A Levoir inicia a publicação de Black Hammer.

Black Hammer teve um início atribulado. O canadiano Jeff Lemire concebeu esta banda desenhada em 2007, sendo a sua intenção desenhá-la após terminar a BD Essex County para a Top Shelf. Em 2008, propôs a sua publicação à Dark Horse, que aceitou editá-la, mas, inicialmente, com a produção da BD The Nobody e da série Sweet Tooth (ambas editadas pela chancela Vertigo) e, posteriormente, com o contrato de exclusividade com a DC Comics entre 2010 e 2014, somente 7 anos depois pôde regressar à série. Nesta altura, compreendeu que, atendendo aos múltiplos projetos em que estava envolvido, seria impossível desenhar Black Hammer, pelo que convidou o britânico Dean Ormston a fazê-lo. Segundo Lemire, pretendendo a série ser um comentário às habituais séries de super-heróis, não desejava que se assemelhasse graficamente às demais, para ela própria não se tornar mais uma série de super-heróis, razão porque optou por Ormstron. No entanto, devido a Ormston ter sofrido um AVC, o primeiro número só seria publicado em julho de 2016, contando, por vezes, Ormston com a colaboração de Peter Gross.

Apesar da relativa curta existência de Black Hammer, Lemire tem tentado mimetizar numa menor escala muitas das características porque são conhecidas as grande editoras norte-americanas de banda desenhada. As capas alternativas são um exemplo. Outro exemplo é, entre o 6.º e o 7.º número, ter sido publicado um Giant-Size Annual com os ilustradores convidados Michael Allred, Ray Fawkes, Matt Kindt, Emi Lenox, Dustin Nguyen e Nate Powell. O espanhol David Rubín fez os fill-ins dos #9 e #12 da série. Por outro lado, em setembro de 2017, a série chegava ao “final”, em pleno cliffhanger somente com um propósito – num meio em que os universos de super-heróis são frequentemente relançados, renascidos ou alvo de reboot, a história deixada em suspenso na 13.ª revista continuaria numa nova série, intitulada Black Hammer: Age of Doom, que regressaria em abril de 2018.

Outra iniciativa foi a de criar The World of Black Hammer, isto é, o universo de Black Hammer, sob o qual poderiam ser publicados todo o tipo de spin-offs. Neste âmbito, já foram publicadas as minisséries Sherlock Frankenstein and the Legion of Evil (2017-2018), desenhada por David Rubín, Doctor Star and the Kingdom of Lost Tomorrows (2018), desenhada por Max Fiumara, e The Quantum Age (2018-2019), desenhada por Wilfredo Torres. Em publicação, encontra-se a minissérie Black Hammer ’45, passada na II Guerra Mundial, coescrita por Lemire e Ray Fawkes e ilustrada por Matt Kindt.

A série teve também direito ao one-shot Cthu-Louise (2018), bem como a uma revista Free Comic Book Day em 2018 (estando agendada outra para este ano). Planeado para julho de 2019, está o primeiro crossover entre editoras, nomeadamente uma minissérie de Black Hammer e a Liga da Justiça.

Em Black Hammer vol. 1: Origens Secretas, a Levoir compila os seis primeiros números da série original, vencedora do Prémio Eisner de Melhor Nova Série em 2017. Infelizmente, tal como já tinha acontecido com o volume norte-americano, não inclui a revista Giant-Size Annual, a qual, nos EUA, só seria compilada no volume em capa dura que reúne a totalidade dos 13 números e esse número especial. A sua não inclusão, torna muito difícil que alguma vez venha a ser publicada em Portugal.

Apesar de nos EUA já se encontrarem publicados o referido volume em capa dura e 6 volumes em capa mole (com mais 2 volumes em capa mole planeados para ser editados este ano), segundo a editora Levoir, somente serão editados os primeiros 2 volumes, aguardando pelos resultados das vendas antes de decidir ou não pela continuação da edição da série em Portugal (uma política semelhante à utilizada com Preacher e 100 Balas, dos quais apenas publicou 1 volume cada). Atendendo a que a história fica em suspenso no final do 2.º livro (corresponde ao cliffhanger supramencionado), este não comprometimento inicial por parte da editora em prosseguir a série, poderá afastar alguns leitores.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

A 6 e 13 de Abril a Levoir vai lançar em banca 2 volumes de Black Hammer, eleita a Melhor Nova Série de 2017 nos Prémios Eisner, os principais prémios internacionais para banda desenhada anglo-saxónica.
O primeiro volume, Black Hammer: Origens Secretas, reúne os primeiros seis números originais da série, sendo o primeiro uma introdução e os cinco seguintes dedicados a cada um dos protagonistas. Conta ainda com um posfácio do autor, perfis e estudos da construção de personagens e esboços originais.
A obra de Jeff Lemire, que conta também com o artista Dean Ormston e o colorista Dave Stewart, explora os percalços na vida de um grupo de heróis que parece estar em decadência.
Lemire não é conhecido apenas pelas suas obras autorais e exclusivas, mas também pelos títulos da Marvel, Velho Logan ou Gavião Arqueiro. E é justamente por essa ligação que Lemire tem com o género dos super-heróis que Black Hammer se torna uma obra bem interessante.
Há dez anos, este grupo de heróis com superpoderes, cada um com a sua especialidade, viveu a era de ouro em Spiral City, ajudando a manter a cidade livre de criminosos e de supervilões. Mas um dia, ao derrotar um vilão especialmente poderoso numa luta climática e crítica, o grupo desaparece. O que aconteceu ao grupo ninguém sabe, simplesmente foram transportados para uma realidade paralela, onde ficaram prisioneiros numa pequena cidade rural. Ali levam uma vida calma despojados da sua identidade como heróis. Que lugar é aquele? Porque não conseguem sair dali estes nossos poderosos heróis?
Abraham Slam, Gail, Coronel Weird, Madame Dragonfly e Barbalien, obrigados a disfarçar os seus poderes, a sua natureza e as suas origens aos olhos dos habitantes locais, personificam uma típica família disfuncional, tentando criar uma vida normal.
Através de personagens complexos e histórias profundas e assustadoramente relacionáveis com o mundo real, Lemire prende o leitor do início ao fim e, indirectamente, propõe uma reflexão sobre a vida em comum e em família, ao longo da leitura.
Scott Snyder refere-se a Black Hammer como sendo “Uma história épica de mistério e super-heróis. Uma das maiores criações de Jeff Lemire.”

Black Hammer vol. 1: Origens
Jeff Lemire & Dean Ormston
Editora: Levoir
Páginas: 184, a cores
Dimensões: 170 x 257 mm
PVP: 17,90€

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.