Os 3 primeiros trimestres editoriais de banda desenhada em Portugal em 2019.

Setembro é o mês da rentrée editorial generalista, à qual o segmento da banda desenhada não é, consequentemente, indiferente. Com setembro não só se encerra o terceiro trimestre do ano como se trata do primeiro mês do quadrimestre pós-estival e, portanto, do derradeiro quadrimestre do ano, aquele que se traduz por ser a última oportunidade para efetivar os lançamentos do planeamento editorial anual. Em setembro, decorreram também 2 eventos que proporcionaram o contacto da BD com o público que por norma não a consome, a Comic Con Portugal 2019 em Oeiras (que, segundo os dados veiculados pelos media, teve uma subida de 10% no que toca ao número de visitas) e o MOTEL/X – Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa 2019.

Apesar de setembro já ser o nono mês do ano, ocorreram 4 entradas novas na listagem de editoras que publicaram BD em 2019.

PUBLICAÇÕES

O Bandas Desenhadas identificou os seguintes números de novidades de banda desenhada (publicações com BD em mais de 50% das suas páginas), segundo o formato:

  • Jornais: 0
  • Livros: 22
  • Revistas: 1
  • Outros (brochuras, etc): 1

Destes 24 lançamentos, 2 têm distribuição alternativa, isto é, não são distribuídos no canal livreiro nem em pontos de venda de periódicos. Um dos lançamentos de setembro é distribuído em exclusivo nos pontos de venda de periódicos; os restantes lançamentos que utilizam este canal de distribuição têm concomitantemente ou terão posteriormente distribuição em livrarias. Em resumo:

  • Canal livreiro: 21 (alguns dos quais, só foram ainda distribuídos em bancas ou em eventos)
  • Pontos de venda de periódicos, em exclusividade: 1
  • Distribuição alternativa a livrarias e bancas, em exclusividade: 2

Conclui-se então que 8% das publicações identificadas não teve distribuição para o grande público.

Das 24 publicações de setembro, 7 são edições de material originalmente português. As restantes publicações têm como país de origem:

  • Alemanha: 1
  • Bélgica: 1
  • Espanha: 3
  • EUA: 6
  • França: 3
  • Japão: 2
  • Suíça: 1

Registe-se que, apesar do material nacional corresponder ao 1.º lugar de publicações por país, do total das 7 edições, somente 5 conhecem ou conhecerão distribuição no canal livreiro. Ou seja, 29% das publicações de autores portugueses em setembro não tiveram distribuição para o grande público.

No que toca à originalidade das obras sob o formato de papel no nosso país, das 24 publicações verifica-se a existência de:

  • Inéditos mundiais: 7
  • Inéditos em Portugal: 16
  • Reedições: 1

Eis as editoras das publicações identificadas:

  • Ala dos Livros: 2
  • Arte de Autor: 1
  • Asa: 2
  • Blue Ocean Entertainment Portugal: 1
  • Devir: 2
  • Escorpião Azul: 2
  • G. Floy: 3
  • Gradiva: 1
  • Insónia: 1
  • JBC Portugal: 1
  • Legendary: 1
  • Levoir: 5
  • Quarto de Jade: 1
  • Saída de Emergência: 1

E as respetivas capas:

Para esta análise não são contempladas reimpressões. Também não fazem parte desta análise as revistas e livros importados em língua francesa e na norma brasileira da língua portuguesa, distribuídos nos pontos de venda de periódicos.

BD PORTUGUESA EM DESTAQUE

Registe-se que, apesar do material nacional corresponder ao 1.º lugar de publicações por país, do total das 7 edições, somente 5 conhecem ou conhecerão distribuição no canal livreiro. Ou seja, 29% das publicações de autores portugueses em setembro não tiveram distribuição para o grande público.

A Asa aposta no segundo díptico de Luís Louro, Sentinel, desta feita com 2 inícios diferentes, que prosseguem cada um dos finais diferentes de Watchers.

Quanto à Escorpião Azul, prossegue com 2 das suas séries, Beirão de Rafael Sales e Ermal de Miguel Santos.

A chancela Insónia edita a mais recente incursão de Álvaro no seu universo de Conversas com Putos.

Por seu turno, a Legendary Books publicou um zine com BD do género de terror da autoria de André Oliveira e Pedro Cruz, Aragundes Bicho e Anouk Aukine, Nuno Duarte e Rita Alfaiate, e Tiago Cruz e Inês Garcia.

Por fim, a Quarto de Jade editou Floema Dorsal, composto por 5 BD da autoria de Diniz Conefrey, uma delas em colaboração com Maria João Worm.

BD ESTRANGEIRA EDITADA EM PORTUGAL

Em setembro, iniciaram-se duas novas séries. A Ala dos Livros editou o primeiro volume de Undertaker de Xavier Dorison e Ralph Meyer, publicado originalmente em França pela Dargaud. Por seu turno, a Arte de Autor iniciou a série Os Cavaleiros de Heliópolis com um volume duplo, uma série francesa da autoria de Alexandro Jodorowsky e Jérémy, originalmente editada pela Glénat.

