Já se encontra disponível o terceiro volume da série “Astonishing X-Men”, editado pela G. Floy. Este volume reúne os comic books homónimos #25-35, originalmente publicados entre setembro de 2008 e outubro de 2010, e os especiais Astonishing X-Men: Ghost Boxes #1-2, reunindo neste volume o run de Warren Ellis à frente da série, com as ilustrações de Simone Bianchi e Phil Jimenez, bem como as BD curtas desenhadas por Alan Davis, Adi Granov, Clayton Crain e Kaare Andrews.

Os #25-30 de Astonishing X-Men já tinham sido publicados em 2015 no volume X-Men: Caixa Fantasma da série Poderosos Heróis Marvel da Levoir distribuída com o jornal Público, bem como Astonishing X-Men: Ghost Boxes #1 (ressalve-se que, ao contrário do que constava no press release da Levoir na altura, Ghost Boxes #2 não se encontrava reproduzido no livro). Para além de Ghost Boxes #2, os Astonishing X-Men #31-35 não tinham sido ainda publicados em Portugal. Como os primeiros dois volumes desta série da G. Floy foram reedições de material previamente publicado em Portugal, este terceiro volume é o primeiro que tem parcialmente material inédito.

No entanto, a boa notícia de ser editado finalmente material inédito da 3.ª série norte-americana intitulada Astonishing X-Men é ofuscada pela confirmação dada pela G. Floy de este ser o seu último volume a ser publicado. Tendo-se chegado a cerca de metade da série norte-americana, os leitores portugueses vêem-se mais uma vez privados de ler a sua continuação, lamentável quando praticamente quase todo o material editado pela G. Floy já tinha sido publicado entre nós, por vezes mais do que uma vez, pela BdMania, Salvat e Levoir.

A título de curiosidade, fica a informação que na série norte-americana se seguiu a run de Daniel Way com os desenhadores Jason Pearson, Sara Pichelli e Nick Bradshaw (#36-37, 39 e 41), a de Christos N. Gage e Juan Bobillo (#38, 40, 42), o número da autoria de James Asmus, David Yardin e Gabriel Hernandez Walta (#43) e a run de Greg Pak e Mike McKone (#44-47), antes de Marjorie Liu (que os leitores portugueses conhecem de Monstress, publicada pela Saída de Emergência) assumir o comando do argumento no #48 até ao final da série, com o #68. A run de Liu, a mais longa após a de Joss Whedon, foi principalmente desenhada por Mike Perkins e Walta, apesar de terem existido participações de outros desenhadores. Foi com Liu ao leme do título que se deram alguns acontecimentos marcantes, incluindo o primeiro casamento de um casal homossexual na Marvel Comics (de Kyle com Jean-Paul Beaubier, o Estrela Polar).

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse:

Warren Ellis continua a saga iniciada por Joss Whedon, Astonishing X-Men, num conjunto de histórias que irão mergulhar os X-Men num rodopio de acontecimentos marcados pela ficção científica que o autor britânico tão bem maneja: mundos paralelos, manipulação genética, mutantes artificiais, tudo enquanto tentam salvar a raça mutante da destruição depois do Dia-M.
Com a fabulosa arte pintada de Simone Bianchi na primeira história, e o estilo clássico dos super-heróis de Phil Jimenez na segunda.
» Caixa Fantasma – Depois de serem chamados para resolver um crime bizarro, os X-Men descobrem que a vítima era um mutante… mas produzido artificialmente. A equipa terá de ir em perseguição da misteriosa Caixa Fantasma, que encerra um segredo tremendo.
» Exogenético – Os X-Men vêem-se mergulhados numa série de batalhas imprevisíveis: atacados por mísseis, por membros da temível Ninhada, por Sentinelas estranhos, recheados de seres vivos, e um monstro gigante, os X-Men irão dar-se conta de que estão a lutar contra um inimigo que os quer erradicar do planeta!
Os eventos do Livro Três decorrem pouco depois do Dia-M, quando a Feiticeira Escarlate desactivou os genes-X de milhões de mutantes, deixando apenas 198 indivíduos com os seus poderes (contado em Dinastia de M, editado pela Levoir). Os X-Men estão agora instalados num novo quartel-general, em São Francisco, com uniformes e equipamento novos, e o líder da equipa, Ciclope, decidiu dedicar-se inteiramente a proteger o pequeno e frágil grupo de mutantes por todos os meios necessários e possíveis.

Warren Ellis é um escritor, guionista e autor de banda desenhada inglês.
Tornou-se conhecido no mundo da banda desenhada, tendo criado séries como Transmetropolitan, Global Frequency ou Red.
Mas a sua produção neste universo não se ficou por aí, tendo trabalhado frequentemente com a Marvel.
Além de ter escrito para os X-Men ou para os Thunderbolts, também foi o autor da série Extremis, que serviu de inspiração ao filme Iron Man 3.
Bastante conhecido pelo seu comentário sociocultural, tanto online como através dos seus escritos, também tem créditos firmados na televisão e na escrita de videojogos. Na área da acção, Normal é o seu terceiro romance, e o primeiro publicado em Portugal.

Neste volume, Ellis é acompanhado pelo talento de dois ilustradores, o italiano Simone Bianchi, na primeira história (“Caixa Fantasma”), e o veterano Phil Jimenez na segunda história (“Exogenético”). Bianchi alia o seu estilo de arte pintada a um enorme sentido de planificação, com páginas que usam simetrias de forma e de cor para construir verdadeiras obras de arte. E Jimenez utiliza o seu estilo clássico e visceral, justificando a sua fama como um dos principais ilustradores de “batalhas de super-heróis”, em contraste com a arte de Bianchi.

Astonishing X-Men: Livro Três
Warren Ellis & Simone Bianchi & Phil Jimenez
Editora: G. Floy
Páginas: 312, a cores
Encadernação: capa dura
Formato: deluxe (19 x 28 cm)
ISBN: 978-83-65938-60-2
PVP: 28,00€

SOBRE O AUTOR |

Rodrigo Ramos
Rodrigo RamosAdministrador
É administrador do site. Licenciado em Informática, agrega no Bandas Desenhadas dois mundos que adora - a web e a banda desenhada.