A antologia de vários autores All Watched Over by Machines of Loving Grace é a vencedora do concurso.

Os cinco membros do Júri da edição do concurso interno da Chili Com Carne “Toma lá 500 paus e faz uma BD” decidiram unanimemente o projecto vencedor. All Watched Over by Machines of Loving Grace é uma antologia de banda desenhadas com as participações de Amorim Abiassi Ferreira (texto), Ana Maçã, André Pereira, André Vaillant (design/ web), Cátia Serrão (ilustração), Cláudia Salgueiro, Dois Vês, Félix Rodrigues, João Carola e Vasco Ruivo. Será um livro de cerca de 104 páginas a sair no final do ano na Colecção CCC.

Eis a sinopse do projecto vencedor: 

A Revolução Digital, também chamada de terceira revolução industrial, é o nome dado ao processo de substituição da tecnologia mecânica / analógica pela tecnologia electrónica / digital. Começando entre os anos 50 e 70 do século passado com a adopção e proliferação dos computadores e da conservação digital de informação, continua até hoje. 
Central para esta Revolução é a produção em massa de circuitos transístores e as suas tecnologias derivadas, das quais as principais são o computador, o smartphone e a internet. Estas inovações tecnológicas marcaram o inicio da chamada Idade da Informação. A criação da world wide web e por consequência de um cyberespaço a escala global, intensificou a velocidade, o alcance e o ritmo da informação gerada em todo o mundo. Todas as facetas das nossas vidas têm um “correspondente” na internet: amigos, compras, notícias, comunidade, aprendizagem, livros, conversas, jogos, música, relações, filmes… 
O futuro parece caminhar no sentido de se tornar cada vez mais imaterial e a imagem de uma conversa entre dois seres conscientes, um feito de carne e osso e o outro de circuitos e placas de alumínio, está cada vez menos distante. 
All Watched Over By Machines Of Loving Grace é o nome emprestado ao poema do poeta americano Richard Brautigan.

Segundo o júri, cinco das propostas entregues cumpriram os requisitos do concurso. Mais curioso, o júri assinala o facto de ter considerado superiores as duas propostas antológicas ao invés dos projectos a solo a concurso, num ano em que, ao contrário do ano passado, a antologia não era um formato obrigatório.

O júri justifica a escolha do projecto vencedor pela temática pertinente para os tempos que correm e com a abertura suficiente para se realizarem trabalhos de cariz especulativo e de reflexão sobre a Internet, o mundo digital, a interpenetração entre real e virtual, isolamento, excesso e manipulação de informação, apatia, controlo, redes sociais, alienação, entretenimento, etc… De facto, existem algumas participações como a do André Pereira, que é notoriamente a que mais se destaca pela positiva devido aos diversos aspectos que foca como o controlo de conteúdos, automatização dos mecanismos de regulação, vigilância e pressão social por parte das redes sociais e como consequentemente tudo isso acaba por estar intimamente relacionado com o capitalismo e as suas múltiplas configurações; ou a do Vasco Ruivo que consegue de alguma forma explorar uma estética surrealista quase vaporwave invocando uma “interzona” entre o real e o digital.

O júri refere ainda que a antologia vai ter presença digital na forma de uma plataforma que pretende desafiar os visitantes com uma experiência diferente. Aqui, o mundo digital e o mundo real surgem numa experiência colaborativa. Um paralelismo entre duas realidades que ilustra o quanto a diferença entre real e virtual é cada vez menor. Este paralelismo torna-se evidente pela interacção do visitante no site, que é visível a todos os que se encontrem online nesse momento. O visitante também pode mexer e alterar a posição dos elementos na página, de forma a que o próximo visitante veja o site sempre diferente, como se de um livro deixado em cima da mesa por um leitor anterior se tratasse. 

Por fim, o júri indica que a antologia também revela novos talentos, tão essenciais a uma renovação da Banda Desenhada portuguesa.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

A Associação Chili Com Carne relembra que há mais de três anos que as quotas anuais dos sócios tem como objectivo financiar este concurso. Esta iniciativa tem ainda o apoio do IPDJ – Instituto Português do Desporto e Juventude.

Graças a este concurso foram já publicados cinco livros: O Cuidado dos Pássaros / The Care of Birds (vencedor de 2013) de Francisco Sousa Lobo, Askar, O General de Dileydi Florez, O Subtraído à Vista de Filipe Felizardo, Acedia (vencedor de 2015) de André Coelho e Nódoa Negra (Vencedor de 2018) de várias autoras.

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.