BD² – Base de Dados de Banda Desenhada

Milton Caniff

Naturalidade: Hillsboro, Ohio, EUA
Nascimento: 28 de fevereiro de 1907
Falecimento: 3 de abril de 1988

Caniff publicou alguns cartoons em jornais locais quando era estudante do ensino secundário em Dayton, Ohio. Na Ohio State Univeristy, ingressou na Fraternidade Sigma Chi, onde ilustrou The Magazine of Sigma Chi e The Norman Shield. Tendo-se graduado em 1930, começou a trabalhar no jornal diário The Columbus Dispatch, tendo o seu posto de trabalho sido eliminado durante a Grande Depressão.

Em 1932, Caniff migrou para Nova Iorque, trabalhando para a Associated Press em Mister Gilfeather e The Gay Thirties. A primeira tira que criou foi Dickie Dare em 1933.

Em 1934, Caniff foi contratado pelo jornal (New York) Daily News para criar uma tira para a agência então denominada Chicago Tribune New York News Syndicate (atual Tribune Content Agency). O editor Joseph Medill Patterson solicitou uma tira de aventuras passada no Oriente e o resultado foi Terry and the Pirates, que Caniff escreveu e ilustrou por 12 anos.

Em 1942, como forma de apoiar os militares durante a II Guerra Mundial, Caniff decidiu criar gratuitamente uma versão diferente de Terry and the Pirates, a qual era distribuída semanalmente via Camp Newspaper Service para os jornais militares em conjunto com contribuições de outros civis. Sem o Terry, a série focava-se na aventureira Burma e cada página era autoconclusiva. Após 3 meses, surgiram reclamações por parte do jornal The Miami Herald, por acreditarem que tal gerava competição com a tira original. Como resultado, o spin-off militar findou no início de 1943. Duas semanas mais tarde, surgiu nos jornais militares uma nova tira intitulada Male Call, com a nova personagem Miss Lace a substituir Burma. Male Call foi distribuído em 3000 jornais militares até ao seu término em 1946.

Os direitos de autor da popular tira Terry and the Pirates pertenciam à agência de distribuição, pelo que, quando Marshall Field, o editor do Chicago Sun, propôs a Caniff a criação de uma tira em ele mantivesse os direitos de autor, Caniff optou por abandonar Terry and the Pirates em dezembro de 1946 e iniciar a série Steve Canyon no Chicago Sun-Times no mês seguinte. Na altura, era extremamente raro os autores que trabalhavam para as agências de distribuição manterem os direitos de autor, pelo que Caniff passou a ser um privilegiado no meio quanto a esse tópico. Caniff continuou a produzir Steve Canyon até falecer, em 1988.

Caniff foi um dos fundadores da National Cartoonists Society, da qual foi presidente durante 2 anos. A instituição galardoou-o diversas vezes e criou o Milton Caniff Lifetime Achievement Award. Em 1988, ingressou no Will Eisner Comic Book Hall of Fame. A maioria dos seus originais e outros objetos pessoais, encontra-se no Billy Ireland Cartoon Library & Museum, sito em Columbus, Ohio.

Obras publicadas em Portugal

Séries

O Bandas Desenhadas está atualmente a elaborar a base de dados referentes ao ano corrente. Está interessado em colaborar com a BD² quanto aos anos anteriores? Envie-nos os dados e dar-lhe-emos crédito pela sua colaboração.

Início | Autores | Editoras Nacionais | Editoras Originais | Séries de BD

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.