Da solidão de ser único e, simultaneamente, menos que um grão de areia na imensidão do universo.

Em outubro, a Polvo editou a mais recente obra escrita por André Oliveira, desta feita ilustrada por Bernardo Majer, que assinala aqui a sua primeira narrativa longa em BD enquanto desenhador, após a autoria de algumas bandas desenhadas curtas e a colorização do livro de BD Super Pig: O Impaciente Inglês.

Como refere Oliveira, os livros que escreve são o produto da sua experiência e Toutinegra segue a mesma linha, realizando a reflexão sobre temáticas que considera importantes, como a saudade de momentos e pessoas ou a solidão causada pela dualidade de ser único e não mais que um grão de areia na imensidão do universo.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

“Real ou não, a Toutinegra tinha segredos.”
Num lugar quase deserto e condenado ao esquecimento, há ainda duas candeias que resistem ao vendaval. E quando tudo pertence ao passado, a descoberta constante das crianças, ou o que ficou da memória, não é mais do que uma construção. Um castelo de cartas. Uma miragem e um vislumbre de todos os segredos do mundo.
Toutinegra fala de ausência, de aceitação e do vazio que fica após uma perda. Da coragem que é preciso para entrar no moinho escuro.

Toutinegra
André Oliveira & Bernardo Majer
Editora: Polvo
Páginas: 96
Encadernação: capa dura
Dimensões: 25 x 17,50 cm
ISBN: 978-989-8513-92-2
PVP: 14,99€

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.