Os primeiros 10 meses de edição de banda desenhada em Portugal em 2020.

As tradições ainda são o que eram. Neste ano atípico, outubro continua a ser o mês com o maior número de edições de banda desenhada no nosso país. Em 2020, tal número aproximou-se das 4 dezenas, o qual teria sido ultrapassado se o plano mensal de editoras como a Devir ou a G. Floy – que não editaram nenhuma publicação em outubro – tivesse sido cumprido.

Se, apesar de outubro ser até ao momento o mês com um maior número de edições, o número de publicações identificadas em 2020 corresponde a 76% de 2019. Tal é parcialmente explicado pela não realização este ano do evento físico Amadora BD devido à pandemia de COVID-19, o que certamente contribuiu para uma ausência ou diminuição das obras de BD normalmente publicadas nesta altura por pequenas editoras e edições de autor, cujas atividades editoriais frequentemente coincidem com eventos de banda desenhada.

Em outubro de 2020, identificou-se a edição de 38 publicações de banda desenhada (publicações com BD em mais de 50% das suas páginas). Das publicações distribuídas em outubro nos pontos de venda de periódicos, somente 2 têm ou terão como exclusividade este canal de distribuição. Todas as demais, têm concomitantemente ou terão posteriormente distribuição em livrarias.

Por outro lado, em outubro foram identificadas 2 publicações de BD com distribuição alternativa no nosso país, isto é, que não são distribuídas no canal livreiro a nível nacional nem em pontos de venda de periódicos. Conclui-se então que 5% das publicações identificadas não teve distribuição para o grande público.

Em resumo, quanto ao canal de distribuição:

  • Canal livreiro: 34 (alguns dos quais, só foram ainda comercializados por contacto direto com a editora ou distribuídos em bancas ou em eventos)
  • Pontos de venda de periódicos, em exclusividade: 2
  • Distribuição alternativa a livrarias e bancas, em exclusividade: 2

Eis o número de publicações identificadas, segundo o formato:

  • Jornais: 0
  • Livros: 37
  • Revistas: 0
  • Outros (brochuras, etc): 1

Dos 37 livros, eis a distribuição por tipo de encadernação:

  • Capa dura: 31
  • Capa mole: 6

E a distribuição das 38 publicações por cor de impressão:

  • Cores: 35
  • Preto: 3

Das 38 publicações de outubro, o país de origem tem a seguinte distribuição:

  • Bélgica: 5
  • Brasil: 1
  • Espanha: 5
  • EUA: 5
  • França: 10
  • Índia: 1
  • Itália: 3
  • Portugal: 7
  • Suíça: 1

A nível das 31 publicações de material estrangeiro, eis as editoras originais:

  • Albin Michel: 1
  • Andrews McMeel: 1
  • L’Association: 1
  • Astiberri: 1
  • Casterman: 3
  • Dark Horse: 2
  • Dupuis: 1
  • Les Éditions Albert René: 2
  • Éditions Blake e Mortimer: 1
  • Glénat: 3
  • Grafito: 1
  • Graphic India: 1
  • Hachette: 2
  • Lancio: 1
  • Lucky Comics: 1
  • Milano Libri: 1
  • Norma: 1
  • Papercutz: 2
  • Paquet: 1
  • Quadrinhos na Cia.: 1
  • Reino de Cordelia: 1
  • Reservoir Books: 1
  •  Lo Scarabeo: 1

Quanto ao quinquénio da edição original, as 38 publicações distribuem-se do seguinte modo:

  • 1950 – 1954: 1
  • 1965 – 1969: 2
  • 1970 – 1974: 1
  • 1980 – 1984: 1
  • 1990 – 1994: 1
  • 2000 – 2004: 1
  • 2005 – 2009: 1
  • 2010 – 2014: 1
  • 2015 – 2019: 14
  • 2020: 15

No que toca à originalidade das obras sob o formato de papel no nosso país, das 38 publicações verifica-se a existência de:

