O Regresso do Cavaleiro das Trevas, uma das obras-primas de Frank Miller.

O Regresso dos Cavaleiro das Trevas regressa mais uma vez aos pontos de venda de periódicos nacionais. Da autoria de Frank Miller, é uma das obras de banda desenhada que consta da Leitura Recomendada, a bedeteca ideal em elaboração pelo Bandas Desenhadas. Num futuro distópico, o Batman regressa ao combate contra o crime, depois de dez anos de ausência em que Gotham mergulhou na decadência e na corrupção… O Cavaleiro das Trevas reaparece no momento em que a sua cidade mais precisava dele. Mas não contava com as ameaças múltiplas que terá de enfrentar, o Joker e o Duas-Caras, dois dos seus maiores inimigos, mas também um dos seus mais antigos aliados, o Super-Homem!

É considerada uma das 3 obras-primas de 1986 da banda desenhada norte-americana. Frank Miller criou uma BD inovadora, interiorizando no argumento e desenho as diferentes fases e transposições para outros media que o personagem sofreu, com uma evolução gráfica que culmina ao se assumir a irrealidade da personagem, abraçando a sátira no estilo bigfoot, enquanto o torna um vero pesadelo, mais violento, mais zangado, mais perigoso, quiçá um herói repleto de dor e amargura, preparado para um último suspiro. Todos estes elementos conferiram à BD um tom sério, que se tornou uma inspiração para o Batman que surgiu na BD e cinema nesse quinquénio. Esta BD foi adaptada posteriormente à animação em duas longa-metragens, dirigidas ao mercado de vídeo, com realização de Jay Oliva.

Em Portugal, após a importação das publicações da Abril em formato americano em 1987 e 1988, respetivamente sob a forma de minissérie e edição encadernada, a BD conheceu edição nacional inicialmente pela Devir (2002) e posteriormente pela Levoir (em 2015, na coleção dedicada aos 75 anos de Batman, distribuída com o jornal SOL).

Quatro anos depois, tendo a chancela DC Black Label como mote, a Levoir edita novamente esta banda desenhada, desta feita num único volume. A DC Black Label é uma chancela criada pela DC Comics, sob a qual se encontra a editar 3 tipos diferentes de publicações desde setembro de 2018, com o objetivo principal de apresentar personagens tradicionais do Universo DC a leitores mais maduros, através de produtos com histórias fechadas e num formato mais prestigiante que as habituais revistas:

  1. minisséries em formato revista com formato mais prestigiante que o das suas revistas habituais;
  2. livros em capa mole e/ou capa dura que compilam as minisséries lançadas nesta chancela, bem como outras que foram originalmente publicadas pela DC Comics regular;
  3. reedição de livros originalmente publicados pela DC Comics regular (p.e., All Star Batman & Robin the Boy Wonder, Arkham Asylum: A Serious House on a Serious Earth, Batman: The Long Halloween, Batman: Year One, Batman: Year 100, DC: The New FrontierKingdom ComeFrank Miller’s Ronin, Lex Luthor: Man of Steel, Superman: Red Son).

Anunciada para o final deste mês nos EUA, está ainda prevista uma quarta vertente – que a DC Black Label albergue a subchancela Hill House Comics, que publicará diferentes minisséries originais de terror, sob a batuta de Joe Hill, escritor (Cornos, NOS4A2), argumentista e filho de Stephen King.

Quanto à Levoir, tem vindo a publicar sob esta chancela, desde maio de 2019, diversos livros que tanto compilam minisséries DC Black Label originais (Batman Maldito), quer outras minisséries originalmente publicadas pela DC Comics regular (Batman: Cavaleiro Branco, All-Star Superman e Joker), tendo este último já sido uma reedição da Levoir.

Outra das reedições sob esta chancela nos EUA é o Cavaleiro das Trevas Volta a Atacar, a sequela de O Regresso do Cavaleiro das Trevas que a Levoir editou em abril de forma inaceitável, com o segundo número da minissérie a ser dividido a meio por 2 volumes, com o corte abrupto da narrativa entre eles, evocando o desrespeito pelos seus autores e as atrocidades editoriais que a banda desenhada sofreu outrora, que pensávamos estarem completamente extintas. Esperemos que a editora venha no futuro a editar a minissérie sob a chancela DC Black Label num único volume, corrigindo um dos seus maiores erros editoriais.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

Batman O Regresso do Cavaleiro das Trevas foi o livro que catapultou Frank Miller para a fama, e que inovou o estilo narrativo da BD americana.
A obra de Frank Miller, Klaus Janson e Lynn Varley é mais um título com o selo DC Black Label, que chega às bancas a 11 de Outubro pela mão da editora Levoir.
Bruce Wayne é um velho de 55 anos, vive numa Gotham apodrecida num futuro próximo, está amargurado e consumido por uma angústia que o isola e o faz reviver tormentos do passado, como por exemplo, a morte dos seus pais.  Wayne refugiou-se na vida social de um milionário. Mas, é arrancado do seu torpor pela aparição de um gang urbano, os Mutantes, contra os quais volta a vestir o manto do Morcego regressando num verdadeiro ciclone de fúria e acção, para confrontar esta nova geração de criminosos.
Ao Cavaleiro das Trevas vai juntar-se uma jovem rapariga, assumindo o manto de Robin.  Conseguirão Batman e Robin derrotar os seus mais letais e perigosos inimigos, depois dos anos de prisão que os transformaram em psicopatas perfeitos? E, mais importante, quem conseguirá sobreviver à verdadeira guerra de super-heróis que se avizinha – e ao confronto final daqueles que já foram os maiores heróis da Terra?
Esta é uma obra que se recomenda a quem quer começar a entender BD. Se ainda não leu, leia agora.

Batman: O Regresso do Cavaleiro das Trevas
Frank Miller
Editora: Levoir
Páginas: 216, a cores
Encadernação: capa dura
Formato: 170 x 257 mm
PVP: 25,90€

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.