A editora Escorpião Azul revela o seu plano para 2020.

A Escorpião Azul publicou 12 livros de banda desenhada em 2019, o que lhe conferiu o 6.º lugar ex aequo entre as editoras que mais publicações de BD editaram o ano passado no nosso país. Aliás, o 5.º lugar ficou somente a 1 livro de distância. Para além de 12 obras em BD, foi uma das editoras que editou um livro sobre banda desenhada que foi distribuído no canal livreiro em 2019 (recorde-se que das 15 publicações sobre BD editadas em 2019, somente 2 tiveram distribuição junto do grande público).

Segundo o editor Jorge Deodato, os livros mais vendidos em 2019 foram O Filho do Führer de João Gordinho, Tangerina de Rita Alfaiate e a 2.ª edição de SINTra de Tiago Cruz e Inês Garcia (edição revista e aumentada lançada em junho de 2019).

Aquém das expectativas da editora ficou The Space Between de Miguel Ángel Martín. “Acho que a obra deveria ter merecido mais atenção por parte da crítica e do público“, refere Jorge Deodato. “É um autor difícil devido as temáticas que aborda nas suas obras. O autor, através da combinação de um estilo claro, frio e seco, contrasta com a dureza do argumento, dotado de um ácido sentido de humor, onde a violência e a tecnologia são os seus temas de eleição com o objetivo de chocar o leitor para uma realidade que de facto existe. Este livro é composto por um conjunto de 16 histórias bem ácidas sobre a ascensão e queda da família Chambers num futuro distante ou talvez não! Para ler uma e outra vez.

Em 2020, a editora planeia prosseguir a sua linha editorial com destaque para a edição de autores nacionais, alguns dos quais sem obra prévia editada no nosso país, sem esquecer o país vizinho e, pela primeira, Itália.

De regresso, está Júpiter de Ricardo Lopes, uma das primeiras apostas da editora. Após a publicação em 4 tomos, a editora lança em janeiro uma edição integral da obra. A série Deiciders de André Mateus e Pedro Mendes, previamente editada em língua inglesa pela VM Comics e com distribuição alternativa, terá direito a um primeiro volume planeado para outubro, editado pela Escorpião Azul e distribuído nas livrarias.

Algumas das séries que regressam em 2020 são Ermal de Miguel Santos (com o 4.º e último volume) e Futuro Proibido do veterano Pepedelrey (com o segundo volume agendado para junho).

A editora revela ainda 8 outros lançamentos planeados para 2020. Para fevereiro, está programada a edição de O Penteador de Paulo J. Mendes. Para março, A Guerra nas Margens do Rovuma por MAF. Em abril, O Fogo Sagrado do veterano Derradé. Para maio, Histórias Zinásticas por Inês Fetchónaz. Em julho, Baphomet’s Moon de Diogo Lourenço e Maggie BC. Para setembro, Dissonâncias Cognitivas de Ricardo Santo e Saphari do espanhol Miguel Ángel Martín. E em outubro, O Último Sopro dos Mortos do italiano Davide Garota.

Deste modo, a Escorpião Azul planeia lançar em 2020 um número aproximado do das obras editadas o ano passado, regressando a autores do seu catálogo, bem como realizando novas apostas.

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.