  • Inéditos mundiais: 4
  • Inéditos em Portugal: 28
  • Reedições: 6

Eis as editoras das publicações identificadas:

  • Ala dos Livros: 1
  • Alfaguara: 1
  • Arte de Autor: 4
  • ASA: 5
  • Chili Com Carne: 1
  • Ciência Viva: 1
  • Documenta: 2
  • Elsinore: 1
  • Escorpião Azul: 1
  • Gradiva: 1
  • Levoir: 8
  • Nuvem de Letras: 3
  • Oficina do Livro: 3
  • Porto Editora: 1
  • Saída de Emergência: 1
  • Salvat: 2
  • Serafim & Malacuéco, Inc.: 1
  • Suma de Letras: 1

Eis as respetivas capas (ordenadas alfabeticamente por editora):

Para esta análise não são contempladas reimpressões. Também não fazem parte desta análise as revistas e livros importados em língua francesa e na norma brasileira da língua portuguesa, distribuídos nos pontos de venda de periódicos.

Quanto à forma como o nosso Observatório contabiliza as edições mensais, tem em conta a primeira forma de comercialização da obra, independentemente do canal utilizado. Deste modo, edições comercializadas através do site ou das redes sociais de uma editora, bem como num dado evento, num determinado mês, são contabilizadas como publicadas nesse mês, independentemente do mês em que venha a ocorrer a eventual distribuição generalizada nos pontos de venda de periódicos ou livrarias.

Por fim, uma breve nota quanto às edições sobre BD. Em outubro de 2020, não identificámos nenhuma.

BD PORTUGUESA EM DESTAQUE

Após abril ter sido um marco pela ausência da publicação de banda desenhada portuguesa e entre maio e julho terem sido editadas, respetivamente, 3, 4 e 2 BD nacionais, tinha sido em agosto setembro que o seu número tinha aumentado para 8 e 7 edições respetivamente (apesar de em setembro uma das edições nacionais ser de autor estrangeiro). Em outubro, há novamente 7 edições originais no nosso país, apesar de 2 delas serem de autores estrangeiros.

A Chili Com Carne edita Bottoms Up, o primeiro livro para o grande público da autoria de Rodolfo Mariano.

Por seu turno, a Ciência Viva, em conjunto com a Estrutura de Missão do V Centenário da Primeira Viagem de Circum-Navegação, coeditam A Viagem Mais Longa: Fernão de Magalhães e a Primeira Circum-Navegação, da autoria de João Ramalho-Santos & Miguel Jorge.

Tal como é habitual, a Documenta edita dois álbuns de cartoons a propósito da exposição CartoonXira. Cartoons do Ano 2019 compila os mais emblemáticos cartoons produzidos em 2019 por António Antunes, André Carrilho, Cristina Sampaio, Vasco Gargalo, António Maia, Henrique Monteiro, Rodrigo Matos, Cristiano Salgado e, pela primeira vez, Nuno Saraiva. O segundo álbum é dedicado ao trabalho do convidado brasileiro Cau Gomez, intitulando-se Desenhos à Flor da Pele.

Quanto à Levoir, reedita O Neto do Homem Mais Sábio, uma biografia de José Saramago em banda desenhada, da autoria do espanhol Tomás Guerrero, com o apoio da Fundação José Saramago, após o mau feedback sobre os erros constantes da primeira edição, no mês anterior. Para além de uma revisão mais cuidada, esta 2.ª edição é ainda enriquecida com um caderno de esboços do autor.

A Suma de Letras materializa pela primeira vez em livro o projeto de Raquel Sem Interesse (aka Raquel da Silva Fernandes), o qual até ao momento só tinha chegado ao público através das redes sociais, feiras de ilustração independentes e de uma colaboração com a plataforma digital do Correio do Porto. O álbum intitula-se Vida de Adulta: Histórias para rir da triste vida de uma jovem precária, sem paciência e sem dinheiro.

