BD² – Base de Dados de Banda Desenhada

Jean Ollivier

Naturalidade: Paimpol, França
Nascimento: 14 de abril de 1925
Falecimento: 30 de dezembro de 2005

Iniciou a sua carreira de jornalista em “Avant-garde”, um jornal mensal ligado aos Movimentos Jovens Comunistas de França. Foi neste periódico que conheceu René Moreu, ilustrador e chefe da redação do hebdomadário de banda desenhada “Vaillant”, criado em 1945, que o convidou a ingressar a equipa. Após dois anos como argumentista, tornou-se o chefe de redação de “Vaillant”, entre 1949 e 1958.

Entre as suas obras para a “Vaillant”, encontram-se Yves o Lobo com René Bastard e posteriormente Eduardo Teixeira Coelho (1947-65), P’tit Joc com André Joy (1952-62) e Ragnar com Teixeira Coelho (1955-69). Também com as ilustrações de Teixeira Coelho, foi o argumentista de Till Ulenspiegel (1956), Davy Crockett (1957) e Wango (1957-8).

Entre a dezena de séries de BD que escreveu para revistas francesas de pequeno formato, destacam-se as que têm ilustrações de Teixeira Coelho, Biorn le Viking (1962-8) e Cartouche (1964-6).

Para a “Pif Gadget”, que substituiu a “Vaillant” em 1969, criou, entre outras BD, Loup Noir com Kline (1969-1980) e Docteur Justice com Marcello (1970-1993), dando continuidade a Robin des Bois, desta vez com Teixeira Coelho (1969-1975). Com as ilustrações de Teixeira Coelho, criou Le Furet (1975-6), Erik le Rouge (1976-7) e Ayak (1979-1984). Uma versão alemã da “Pif Gadget”, denominada “Yps”, publicou 3 séries de banda desenhada com o seu argumento naquele país, incluindo Gerfried, com ilustrações de Teixeira Coelho (1977-8).

Ollivier é um dos argumentistas das obras Histoire de France en bandes dessinées (1976-8), La Découverte du Monde en bande dessinées (1978-80) e Histoire du Far-West (1980-2), editadas pela Larousse, tendo as duas últimas sido editadas pelas Publicações Dom Quixote em Portugal. Para a Hachette, escreveu os dois tomos da série La Mémoire des Celtes, com ilustrações de Teixeira Coelho (1985-6).

Com o falecimento de Jean-Michel Charlier, assume o argumento da série Barbe Rouge, terminando o argumento do 26.º álbum e prosseguindo a série até ao 31.º álbum, com ilustrações de Christian Gaty (1991-1997).

Paralelamente à banda desenhada, Ollivier é autor de dezenas de romances juvenis, bem como de livros ilustrados. Destes últimos, Teixeira Coelho ilustrou os dedicados aos víquingues – Vikings, Conquérants de la mer (1975), J’étais enfant aux temps vikings (1982) e Une Colonie viking au Groenland (1985).

As suas obras em prosa valeram-lhe 4 prémios literários, incluindo o Prix Jean Macé atribuído pela Ligue de l’enseignement em 1976, que galardoou Ollivier e Teixeira Coelho pela obra Vikings, Conquérants de la mer. Na BD, foi galardoado juntamente com Teixeira Coelho com o Prix Phénix da melhor banda desenhada realista e de aventura para Ragnar le viking, atribuído pela Sociedade Francesa da Banda Desenhada em 1969.

Obras publicadas em Portugal

One-shots

Séries

Ragnar
  1. A Harpa de Ouro
Robin dos Bosques

35. A Noite de Derby

O Bandas Desenhadas está atualmente a elaborar a base de dados referentes ao ano corrente. Está interessado em colaborar com a BD² quanto aos anos anteriores? Envie-nos os dados e dar-lhe-emos crédito pela sua colaboração.

Início | Autores | Editoras Nacionais | Editoras Originais | Séries de BD

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.