Uma visão sobre a Guiné de 1974.

O livro de banda desenhada Filhos do Rato, da autoria de Luís Zhang e Fábio Veras, foi coeditado pela G. Floy e ComicHeart em março deste ano e disponibilizado ao público em pleno evento Coimbra BD 2019, conforme notificámos. Ao longo do ano, seguiram-se várias sessões de apresentação da obra, incluindo nos festivais internacionais de banda desenhada de Beja e da Amadora, sem, no entanto, a editora ter, devido a um lapso, apostado na sua divulgação online.

Ao longo destes 8 meses, a obra teve direito a 4 nomeações em dois eventos diferentes. Quer na iniciativa privada dos Galardões BD CCPT 2019, quer na iniciativa municipal dos Prémios Nacionais de Banda Desenhada do Amadora BD 2019, foi nomeada para melhor álbum nacional e melhor desenho. O desenhador Fábio Veras viria inclusivamente a receber o Prémio Revelação neste último evento, não por esta obra, mas pelo seu primeiro livro de banda desenhada, Jardim dos Espectros (Escorpião Azul, 2018).

Apesar do reconhecimento crítico já atingido, tendo o Bandas Desenhadas recebido esta semana o press release com os respetivos previews da obra, realizamos a divulgação do livro neste momento, uma vez que, apesar de manifestamente tardia, a obra encontra-se em plena fase de comercialização livreira.

Registe-se que existe igualmente uma versão do álbum em língua inglesa, denominada Children of the Rat (ISBN: 978-87-935-76-05-6). Relembre-se que, atualmente, ambas as edições do álbum pertencem ao catálogo da cooperativa A Seita.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

“Soldado português, deixa esta guerra fútil, não sofras mais a tirania dos teus líderes fascistas, não cometas mais crimes contra os teus irmãos da Guiné!”
Guiné, 1974. Durante os últimos dias do Império colonial Português, um soldado guineense que lutou ao lado das forças portuguesas inicia a sua descida a um Inferno muito pessoal.
“…Um homem não chora por ele próprio, mas apenas pelos seus camaradas. Porque se os olhos ficam presos no passado, ele não passa de um cego. Perdido e inútil para o mundo…”
Um romance gráfico feito de momentos, violentos e marcantes, na vida de um soldado africano que integrou as tropas coloniais portuguesas, dilacerado pelo desprezo e racismo que os soldados portugueses lhe manifestam, e o ódio e desejo de vingança dos combatentes anti-colonialistas após a queda do regime Salazarista e a independência da Guiné-Bissau. E uma rememoração de momentos de uma camaradagem que marcou todos os intervenientes com o selo de uma amizade ao mesmo tempo única, frágil e feita incompreensões e distâncias…

Luís Zhang formou-se no curso de cinema da Escola Superior de Teatro e Cinema, para alguma desilusão dos seus pais chineses. Depois de vários projectos audiovisuais, decidiu contar esta história, motivado por conversas com veteranos da guerra da Guiné, a sua primeira experiência em BD.

Fábio Veras estudou na Faculdade de Belas-Artes em Lisboa, e tem trabalhado em BD e ilustração. Ganhou o primeiro prémio do concurso de banda desenhada do Amadora BD 2016, e depois de algumas experiências em fanzines e antologias, estreou-se em BD com o livro Jardim dos Espectros, em 2018. Filhos do Rato é o seu segundo álbum.

Filhos do Rato
Luíz Zhang & Fábio Veras
Editora: G. Floy / ComicHeart
Páginas: 80, a cores
Encadernação: capa dura
Dimensões: 20,5 x 28,5 cm
ISBN: 978-87-93576-04-9
PVP: 14,00,€

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.