O segundo mês editorial de banda desenhada em Portugal em 2019.

Fevereiro é o menor mês do ano mas, da análise dos anos anteriores, pode-se afirmar que o menor número de dias que compõem fevereiro não necessariamente implica uma menor quantidade mensal de publicações de banda desenhada. E 2019 torna a demonstrar que o segundo mês do ano providencia um maior de lançamentos do que o primeiro.

Tal como em janeiro, várias das editoras que se dedicam (quase) exclusivamente à banda desenhada ainda não iniciaram o seu ano editorial, ausência esta também manifestada por editores generalistas (de maiores ou menores dimensões) que com alguma frequência também o realizam.

PUBLICAÇÕES

O Bandas Desenhadas identificou os seguintes números de novidades de banda desenhada (publicações com BD em mais de 50% das suas páginas), segundo o formato:
– Livros: 15
– Revistas: 2
– Outros (brochuras, etc): 2

Destes 19 lançamentos, 5 têm distribuição alternativa, isto é, não são distribuídos no canal livreiro nem em pontos de venda de periódicos. Dos restantes, somente um é distribuído em exclusivo nas bancas. Os restantes lançamentos em pontos de venda de periódicos têm concomitantemente ou terão posteriormente distribuição em livrarias. Em resumo:
– Canal livreiro: 13 (alguns dos quais, só foram ainda distribuídos em bancas)
– Pontos de venda de periódicos, em exclusividade: 1
– Distribuição alternativa a livrarias e bancas, em exclusividade: 5

Conclui-se então que 26% das publicações identificadas não teve distribuição para o grande público.

Das 19 publicações de fevereiro, 3 são edições de material originalmente português. As restantes publicações têm como país de origem:
– Alemanha: 1
– EUA: 9
– França: 4
– Japão: 2

Registe-se que, apesar do material nacional corresponder ao 3.º lugar de publicações por países, nenhuma das 3 edições conhece ou conhecerá distribuição no canal livreiro. Ou seja, 100% das publicações de autores portugueses em fevereiro não teve distribuição para o grande público.

No que toca à originalidade das obras sob o formato de papel no nosso país, das 19 publicações verifica-se a existência de:
– Inéditos mundiais: 2
– Inéditos em Portugal: 15
– Reedições: 2

Eis as editoras das publicações identificadas:
– Arte de Autor: 1
– Devir: 2
– G. Floy: 3
– Gradiva: 2
– Levoir: 4
– Mário José Teixeira: 1
– Quarto de Jade: 1
– Saída de Emergência: 1
– Serafim & Malacuéco: 2
– TailorMade: 1
– Zone Komics: 1

E as capas:

Relativamente aos lançamentos da TailorMade, relembra-se que apenas são considerados para a estatística de publicações de banda desenhada aquelas cujas páginas de BD ocuparem mais de 50% da publicação.

Registe-se que em fevereiro identificaram-se 2 publicações sobre BD:
Juvebêdê #74, editado pela Juvemedia;
– Odemira-te #4: Catálogo de Banda Desenhada de Odemira 2019, editado pela Câmara Municipal de Odemira.

BD PORTUGUESA EM DESTAQUE

Registe-se que, apesar do material nacional corresponder este mês ao 3.º lugar de publicações por países, nenhuma das 3 edições conhece ou conhecerá distribuição no canal livreiro. Ou seja, 100% das publicações de autores portugueses em fevereiro não teve distribuição para o grande público.

Planície Pintada de Diniz Conefrey e Maria João Worm dedica-se aos povos nativos norte-americanos, seja no que toca aos textos apresentados, seja na construção gráfica exercida, merecendo certamente um destaque na Leitura Recomendada deste mês.

Por seu turno, Bastito de Mário José Teixeira compila uma série de tiras cómicas, inspirada num personagem real da região, aliando estas duas vertentes da BD, o humor e a reinterpretação de personagens históricas à luz do contexto atual.

Quanto à chancela de fanzines Serafim & Malacuéco, continua a associar-se às comemorações do centenário do nascimento de Eduardo Teixeira Coelho, disponibilizando a antigas e novas gerações algumas das suas obras.

BD ESTRANGEIRA EDITADA EM PORTUGAL

Ao contrário do mês passado, em que a maioria das editoras prosseguiram as séries em continuação, fevereiro trouxe novidades. A Gradiva iniciou a série francesa Os Diários de Esther de Riad Sattouf.

Por seu turno, a G. Floy publicou a banda desenhada norte-americana Indeh de Ethan Hawke e Greg Ruth, diversificando as editoras norte-americanas cujas obras publica.

Quanto à Levoir, iniciou uma série dedicada aos 80 Anos de Batman, apesar de metade dos seus volumes se centrar na fase Os Novos 52, mais concretamente entre 2014 e 2016.

Por fim, a Zone Komics editou a sua primeira revista com material não original e não nacional – o primeiro número de Cloud Maker de Maddy Moore.

Para além destes lançamentos, as editoras prosseguiram as suas séries: a TailorMade com Lego the Batman Movie, a Devir com os mangas Blue Exorcist e Kenshin o Samurai Errante, a G. Floy com os comics Harrow County e Tony Chu, a Saída de Emergência com Monstress, a Levoir com Y: O Último Homem, a Gradiva com a série francesa Descobridores e a Arte de Autor concluiu Caravaggio de Milo Manara.

Algumas destas publicações foram lidas por nós e terão direito a ser integradas na Leitura Recomendada.

O ANO DE 2019, ATÉ AO MOMENTO

Adicionámos os números identificados em janeiro aos números obtidos em fevereiro, para caracterizar o ano editorial nos dois primeiros meses do ano de 2019.

Total:
33 publicações de BD

Formato:
– Livros: 23
– Revistas: 3
– Outros (brochuras, etc): 7

Distribuição:
– Canal livreiro: 21 (alguns dos quais, só foram ainda distribuídos em bancas)
– Pontos de venda de periódicos, em exclusividade: 1
– Distribuição alternativa a livrarias e bancas, em exclusividade: 11
Um terço (33%) das publicações identificadas não teve distribuição para o grande público.

Países de origem:
– Alemanha: 1
– EUA: 13
– França: 6
– Japão: 4
– Portugal: 9
Registe-se que somente 22% das publicações de material nacional identificadas teve distribuição para o grande público.

Originalidade:
– Inéditos mundiais: 6
– Inéditos em Portugal: 22
– Reedições: 5

Publicações por editora:
– Ao Norte: 1
– Arte de Autor: 1
– Chili Com Carne: 2
– Devir: 4
– Fanzines, Incorporated: 1
– G. Floy: 6
– Gailivro: 1
– Gradiva: 3
– Levoir: 4
– Mário José Teixeira: 1
– Quarto de Jade: 1
– Saída de Emergência: 1
– Serafim & Malacuéco: 4
– TailorMade: 1
– Zone Komics: 2
A G. Floy lidera o segmento do mercado com 6 publicações, seguida da Devir e Levoir com 4 lançamentos e da Gradiva com 3 edições. Registem-se também os 4 fanzines da Serafim & Malacuéco, Inc. na distribuição alternativa à comercial.

Edições sobre BD:
– Total: 2
– Câmaras Municipais: 1
– Organizações especializadas em BD: 1


nota: considerem-se os números apresentados neste artigo como pré-definitivos até à publicação do artigo referente ao ano de 2019.

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.