A Blue Ocean Entertainment Portugal publicou a adaptação em BD de Playmobil: O Filme. Por outro lado, a G. Floy continua a apostar no duo Ed Brubaker e Sean Phillips, desta feita com Os Meus Heróis Foram Sempre Drogados. De igual modo, a Levoir continua a editar as obras da chancela DC Black Label, desta vez com Batman Maldito de Brian Azzarello e Lee Bermejo.

Para além destes lançamentos, as editoras prosseguiram as suas séries: a Ala dos Livros com Comanche Integral, a Devir com Lazarus e Naruto, a G. Floy com Descender e Harrow County, a Gradiva com A Sabedoria dos Mitos, a JBC com Ataque dos Titãs, a Levoir com Novela Gráfica (V Série) e a Saída de Emergência com Deuses Americanos.

O ANO DE 2019, ATÉ AO MOMENTO

Os primeiros 3 trimestres de 2019

Adicionámos os números identificados em janeiro, fevereiro, março, abril, maio, junho, julho e agosto aos números obtidos em setembro, para caracterizar o ano editorial nos 3 primeiros trimestres do ano de 2019.

Total:
213 publicações de BD

Formato:
– Livros: 169
– Revistas: 10
– Jornais: 1
– Outros (brochuras, etc): 33

Distribuição:
– Canal livreiro: 173 (alguns dos quais, só foram ainda distribuídos em bancas ou eventos) 
– Pontos de venda de periódicos, em exclusividade: 2
– Distribuição alternativa a livrarias e bancas, em exclusividade: 38
Cerca de um quinto (22%) das publicações identificadas não teve distribuição para o grande público.

Países de origem:
– Alemanha: 2
– Argentina: 1
– Bélgica: 18
– Brasil: 3
– China: 1
– Espanha: 7
– EUA: 69
– França: 18
– Itália: 7 
– Japão: 17
– Portugal: 65
– Reino Unido: 3
– Suíça: 2 
Registe-se que somente 24 (ou seja, 37%) das publicações de material nacional identificadas teve distribuição para o grande público.

Originalidade:
– Inéditos mundiais: 57
– Inéditos em Portugal: 123
– Reedições: 33

Publicações por editora: 
– Acidental Praia Edições: 1  
– Ala dos Livros: 4 
– Ao Norte: 2
– Arcádia: 1
– Ar.Co: ½ 
– Arte de Autor: 8 
– Asa: 15
– Bedeteca de Beja: 2
– Bizâncio: 2 
– Blue Ocean Entertainment Portugal: 1
– Book Cover: 1
– Câmara Municipal de Viseu: ½
– Chili Com Carne: 3 ½ 
– Ciência Viva: ½ 
– Cogita: 1
– ComicHeart: 1 ⅓ 
– Devir: 18
– Ditirambos: 1
– Documenta: 2 
– Dom Quixote: 1
– Escola Artística António Arroio: 1 
– Escorpião Azul: 8
– Fanzines, Incorporated: 1 
– G. Floy: 27 ⅓ 
– Gailivro: 1 
– Gicav: ½
– Gorila Sentado: 3 
– Gradiva: 9
– H-alt: 1
– In: 1
– Insónia: 1
– JBC Portugal: 1
– Kingpin: ⅓ 
– Imprensa da Universidade de Coimbra: ½ 
– Joana Afonso: 1 
– Legendary: 1
– Levoir: 34
– Manufactura: 1
– Marcador: 1
– Mário José Teixeira: 1
– Mosi: 1 
– Museu Bordalo Pinheiro: ½ 
– Nuvem de Letras: 2 
– PASS: 1
– Pato Lógico: 2 
– Planeta: 6 
– Planeta Satélite: 2  
– Polvo: 4
– Porto Editora: 2 
– Presença: 1
– Quarto de Jade: 2
– Relógio d’ Àgua: 1
– Rodolfo Mariano: 2
– Saída de Emergência: 2
– Serafim & Malacuéco: 12
– TailorMade: 1
– Tágide: 1 
– Tentáculo: ½ 
– Turbina: 1
– Véte: 2  
– VMComics: 1 
– Zé Burnay: 1
– Zone Komics: 4
Tendo-se tornado o novo líder no segmento do mercado em julho, a Levoir tem vindo a confirmar a sua posição nos dois últimos meses com um total de 34 lançamentos. Segue-se a G. Floy com 27 ⅓ edições (que correspondem a 29 livros de BD), a Devir com 18 publicações, a Asa com 15 edições, a Gradiva com 9 lançamentos e a Arte de Autor e a Escorpião Azul, ambas com 8 edições. Registem-se também os 12 fanzines da Serafim & Malacuéco, Inc. na distribuição alternativa à comercial.

Edições sobre BD:
– Câmaras Municipais: 2
– Editoras especializadas em BD: 2
– Organizações especializadas em BD: 5
Do total de 9 publicações, somente 1 (11%) teve distribuição para o grande público.


nota: considerem-se os números apresentados neste artigo como pré-definitivos até à publicação do artigo referente ao ano de 2019.

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.