Por fim, no que toca à distribuição alternativa, a Serafim & Malacuéco, Inc. continua a celebrar o I Centenário de Eduardo Teixeira Coelho, desta vez com a reedição de A Torre de D. Ramires, com argumento de Raul Correia, originalmente publicado n’ O Mosquito (1.ª série). Esta edição contou com uma nova colorização de José Pires.

BD ESTRANGEIRA EDITADA EM PORTUGAL

Em outubro, 3 editoras iniciaram novas séries. A Arte de Autor começou a publicar a obra completa de Spaghetti Bros da autoria de Carlos Trillo e Domingo Mandrafina, bem como a prosseguir a série Armazém Central de Jean-Louis Tripp e Régis Loisel (iniciada pela ASA em 2007, antes da cancelar em 2011, após a publicação dos primeiros 3 volumes).

Quanto à Nuvem de Letras, publicou os primeiros dois livros da série de banda desenhada Loud em Casa, que adapta a série de animação homónima da Nickelodeon, sendo cada volume escrito e desenhado por diversos autores.

Por fim, a Elsinore iniciou a edição de Sapien, baseado na obra de Yuval Noah Harari, com argumento de David Vandermeulen e ilustrações de Daniel Casanave.

Por seu turno, 9 editoras prosseguiram as suas séries: a Ala dos Livros com o segundo volume (que compila os tomos 3 e 4) de Os Escorpiões do Deserto; a Arte de Autor com um álbum duplo de Agatha Christie e o último volume de Druuna; a ASA com os últimos dois volumes de Airborne 44, o 9.º volume de As Aventuras de Lucky Luke segundo Morris e o 4.º volume de Stranger Things; a Gradiva com o 5.º volume de Eles Fizeram História; a Levoir com mais dois tomos de Clássicos da Literatura em BD e mais cinco volumes de Novela Gráfica (Série VI); a Nuvem de Letras com o 9.º volume de Bia e o Unicórnio; a Oficina do Livro com o segundo volume de Cristiano Ronaldo: Strikerforce 7 e os terceiro e quarto volumes de Os Cinco; a Saída de Emergência com o último volume de Deuses Americanos; e a Salvat com mais dois volumes de Astérix: Coleção Integral.

Para além destes lançamentos, a Alfaguara editou 1984, a adaptação da obra homónima de Geroge Orwell, pelo brasileiro Fido Nesti.

Quanto à ASA, reeditou O Raio «U» do belga Edgar P. Jacobs.

A Escorpião Azul lançou a obra Saphari, da autoria do espanhol Miguel Angél Martín.

Por fim, a Porto Editora publicou Soldados de Salamina, a adaptação para BD do livro do espanhol Javier Cercas por José Pablo García.

O ANO DE 2020, ATÉ AO MOMENTO

Adição a agosto

Apesar do nosso trabalho desenvolvido todos os meses, identificámos 1 edição de banda desenhada, publicadas num mês anterior, nomeadamente agosto de 2020.

Trata-se de Batalha de Trancoso, uma nova versão da edição anterior também da autoria de Santos Costa, publicada pelo Município de Trancoso.

A adição desta obra à base de dados altera ligeiramente os dados previamente apresentados em meses anteriores, pelo que os números totais relativos aos 10 primeiros meses do ano já refletem esta adição.

O ANO DE 2020, ATÉ AO MOMENTO

Os primeiros 10 meses de 2020

Adicionámos os números identificados em janeiro, fevereiro, março, abril, maio, junho, julho, agosto e setembro aos números obtidos em outubro, para caracterizar o ano editorial nos primeiros 10 meses do ano de 2020.

