O regresso de Bruno Brazil.

Em fevereiro, a Gradiva inaugura uma nova coleção de banda desenhada, a BD Thriller. Nesta, serão publicadas diferentes séries franco-belgas contemporâneas que se possam classificar dentro daquele género literário. Se para março está planeado o primeiro volume da série O Guardião, Agente Secreto do Vaticano (Le Janitor, no original) de Yves Sente e François Boucq, em fevereiro é iniciada a série As Novas Aventuras de Bruno Brazil, cujo primeiro volume conta com argumento de Laurent-Frédéric Bollée e desenhos de Philippe Aymond.

De seu título Black Program, o primeiro volume desta nova série de aventura e espionagem dedicada à personagem Bruno Brazil foi publicada no mercado francófono a 18 de outubro do ano passado, sendo, portanto, o único álbum publicado da mesma até ao momento. Quando anunciado pela editora belga Le Lombard, em agosto do ano passado, foi considerada uma das grandes surpresas da rentrée de 2019 do mercado francófono ou não se tratasse do regresso de um personagem cuja última publicação se tinha dado há 43 anos…

Eis o booktrailer:

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

Os agentes da Brigada Caimão, do WSIO, têm em mãos um caso sério de ameaça à segurança nacional. Pelo meio, todas as componentes que criam um livro imperdível cheio de suspense: crimes sofisticados, acção, pesquisa avançada. Sem esquecer o excelente desenho, essencial numa BD de referência.

Laurent-Frédéric Bollée nasceu em 1967 em Orléans, França. Assinou o seu primeiro contrato de argumentista de BD aos 21 anos e publicou seu primeiro álbum em 1990. Desde então, assinou mais de 50 álbuns, com grandes editoras (Dargaud, Glénat, Casterman, Vents d’Ouest…). A ele se devem bandas desenhadas como Terra Australis (com Philippe Nicloux, Glénat, 2013), Deadline (com Christian Rossi, Glénat, 2013), Contrecoups – Malik Oussekine (com Jeanne Puchol, Casterman, 2016), além do sexto álbum do prestigiada série XIII Mystery (Billy Stockton, com Steve Cuzor, Dargaud, 2013). Também escreveu as séries ApocalypseMania (com Philippe Aymond, Dargaud, 2001-2010), AD Grand-Rivière (com Al Coutelis, Casterman, 2000-2003) e L’Ultime Chimère (com Griffo et al., Glénat, 2008-2011), entre outros. Bruno Brazil, desenhado por Philippe Aymond, é uma oportunidade para ingressar na editora belga Le Lombard pela primeira vez. Além de descendente de uma família pioneira na história do automóvel, Bollée é também jornalista desportivo especializado em desportos motorizados.

Philippe Aymond nasceu em Paris em 1968. Optou por uma carreira em banda desenhada desde tenra idade e formou-se em Belas Artes. Em 1989, foi contratado por Jean-Claude Mézières para o estúdio Canal Choc, fundado por Mézières e Pierre Christin. Aymond começou  a ilustrar de imediato as histórias de Christin, uma colaboração que durou 10 anos. Em 1994, Christin publicou o inovador L’Homme qui fait le tour du monde na Dargaud, com base nas suas viagens à volta do mundo, desenhado por Cabanes e Aymond. Ainda em colaboração com Christin, Aymond publicou Les Voleurs de Villes pela Dargaud em 1997. No ano 2000 associou-se a um novo argumentista, Bollée, com quem lançou a saga ApocalypseMania (Dargaud, 2001-2010). Desde 2004, é o desenhador da série Lady S. (Dupuis) da qual já se editaram 14 álbuns; se inicialmente o argumento era de Jean Van Hamme, a partir do 10.º álbum Aymond assumiu a série a solo. Outras BD como autor único incluem a série Highlands (Dargaud, 2012-2013) ou o álbum Le Charlatan (7 Éditions, 2018).

As Novas Aventuras de Bruno Brazil vol. 1: Black Program
Laurent-Frédéric Bollée & Philippe Aymond
Editora: Gradiva
Coleção: BD Thriller, n.º 1
Páginas: 60, a cores
Encadernação: capa dura
Dimensões: 235 x 312 mm
ISBN: 9789896169503
PVP: 16,50€

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.