Grande Prémio para o autor norte-americano.

Chris Ware é um nome incontornável na banda desenhada, conhecido mundialmente, mesmo nos países que editorialmente o ignoram. Esta quarta-feira, foi anunciado ser o vencedor do Grand Prix D”Angoulême 2021.

Nascido em 1967, em Omaha, Franklin Christenson Ware, começou a publicar as suas primeiras bandas desenhadas em 1980 no jornal universitário de Austin. Entre a sua prolífica bibliografia encontram-se os álbuns Acme Novelty Library (iniciado em 1994), Jimmy Corrigan, the Smartest Kid on Earth (2000), Building Stories (2012) ou Rusty Brown (2019).

O seu trabalho é conhecido por ser meticuloso e visualmente denso, com múltiplas vinhetas por página, em composições muito características, com um design próprio.

– Chris Ware por © Lewis Trondheim

Chris Ware já tinha sido distinguido duas vezes em Angoulême, devido à sua obra Jimmy Corrigan, the Smartest Kid on Earth. Nos EUA, o autor já foi galardoado com mais de duas dezenas de Eisner Awards e de mais de duas dezenas de Harvey Awards, bem como com o American Book Award ou o Guardian First Book Award.

SOBRE O AUTOR |

BD +
BD +
Artigos realizados por colaboradores do Bandas Desenhadas.