A adaptação da obra homónima de George Orwell.

A Penguim Random House Grupo Editorial parece ter apostado fortemente no ano de 2020 no que toca à edição de banda desenhada em Portugal. Após múltiplos lançamentos da chancela Nuvem de Letras e um lançamento da chancela Suma de Letras, a BD chega agora à chancela Alfaguara, que disponibiliza esta semana a adaptação para banda desenhada de 1984, o romance distópico de George Orwell.

A adaptação está a cargo do brasileiro Fido Nesti, tendo a obra já sido publicada a 15 de outubro em Espanha. A edição portuguesa antecede, por sua vez, a edição brasileira (pela Quadrinhos na Cia., a 6 de novembro), estando previstas uma edição em língua francesa (4 de novembro), outra em espanhol para o continente americano (dezembro) e ainda uma outra em língua inglesa (junho de 2021).

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

A BD oficial da obra mais célebre de George Orwell, uma distopia absolutamente genial.
No ano 1984, Londres é uma cidade lúgubre, em que a Polícia do Pensamento vigia de forma asfixiante a vida dos cidadãos. O mais grave dos crimes é ter uma mente livre.
Winston Smith é um peão nesta engrenagem perversa e a sua função é reescrever a História para adaptá-la ao que o Partido considera a versão oficial dos feitos. É o que faz, até decidir questionar a verdade do sistema repressor. Na ânsia de liberdade e verdade, arrisca a vida, ao apaixonar-se por uma colega, a bela Julia, e rebelar-se contra o poder vigente.
Publicada originalmente em 1949, a obra mais poderosa de George Orwell é adaptada à banda desenhada, no traço do artista brasileiro Fido Nesti, que capta magistralmente os rostos, corpos e cenários de um mundo que, cada dia, é menos difícil de imaginar.

George Orwell, pseudónimo de Eric Arthur Blair, nasceu em Motihari, Bengala, Índia, em 1903. Filho de um funcionário da administração britânica do comércio de opio, estudou em colégios tradicionais em Inglaterra. Na década de 1920, foi agente da polícia colonial na Brimânia. Nos anos seguintes, publicou diversos romances, ensaios e textos jornalísticos. Em 1945, concluiu A Quinta dos Animais, sucesso instantâneo que lhe trouxe fama e dinheiro. O livro, no entanto, acabou por ser ofuscado por aquela que viria a ser a sua obra-prima, 1984, publicado em 1949. Orwell escreveu as páginas finais do romance numa casa remota, na ilha de Jura, na Escócia. Trabalhou incansavelmente, até ser internado devido a uma tuberculose pulmonar, que o levou à morte em 21 de janeiro de 1950, num hospital de Londres, aos 46 anos.

Fido Nesti nasceu em São Paulo, em 1971. Trabalha com ilustração e banda desenhada há mais de trinta anos. A sua arte pode ser encontrada no jornal Folha de S. Paulo e na revista The New Yorker, entre outras; assim como em capas e livros de várias editoras. Ilustrou Os Lusíadas em Quadrinhos (Peirópolis, 2006) e A Máquina de Goldberg (Quadrinhos na Cia., 2012). A leitura de 1984, precisamente em 1984, ainda na escola, acabaria por ser uma enorme influência, levando-o a questionar como funcionam as coisas. O impacto da leitura deixou-o profundamente impressionada com a forma como o mundo distópico criado por Orwell se tem revelado cada vez mais verdadeiro.

1984, a novela gráfica (baseada na obra de George Orwell)
Fido Nesti
Editora: Alfaguara
Páginas: 224, a cores
Encadernação: capa dura
Dimensões: 17 x 24 cm
ISBN: 9789897840418
PVP: 21,90€

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.