A série da Netflix.

Em 2017, a Netflix adquiriu a Millarworld, a chancela editorial responsável pelas bandas desenhadas de Mark Millar cujos direitos de autor eram seus. Desde então, tem continuado a publicar as bandas desenhadas desta chancela através da editora Image. No entanto, o propósito desta aquisição prendia-se com a adaptação do material para séries ou filmes da plataforma, fossem em imagem real ou animação.

Previamente à aquisição, já algumas obras de Millar tinham sido transpostas para o cinema, nomeadamente Wanted, Kick-Ass, Kick-Ass 2 e Kingsman: Serviço Secreto. Após a aquisição, seguiu-se o anúncio de que, no futuro, muito do material seria adaptado para o pequeno ecrã, sendo a primeira adaptação O Legado de Júpiter, uma série de super-heróis em imagem real.

Em Portugal, a G. Floy dedicou-se a editar uma porção considerável de Millarworld em formato de livro, incluindo a primeira e segunda séries de O Legado de Júpiter em 2018 (com desenhos de Frank Quitely), bem como a prequela O Círculo de Júpiter num volume único em 2020 (com desenhos de Wilfredo Torres, Davide Gianfelice, Chris Sprouse, Ty Templeton e Rick Burchett).

Criada por Steven S. DeKnight (que abandonou a série a meio da produção por divergências criativas), a série da Netflix conta com as interpretações de Josh Duhamel, Ben Daniels, Leslie Bibb, Elena Kampouris, Andrew Horton, Mike Wade e Matt Lanter. A totalidade dos 8 episódios tem estreia agendada para o dia 7 de maio.

Eis o trailer:

Eis a sinopse:

A primeira geração de super-heróis protegeu o mundo durante quase um século. Agora, os seus filhos têm de preservar os seus ideais lendários.
A primeira geração de super-heróis prepara-se para passar o testemunho aos filhos num momento de tensão crescente, em que as velhas regras já não se aplicam.

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.