveram direito a ser integrados na Leitura Recomendada.


nota: considerem-se os números apresentados neste artigo como pré-definitivos até à publicação do artigo referente ao ano de 2019.

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.