Cadafalso, de Alcimar Frazão, é a mais recente proposta da editora Polvo na sua coleção Romance Gráfico Brasileiro. Num retrato ficcional, como um espelho distorcido, as cinco histórias desta novela gráfica reflectem etapas de uma vida absurda em momentos distintos da história humana. O livro conta ainda com as contribuições especiais de Lourenço Mutarelli, Magno Costa, Dalton Cara e João Azeitona.

Nascimento, universo religioso, juventude, mundo do trabalho e morte são os temas presentes no corpo desta obra, e para abordá-los Alcimar Frazão transporta-se no tempo e no espaço, bebendo referências das artes visuais, da literatura e da filosofia existencialista.

Nessa viagem, ora se movimenta por uma Florença do século 16, numa busca violenta pela imagem da perfeição; ora destila cinismo sobre a guerra civil e a sua má sorte na Barcelona de 1937; ora perde o compasso da percepção do tempo na urbanidade de São Paulo, no início dos anos 2000.

Uma Porto Alegre contemporânea é o cenário do último conto, o único em que o personagem ao qual Frazão empresta a sua forma cede o protagonismo a outro: um homem de meia idade com uma visão muito particular sobre sua própria grandeza diante da fragilidade humana. Em “Cadafalso”, os personagens tentam a todo o custo sobreviver.

Cadafalso
Alcimar Frazão
Editora: Polvo
Páginas: 120, a preto e branco
Encadernação: capa mole
Dimensões: 164 x 228 mm
PVP: 11,90€

SOBRE O AUTOR |

Rodrigo Ramos
Rodrigo RamosAdministrador
É administrador do site. Licenciado em Informática, agrega no Bandas Desenhadas dois mundos que adora - a web e a banda desenhada.