Em fevereiro, foi publicado Indeh, uma história das guerras apache.

A doutrina do destino manifesto era a crença comum dos colonizadores norte-americanos de que se deveriam expandir pela América do Norte, dado os colonizadores terem sido o povo eleito por Deus para colonizar o continente. Neste manifesto, ressalva-se a virtude especial do povo norte-americano e das suas instituições, a missão dos EUA de expandir estas instituições ao redimir e refazer o mundo (e o oeste norte-americano, em particular) à imagem da América agrária e o seu destino em conquistar estes feitos com a bênção de Deus.

Se é verdade que a crença de que os EUA têm uma missão de promover e defender o seu regime político pelo mundo continua a ter influência na ideologia política norte-americana – sendo, por vezes chamada de imperialismo norte-americano pelos críticos da política externa dos EUA – o país viu-se obrigado a rever a história da sua relação com os povos nativos norte-americanos. As guerras indígenas dos EUA inspiraram inúmeras obras, sendo uma temática recorrente do género western, onde o maniqueísmo imperava.

Entre os povos nativos, encontram-se os apaches. A guerra para os apaches não era novidade, uma vez que desde o século XVII que defendiam os seus territórios, primeiro dos espanhóis e posteriormente dos mexicanos. Com o final da Guerra Mexicano-Americana, a cedência de territórios mexicanos aos EUA foi o primeiro passo para o início das Guerras Apache, que ocorreram entre 1849 e 1886 no sudoeste norte-americano, apesar de conflitos menores terem ocorrido até 1924.

O ator Ethan Hawke elaborou um guião para um filme onde fosse contada a verdade sobre a guerra dos colonizadores e soldados norte-americanos com os apaches. Dado não ter conseguido realizar esse projeto, optou por transformá-lo numa banda desenhada, ilustrada a preto e branco por Greg Ruth. O álbum foi publicado em 2016 pela Grand Central Publishing, uma editora generalista norte-americana, fundada em 2006 quando a Time Warner vendeu a editora Warner Books ao grupo editorial Hachette. A edição nacional foi distribuída em fevereiro deste ano e é da G. Floy.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

O ano é 1872, na nação Apache, uma região dividida por décadas de guerra. Goyahkla, um jovem guerreiro, perdeu a sua família e todos os que alguma vez amou. Mas, depois de uma visão, vai pedir ao chefe Apache Cochise que o deixe comandar um ataque contra a vila Mexicana de Azripe. Será esta manifestação feroz de coragem que irá transformar o jovem Goyahkla no famoso herói índio Gerónimo. Os índios Apache iriam combater os seus inimigos, as forças do Exército Americano, ao longo de décadas, perdendo aqueles que amavam, tentando salvar as terras dos seus antepassados e a sua cultura, até estarem reduzidos a chamarem-se a si próprios “Indeh”, ou “aqueles que estão mortos”.
Indeh captura a narrativa riquíssima de nações em guerra – contada pelos olhos de Naiches, filho do chefe Apache Cochise, e de Gerónimo, dois homens que procuraram encontrar a paz e o perdão neste conflito, e revela-nos também o tremendo custo espiritual e emocional das Guerras Apache. Fruto de investigações exaustivas, Indeh permite-nos aperceber de maneira notável as diferenças culturais, o horror da guerra, a busca pela paz, e, em última instância, a vingança, nesta grande saga. Os Apaches deixaram uma marca indelével na nossa percepção do Oeste Americano, e Indeh mostra-nos porquê.

ETHAN HAWKE é um ator, realizador e argumentista famoso, bem como um grande romancista, com três livros publicados. Apareceu já em mais de quarenta filmes, e foi já nomeado para Óscares, para um Tony Award e um Drama Desk Award.

GREG RUTH é um ilustrador e autor premiado de banda desenhada, que trabalha em comics desde 1993, tendo também ilustrado inúmeros livros infantis. Em Portugal, está editado o seu livro Freaks: No Coração da América, com argumento de Steve Niles (Devir, 2006).

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.