BD² – Base de Dados de Banda Desenhada

Éditions FLBLB

Atividade: 2002 – presente
Sede: Poitiers, França

Em 1996, Thomas Dupuis (aka Otto T.), Grégory Jarry, Rémi Lucas e Michaël Phelippeau criam o fanzine FLBLB (pronunciado «Flebeleb»), que se vem a tornar uma revista de banda desenhada. O FLBLB tem direito a 15 números, até 2003.

Entretanto, em 2002 Jarry e Dupuis fundam a editora Édition FLBLB para publicar os primeiros livros dos autores da revista.

O primeiro grande sucesso crítico e comercial da editora dá-se com a série Petite Histoire des Colonies Françaises de Grégory Jarry e Otto T. (com 5 volumes publicados desde 2006), com o primeiro tomo a ser galardoado com o Prix Tournesol. O Festival de Angoulême 2011 consagra-lhe uma exposição que satiriza a Exposição Colonial Internacional de 1931, a qual é posteriormente mostrada em Poitiers e Limoges.

Outras obras premiadas da editora foram o álbum Yékini, le roi des arènes de Lisa Lugrin e Clément Xavier (Prémio Revelação do Festival de Angoulême 2015), Le profil de Jean Melville de Robin Cousin (Prémio Revelação do festival Quai des Bulles 2017) e A Época das Rosas de Chloé Wary (Prémio do Público do Festival de Angoulême 2020).

Para além de editar obras originais de banda desenhada, a Éditions FLBLB edita também obras estrangeiras traduzidas de BD. O seu catálogo não se restringe à BD, editando também fotonovelas, flip-books e cadernos de viagem, entre outros.

Entre 2002 e 2011, a editora foi ainda a proprietária de uma livraria (e também galeria até 2006) denominada Le Feu Rouge, em Poitiers, consagrada aos editores independentes, com particular atenção à banda desenhada.

BD publicada em Portugal

One-shots

Início | Autores | Editoras Nacionais | Editoras Originais | Séries de BD

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.