A banda desenhada colectiva Ossadas do Ofício, realizada pelos autores do mais recente colectivo de BD do país, Tágide, é uma narrativa sequencial feita em sistema cadavre exquis, que o grupo tem partilhado no seu blogue.

Esta iniciativa, que visa ser mais um propósito para os frequentadores colaborarem entre si nos encontros, realizados quinzenalmente na sala multiuso na Quinta do Pátio d’Água (Montijo), ainda está no começo mas reúne as improvisações sequenciais de talentos como António Coelho, Daniel Maia, Jorge Rodrigues, Maria João Fanica, Mário André, Nuno Dias, Patrícia Costa, Rui Serra e Moura, Shania Santos e Susana Resende, e aguarda-se a participação por mais talentos, entre os quase trinta membros do colectivo. A BD, que se quer insólita e experimental, pede 1/2 página A4 por autor, fundindo as intervenções gráficas em pranchas que são depois carregadas no site do colectivo, em jeito de webcomic.

Partilhamos com os nossos leitores as cinco primeiras páginas do webcomic, para mais informações visitem o site do colectivo Tágide.

Susana Resende (pág.1/topo), Patrícia Costa (pg.1/fundo)
Mário André (pg.2/topo), Daniel Maia (pg.2/fundo)
António Coelho (pg.3/topo) e Nuno Dias (pg.3/fundo)
Shania Santos (pg.4/topo), Rui Serra e Moura (pg.4/fundo)
Daniel Maia (pg.5/topo) e Jorge Rodrigues (pg.5/fundo)

SOBRE O AUTOR |

Rodrigo Ramos
Rodrigo RamosAdministrador
É administrador do site. Licenciado em Informática, agrega no Bandas Desenhadas dois mundos que adora - a web e a banda desenhada.