O novo livro de José Jorge Letria e André Letria.

José Jorge Letria e André Letria uniram-se para brindar os leitores com mais um livro da autoria deste duo familiar, desta feita regressando à técnica que utilizaram na obra Estrambólicos, editada em 2011. Inclusivamente mantêm a mesma estrutura (incluindo onúmero de páginas), repetindo-se deste modo o resultado da combinação das três secções de cada uma das 16 páginas, 163, ou seja 4096.

Esta série de livros promove a interatividade física – numa época em que, erradamente, livro interativo é frequentemente utilizado como sinónimo de digital, propondo um jogo de descoberta constante das diferentes personagens gráficos, bem como uma reflexão sobre a auto-identidade atual e futura.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

Eu vou ser o aroma da aurora, a medida das coisas justas, um segredo tranquilo. Eu vou ser um sonho de aventura, a promessa de festa e alegria, uma ideia corajosa.
Eu Vou Ser é um livro, mas também é um jogo de descoberta e surpresa constantes. Cada página está dividida em três e as combinações possíveis entre estas parcelas permitem a criação de 4096 personagens diferentes, acompanhadas por textos que desafiam os leitores a dar um sentido pessoal a cada conjunto.
Este livro mostra que o mundo que nos rodeia está cheio de sonhos ao alcance da mão. Basta esticar o braço para não os deixar fugir. E assim, com o virar de uma página, podemos imaginar que tudo é possível e que podemos ser o que quisermos.
Eu Vou Ser  junta novamente André Letria e José Jorge Letria, pai e filho, ilustrador e escritor, autores de outros sucessos do Pato Lógico, como A Guerra ou Se Eu Fosse Um Livro.
A Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Protecção das Crianças e Jovens (CNPDPCJ) juntou-se ao Pato Lógico e aos autores para celebrar com esta obra os 30 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança, cumpridos em 2019. 

Escritor, dramaturgo, poeta e jornalista, José Jorge Letria nasceu em 1951, em Cascais. Tem uma vasta obra publicada, sobretudo para crianças e jovens, desde 1973, traduzida em mais de uma dezena de línguas, com obras premiadas em Portugal e no estrangeiro. Também foi autor de canções e de programas de rádio e televisão. É doutorando em Ciências da Comunicação e presidente da direcção da Sociedade Portuguesa de Autores. José Jorge Letria escreveu, entre outros, A GuerraDomingo Vamos à Luz, Estrambólicos, De caras, Se Eu Fosse Um Livro e as biografias de Fernando Pessoa, Almada Negreiros, Salgueiro Maia, Aníbal Milhais e Aristides de Sousa Mendes, da colecção Grandes Vidas Portuguesas, uma coedição Pato Lógico/Imprensa Nacional.

André Letria nasceu em 1973, em Lisboa. É ilustrador e já fez cenografia para teatro e cinema de animação. As suas ilustrações preenchem páginas de livros e jornais desde 1992. Ganhou prémios, perdeu cabelo e participou em exposições. Alguns dos seus livros estão publicados em vários países.
Criou o Farol de Sonhos – Encontro sobre o Livro e o Imaginário Infantil, em 2006. E em 2010 fundou o Pato Lógico. André ilustrou, entre outros, os títulos Domingo Vamos à Luz, Estrambólicos, De caras, Se Eu Fosse Um Livro, Destino, Incómodo, Outono, Partida, Mar, Teatro A Guerra.

Eu Vou Ser
José Jorge Letria, André Letria
Editora: Pato Lógico
Páginas: 34, a cores
Encadernação: capa mole sobreposta a argolas
Dimensões: 16 x 24 cm
ISBN: 978-989-54738-1-6
PVP: 15,90€

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.