Pecados Originais.

Um dos 5 lançamento da G. Floy em dezembro do ano passado foi Gideon Falls, vol. 2: Pecados Originais, da autoria de Jeff Lemire e Andrea Sorrentino. Trata-se do último lançamento ocorrido nesse mês de que a editora ainda não tinha elaborado o press release, prosseguindo a continuação da série que foi galardoada com o Prémio Eisner 2019 para Melhor Nova Série, após a editora ter publicado o primeiro volume em agosto do ano passado.

Com 21 números publicados pela Image Comics (e estando planeado o 22.º número da revista para ser publicada em junho deste ano) e com o lançamento da quarta compilação agendada para junho nos EUA, este segundo volume nacional compila os números 7 a 11 da série, originalmente publicados entre 17 de outubro de 2018 e 13 de fevereiro de 2019.

Há muito tempo que não lia uma história de terror tão cativante. Lemire mistura temas tão complexos como fé ou psicose, em que o traço de Sorrentino encaixa que nem uma luva. A trama adensa-se, continuando a prender-nos até à última página. A arte de Sorrentino continua a ser a cereja no topo do bolo.

– Rodrigo Ramos (Bandas Desenhadas, 31 de janeiro de 2020 | 30 de abril de 2020)

Apesar do leitor conseguir localizar algumas das inspirações de Lemire na construção da narrativa, a mesma consegue alcançar a originalidade dentro do género de terror. Sorrentino é a arma secreta para que tudo funcione em pleno! Após um primeiro volume promissor, Gideon Falls não desaponta com Pecados Originais e deixa o leitor a salivar pelo terceiro. Somente isso já é um grande feito!

– Nuno Pereira de Sousa (Bandas Desenhadas, 29 de fevereiro de 2020 | 30 de abril de 2020)

Uma narrativa deveras interessante, com uma arte perfeitamente adequada. Avisa-se o leitor apressado que a releitura da obra recompensa quer a nível gráfico, quer de argumento.

– Susana Figueiredo (Bandas Desenhadas, 29 de fevereiro de 2020 | 30 de abril de 2020)

Um argumento que nos prende da primeira à ultima página! Lemire continua a fazer-nos «viajar» até Gideon Falls!

– Carla Ramos (Bandas Desenhadas, 30 de abril de 2020)

A escrita, muito bem desenvolvida, e o traço mais realista de Sorrentino dão à obra um aspeto menos comum que o das típicas publicações das grandes editoras americanas, como uma lufada de ar fresco, a que a Image Comics vai dando espaço.

– Rafael Marques (Bandas Desenhadas, 10 de março de 2020)

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

O mistério vai-se adensando no segundo volume da série do escritor Jeff Lemire (Descender, Velho Logan), autor best-seller do New York Times e vencedor de múltiplos prémios Eisner, e do artista Andrea Sorrentino.
Enquanto Norton Sinclair, o jovem perturbado e reclusivo que saiu há pouco do hospício, vai mergulhando cada vez mais fundo na sua busca pelo segredo do Celeiro Negro, o padre Fred, um sacerdote Católico cuja fé está cada vez mais abalada, descobre o que se esconde por trás dum conjunto de homicídios macabros. Gideon Falls assemelha-se a uma colisão frontal entre a atmosfera surreal e inquietante de Twin Peaks e o terror puro de The Haunting of Hill House, criando uma série verdadeiramente viciante. Mistério rural e terror urbano colidem nesta reflexão profunda sobre a obsessão, a doença mental e a fé.
A arte de Sorrentino é uma das razões para os fãs terem aderido entusiasticamente a esta história de terror, já que contribui de maneira decisiva e inovadora para tornar esta banda desenhada na obra de arte que é, e para criar a atmosfera visual que serve perfeitamente a narrativa. Por vezes as páginas seguem uma ordem clássica, com diálogos colocados estrategicamente para servir um fluir específico das conversas, e com fundos repletos de pormenores que contam parte da história em segundo plano, atraindo a atenção do leitor. Noutras ocasiões, as páginas contorcem-se de maneira surreal e quase tridimensional, e a sua imagética bizarra, geométrica e não clássica transmite de modo total os momentos mais terríveis da história.

Jeff Lemire tem uma carreira de sucesso como argumentista e ilustrador de banda desenhada. Venceu em 2008 e 2013 o Shuster Award for Best Canadian Cartoonist, e venceu por duas vezes o prémio Eisner para Melhor Nova Série, em 2017 com Black Hammer, e em 2019 com este Gideon Falls. Uma das suas mais recentes obras foi a BD Roughneck, já editada pela G. Floy no nosso país.

Andrea Sorrentino é um autor italiano com uma longa carreira na DC Comics e na Marvel. Foi nas páginas da revista Green Arrow que colaborou pela primeira vez com Lemire, com grande sucesso. Os dois voltariam a reunir-se nas páginas de Old Man Logan, já depois de Sorrentino ter assinado em exclusivo pela Marvel, uma colaboração que abriria caminho para a criação de Gideon Falls, na qual se concentra desde 2018.

Gideon Falls, vol. 2: Pecados Originais
Jeff Lemire, Andrea Sorrentino
Editora: G. Floy
Páginas: 136, a cores
Encadernação: capa dura
Dimensões: 19 x 28 cm
ISBN: 978-83-65938-81-7
PVP: 14,00€

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.