A nova edição tem páginas de BD inéditas em Portugal.

A propósito da Exposição “Morro da Favela” de André Diniz e Maurício Hora, a Polvo publica uma nova edição do livro de banda desenhada, com direito a nova ilustração para a capa, encadernação em capa dura e as 12 páginas inéditas em Portugal, realizadas em 2017.

Se a 1.ª edição da obra inaugurou a série “Romance Gráfico Brasileiro” da Polvo, esta nova edição, aumentada, inaugura a nova série “Biblioteca Polvo”.

Quanto à exposição, é inaugurada no dia 14 de fevereiro, sexta-feira, pelas 18h00, com a presença de André Diniz e Maurício Hora, na casa Pau-Brasil, sita na Rua da Escola Politécnica, nº 42, em Lisboa. Este novo livro é lançado no evento. Haverá uma conversa com o jornalista João Morales, a que se seguirá uma sessão de autógrafos. A exposição, que se prolonga até 31 de março, é promovida pela Embaixada do Brasil em Lisboa, tem produção da Bienal de Quadrinhos de Curitiba, numa parceria com a Livraria da Travessa e a Casa Pau-Brasil, e conta com o apoio da Polvo.

No dia 15 de fevereiro, sábado, às 14h00, realiza-se a oficina “Contar com Imagens” com André Diniz, com inscrições gratuitas em expo.morrodafavela@gmail.com.

No dia 16 de fevereiro, domingo, às 15h00, há ainda uma palestra com os autores e nova sessão de autógrafos.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis o vídeo promocional da obra:

Eis a sinopse da editora:

Originalmente publicado no Brasil em 2011 e em Portugal pela Polvo em 2013, este livro retrata as memórias do fotógrafo Maurício Hora, gerado e criado no Morro da Providência (Rio de Janeiro), também conhecido como Morro da Favela, a primeira favela brasileira, nascida em 1897.
É uma narrativa necessária para se entender o dia a dia das favelas do Rio através do ponto de vista de um morador, que procurou na fotografia a sua identidade e acabou por fazer um registo que entrou para a história da cultura carioca.
André Diniz usa o contraste seco do preto e do branco para mostrar os tons de cinza do quotidiano de Maurício, a sua relação com a vida e a morte, com a polícia e os bandidos, com a prisão e a liberdade e com o morro e o asfalto.
Em 2017, André Diniz regressa ao Morro da Providência e, mais uma vez guiado por Maurício Hora, complementa em 12 novas páginas, que muito enriquecem esta 2.ª edição, as enormes mudanças sofridas no Morro e a criação da “Casa Amarela”, um centro cultural comunitário reconhecido internacionalmente, fundado por Maurício e pelo artista plástico francês JR (Jean René).
O livro inclui ainda 14 páginas com fotos de Maurício Hora.
Morro da Favela é um dos melhores exemplos do trabalho de André Diniz enquanto argumentista e desenhador.
Conquistou o PRÉMIO HQMIX 2012 (Brasil) nas categorias Melhor Edição Especial Nacional e Melhor Roteirista Nacional.

André Diniz: Prolífico argumentista e ilustrador brasileiro de Banda Desenhada, André Diniz publicou mais de 30 títulos por diversas editoras do seu país, tendo sido também editado em França, Reino Unido, Polónia e Portugal, onde vive atualmente. Desde 2000, já foi galardoado por cerca de uma vintena de vezes com os principais prémios brasileiros de BD. Na Polvo, tem editado alguns dos seus trabalhos mais emblemáticos, como “7 Vidas – Diário de vidas passadas”, “Morro da Favela”, “Duas Luas”, “Que Deus Te Abandone”, “Olimpo tropical”, “Malditos amigos” ou “Entre cegos e invisíveis”.

Maurício Hora: Fotógrafo autodidata. Nascido e criado no Morro da Providência (Rio de Janeiro, 1968), já expôs o seu trabalho no Centro Cultural José Bonifácio e no FotoRio. Em 2005, foi diretor de fotografia do projecto Favelité, que levou o cenário da favela para o Metropolitano de Paris e, em 2009, foi convidado pelo artista plástico francês JR (Jean René) para exporem juntos as suas fotografias sobre a Providência na Casa França Brasil, por onde passariam 35 mil pessoas. Ainda com JR, e também em 2009, cria a Casa Amarela, localizada no Morro da Providência. Trata-se de um centro cultural comunitário, que agrega música, dança, ioga, exposições e outras formas de cultura, como política de inserção e combate à discriminação.

Morro da Favela (2.ª edição, aumentada)
Argumento e desenhos: André Diniz
Fotografias: Maurício Hora
Páginas: 140, preto e branco e cores
Encadernação: capa dura
Dimensões: 237 x 171 mm
Série: Biblioteca Polvo, n.º 1
ISBN: 978-989-8513-72-4
PVP: 17,90€

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.