Total:

232 publicações de BD

  • janeiro: 24
  • fevereiro: 31
  • março: 22
  • abril: 10
  • maio: 14
  • junho: 22
  • julho: 19
  • agosto: 23
  • setembro: 29
  • outubro: 38

Subtotais:

  • Livros de BD com distribuição no canal livreiro e/ou bancas: 205
    • janeiro: 22
    • fevereiro: 27
    • março: 20
    • abril: 9
    • maio: 11
    • junho: 21
    • julho: 16
    • agosto: 19
    • setembro: 24
    • outubro: 36
  • Revistas de BD com distribuição no canal livreiro e/ou bancas: 1
    • janeiro: 1
    • fevereiro: 0
    • março: 0
    • abril: 0
    • maio: 0
    • junho: 0
    • julho: 0
    • agosto: 0
    • setembro: 0
    • outubro: 0
  • Publicações de BD com distribuição alternativa: 26
    • janeiro: 1
    • fevereiro: 4
    • março: 2
    • abril: 1
    • maio: 3
    • junho: 1
    • julho: 3
    • agosto: 4
    • setembro: 5
    • outubro: 2

Distribuição:

  • Canal livreiro: 183 (alguns dos quais, só foram ainda comercializados por contacto direto com a editora ou distribuídos em bancas ou em eventos)
  • Pontos de venda de periódicos, em exclusividade: 23
  • Distribuição alternativa a livrarias e bancas, em exclusividade: 26

Cerca de 11% das publicações identificadas não teve distribuição para o grande público.

Formato:

  • Jornais: 0
  • Livros: 220
  • Revistas: 1
  • Outros (brochuras, etc): 11

Os livros correspondem a cerca de 95% das publicações de BD. Dos 220 livros, eis a distribuição por tipo de encadernação:

  • Capa dura: 152
  • Capa mole: 68

A encadernação em capa dura está presente em cerca de 69% dos livros de banda desenhada.

Cor de impressão:

  • Cores: 190
  • Preto: 42

A impressão do miolo a cores está presente em 82% das publicações de BD.

País de origem:

  • Alemanha: 4
  • Bélgica: 16
  • Brasil: 4
  • Canadá: 1
  • Espanha: 6
  • EUA: 66
  • França: 62
  • Índia: 1
  • Itália: 10
  • Japão: 12
  • Portugal: 49
  • Suíça: 1

Nos primeiros 10 meses de 2020, o país de origem mais representado é os EUA com 66 edições. Segue-se França com 62 edições. Caso se agregue França e Bélgica (88 edições), superam as 66 edições de material norte-americano. Portugal fica em 3.º lugar, com 49 edições. Destas publicações de material nacional, 18 publicações (38%) não tiveram nem terão distribuição para o grande público.

Editoras originais das 183 publicações de material estrangeiro:

  • Albin Michel: 1
  • Allary: 1
  • Andrews McMeel: 7
  • L’Association: 1
  • Astiberri: 2
  • Barba Negra: 1
  • BeccoGiallo: 1
  • Blue Ocean: 1
  • Boom: 1
  • Cadú Simões: 1
  • Canterbury Classics: 1
  • Carlsen: 1
  • Casterman: 8
  • Crás: 1
  • Dargaud: 8
  • Dark Horse: 9
  • David Revoy: 1
  • DC Comics: 17
  • Delcourt: 1
  • Dupuis: 1
  • Les Éditions Albert René: 23
  • Éditions Blake et Mortimer: 2
  • Egmont: 2
  • FLBLB: 1
  • Fososha: 1
  • Futuropolis: 1
  • Gallery 13: 1
  • Glénat: 18
  • Grafito: 1
  • Graphic India: 1
  • Hachette: 4
  • Icon: 1
  • IDW: 2
  • Image: 11
  • Joe Comics: 1
  • King Features Syndicate: 2
  • Lancio: 1
  • Le Lombard: 4
  • Lucky Comics: 3
  • Marvel: 5
  • McClelland & Stewart: 1
  • McNaught Syndicate: 1
  • Milano Libri: 3
  • Norma: 1
  • Oni: 1
  • Papercutz: 2
  • Paquet: 1
  • Quadrinhos na Cia.: 1
  • Reino de Cordelia: 1
  • Reservoir Books: 1
  • Lo Scarabeo: 2
  • Scholastic: 1
  • Sergio Bonelli Editore: 2
  • Shueisha: 11
  • Tundra Books: 3
  • Tunué: 1

Do material estrangeiro, destaca-se a Les Éditions Albert René com direito a 23 edições, a DC Comics com 17 publicações, a Glénat com 18 edições e a Shueisha e a Image, ambas com 11 publicações.

