A Presença já publicou os primeiros clássicos chineses, adaptados por C. C. Tsai à banda desenhada.

A Arte da Guerra de Sun Tzu (outubro de 2018) e Os Analectos de Confúcio (maio de 2019) foram as primeiras obras publicadas pela Editorial Presença da autoria de C. C. Tsai. Este autor de banda desenhada tem vindo a criar uma série de narrativas gráficas sobre a literatura e filosofia tradicional chinesa.

As publicações portuguesas são baseadas na edição norte-americana a cargo da Princeton University Press na sua série Illustrated Library of Chinese Classics, contando com as introduções e prefácios daquela. Tendo estas duas obras sido publicadas nos EUA em 2018 e tendo este ano já sido publicadas outras duas, é possível que a Presença continue a edição desta série no nosso país.

As adaptações de Tsai permitem uma introdução ou um revisitar de clássicos chineses intemporais, com o humor omnipresente do autor.

Eis a sinopse da editora sobre a adaptação de A Arte da Guerra de Sun Tzu:

C. C. Tsai é um dos cartoonistas mais populares da Ásia, e as suas versões dos clássicos chineses já foram traduzidas em mais de vinte línguas e venderam acima de 40 milhões de exemplares.
Este volume apresenta a adaptação ilustrada de A Arte da Guerra de Sun Tzu, a melhor obra sobre guerra e estratégia de todos os tempos – um livro que continua a ser considerado um manual para o sucesso, não só por comandantes militares como por líderes políticos, empresariais e de muitas outras áreas.
Concebida há cerca de 2500 anos por um filósofo-guerreiro, A Arte da Guerra continua a atrair os que aspiram a destacar-se e a ajudar a construir países de sucesso. Qual a melhor forma de alcançar esse objetivo e que papel terá a guerra no processo? Quais os poderes e respetivos limites de um general comandante? Como vencer sem entrar em guerra? As respostas de Sun Tzu a estas e a outras questões são-nos dadas através dos cartoons de C. C. Tsai, que nos mostram Sun Tzu em diferentes situações, seja a lutar em terrenos perigosos, a lançar um ataque-surpresa ou a espiar os seus inimigos.
Esta edição inclui ainda um prefácio de Lawrence Freedman, uma das maiores autoridades mundiais em estratégia militar, que nos esclarece como A Arte da Guerra tem influenciado o pensamento estratégico do Ocidente. Além disso, inclui o texto original em chinês, em barras laterais presentes em todas as páginas, o que enriquece o livro para leitores e estudantes de chinês, sem contudo os distrair das vinhetas. O texto foi habilmente traduzido do chinês por Brian Bruya, que apresenta igualmente uma introdução.

Eis a sinopse da editora sobre a adaptação de Os Analectos de Confúcio:

Os expressivos desenhos de Tsai dão vida a Confúcio e seus discípulos como em mais nenhuma outra Edição desta obra. Em Os Analectos, o célebre filósofo debate com os discípulos a questão de como ser um líder que valha a pena seguir numa sociedade de elevada cultura e rivalidade cruel. Que virtudes devem ser cultivadas, como contribuir para uma sociedade harmoniosa, quais são as coisas mais importantes na vida Indiferente aos credos religiosos, mas firme defensor da tradição, Confúcio acentua o poder da sociedade para formar indivíduos sensíveis, respeitadores e virtuosos. Em muitos aspetos, Confúcio aborda diretamente questões dos nossos dias – tais como valorizar aqueles que nos rodeiam, educar a próxima geração e criar um mundo em que as pessoas sejam motivadas a agir da forma mais correta. Este livro, uma magnífica introdução a um clássico intemporal, contém um esclarecedor prefácio de Michael Puett, coautor de O Caminho da Vida: O que os filósofos chineses nos podem ensinar sobre a arte de bem viver. Nesta edição, o texto original de Confúcio, em chinês, foi artisticamente incluído em estreitas barras laterais em cada uma das páginas, tornando-a assim mais rica para leitores e estudantes de chinês sem contudo os distrair das vinhetas. A presente edição foi traduzida da edição inglesa, brilhantemente traduzida do chinês por Brian Bruya, que é também autor da Introdução.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

C. C. Tsai é um dos cartunistas mais populares da Ásia. As suas adaptações dos clássicos chineses foram traduzidas em mais de vinte línguas, tendo vendido para cima de 40 milhões de exemplares. As suas versões bestsellers dos clássicos chineses têm introduzido a sabedoria de mestres como Chuang Tzu, Sun Tzu e Lao Tzu, além de Confúcio, a diferentes gerações de leitores. Nascido em Taiwan, Tsai vive atualmente em Hangzhou, na China.

Brian Bruya é professor de Filosofia na Universidade de Eastern Michigan, onde leciona Chinês e Filosofia Comparada. Tem traduzido para inglês muitas das versões de Tsai.

Michael Puett é professor de História Chinesa na Universidade de Harvard e coautor do bestseller internacional O Caminho da Vida: O que os filósofos chineses nos podem ensinar sobre a arte de bem viver

A Arte da Guerra
C. C. Tsai (baseado na obra de Sun Tzu)
Editora: Presença
Páginas: 144, a preto e branco
Formato: 205 x 225 mm
Encadernação: capa mole
ISBN: 9789722363020
PVP: 14,90€

Os Analectos
C. C. Tsai (baseado na obra de Confúcio)
Editora: Presença
Páginas: 228, a preto e branco
Formato: 205 x 225 mm
Encadernação: capa mole
ISBN: 9789722363853
PVP: 16,90€

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.