Arbítrio é uma história inédita de Marcello Quintanilha, publicada originalmente na revista italiana Internazionale.

Marcello Quintanilha nasceu em Niterói, Brasil, em 1971. Começou, ainda adolescente, por desenhar histórias sobre artes marciais com o pseudónimo de Marcello Gáu. Mais tarde, em 2003, envolve-se na série “Sept balles pour Oxford”, para uma editora belga, com argumento do argentino Jorge Zentner e do espanhol Montecarlo. Estabelece-se, a partir de 2002, em Barcelona. Ilustrações suas surgem desde então nos jornais espanhóis “El País” e “Vanguardia”. Ao mesmo tempo, continua a produzir álbuns para o público brasileiro. Em 2005 foi dado à estampa “Salvador”. Seguiram-se “Sábado dos meus amores” (2009), “Almas públicas” (2011), “O ateneu” (2012), “Tungstênio” (2014), “Talco de vidro” (2015) e “Hinário nacional” (2016), “Luzes de Niterói” (2018). A edição francesa de “Tungstênio” foi premiada no Festival Internacional de Banda Desenhada de Angoulême (França) de 2016. Ainda em 2016 vence, no Brasil, um HQMix (categoria “Destaque Internacional”) pelas edições portuguesas de “Tungsténio” e “Talco de vidro”. Dose repetida um ano depois. “Tungsténio” originou um filme.

SOBRE O AUTOR |

BD +
BD +
Artigos realizados por colaboradores do Bandas Desenhadas.