Quinquénio da edição original:

  • 1945 – 1949: 3
  • 1950 – 1954: 3
  • 1960 – 1964: 3
  • 1965 – 1969: 8
  • 1970 – 1974: 4
  • 1975 – 1979: 2
  • 1980 – 1984: 3
  • 1985 – 1989: 5
  • 1985 – 1989: 2
  • 1990 – 1994: 3
  • 1995 – 1999: 7
  • 2000 – 2004: 6
  • 2005 – 2009: 12
  • 2010 – 2014: 16
  • 2015 – 2019: 92
  • 2020: 63

As edições originalmente publicadas no quinquénio 2015-2019 correspondem a 40% das publicações de banda desenhada. Cerca de 27% foram originalmente publicadas este ano.

Originalidade:

  • Inéditos mundiais: 43
  • Inéditos em Portugal: 141
  • Reedições: 48

As reedições correspondem a cerca de 21% das edições de banda desenhada nos primeiros 10 meses de 2020 (no ano de 2019, as reedições corresponderam a 16% das obras editadas).

Publicações por editora: 

  • Ala dos Livros: 7
  • Alfaguara: 1
  • Arte de Autor: 13
  • ASA: 21
  • Bertrand: 1
  • Bicho Carpinteiro: 1
  • Bizâncio: 1
  • Blue Ocean: 1
  • Bubok: 1
  • Calçada das Letras: 1
  • Chili Com Carne: 4 ½ (5 publicações)
  • Ciência Viva: 1
  • Devir: 16
  • Documenta: 2
  • Dom Quixote: 1
  • Elsinore: 1
  • Escorpião Azul: 7
  • FA: 3
  • Fojo / O Gorila: 1
  • G. Floy: 19
  • Gailivro: 1
  • GICAV: 1
  • Gradiva: 7
  • Influência: 1
  • Kingpin: 2
  • Levoir: 35
  • Libri Impressi: 3
  • Liliana Maia (via Lulu): 1
  • Lovers & Lollypops: ½ (1 publicação)
  • Lucas Moreira (via Blurb): 2
  • Massacre: 1
  • Midori: 2
  • Município de Trancoso: 1
  • Nuvem de Letras: 13
  • Oficina do Livro: 5
  • Pato Lógico: 2
  • Planeta: 1
  • Planeta Tangerina: 2
  • Polvo: 2
  • Porto Editora: 1
  • Os Positivos: 2
  • Renato Abreu: 1
  • Rodolfo Mariano: 1
  • Saída de Emergência: 2
  • Salvat: 22
  • A Seita: 7
  • Serafim & Malacuéco Inc.: 4
  • Suma de Letras: 1
  • Tágide: 1
  • Teorema: 1
  • Tinta da China: 1
  • Umbra: 1
  • Vogais: 1

Verifica-se então que, tal como nos 7 meses anteriores, a Levoir é o líder no segmento do mercado, com um total de 35 lançamentos. Quanto ao segundo lugar, é ocupado pela Salvat, com 22 publicações. Segue-se a ASA com 21 edições. A G. Floy conta com 19 lançamentos. A Devir tem um total de 16 publicações. O 6.º lugar pertence ex aequeo à Arte de Autor e à Nuvem de Letras, com 13 edições cada.

Edições sobre BD:

  • Câmaras Municipais: 0
  • Edições de autor: 1
  • Editoras especializadas em BD: 0
  • Organizações especializadas em BD: 6

Do total de 7 publicações sobre BD, nenhuma teve distribuição para o grande público.


nota: considerem-se os números apresentados neste artigo como pré-definitivos até à publicação do artigo referente ao ano de 2020.
imagem: Painel de personagens de BD em azulejaria no Parque das Nações, Lisboa (© Bandas Desenhadas, outubro de 2020)

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.