O Fogo Sagrado.

Este mês, a Ala dos Livros inicia a publicação integral da série clássica O Mercenário do barcelonês Vicente Segrelles, revista e aumentada, que contará com 14 volumes, incluindo, deste modo, os 5 álbuns inéditos no nosso país.

A estratégia da editora quanto à publicação desta série reconhecida pelo realismo da pintura a óleo passa por iniciar a série com a publicação simultânea do primeiro volume e do décimo volume (o primeiro inédito em Portugal).

O primeiro volume intitula-se O Fogo Sagrado. Originalmente publicado em Espanha em 1983 pela Norma Editorial, compila as páginas publicadas inicialmente na revista espanhola Cimoc #1-6 (março a agosto de 1981) da mesma editora. Esta banda desenhada tinha sido publicada, no nosso país, em capa dura pela Meribérica em 1984 e republicada em capa mole em 1988.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

Um antigo mistério circula nas montanhas dos Himalaias.
Há lendas que fascinam, outras que provocam temor e arrepiam, e outras ainda que despertam a fantasia. Não existe nada escrito, todas foram transmitidas de boca em boca. O Iéti, o Vale da Eterna Juventude ou o Mosteiro da Cultura Universal são apenas algumas dessas lendas que chegaram até nós. Mas existe também um mito, provavelmente o menos conhecido, que evoca um mundo que desapareceu sem deixar rasto, um vale escondido coberto de nuvens no qual viverá as suas aventuras um Don Quixote sem nome, um soldado da fortuna simplesmente conhecido como “O Mercenário”.
Obra-prima da banda desenhada de fantasia, “O Mercenário” é uma série essencial que ressurge agora numa edição última, revista e aumentada.

A editora informa ainda que, na aquisição conjunta do 1.º e 10.º livros, exclusivamente através do site da editora, oferece uma gravura A4 assinada e numerada manualmente pelo autor, limitada a 65 exemplares.

Vicente Segrelles nasceu em 1940 em Barcelona, Espanha, em 1940, no seio de uma família ligada às artes (é sobrinho do pintor e ilustrador valenciano, Joseph Segrelles), tendo iniciado a sua carreira profissional como desenhador industrial. A par de inúmeros trabalhos de ilustração e capas, realiza, em 1970 e para a editorial Bruguera, a adaptação da novela picaresca Lazarillo de Tormes.
É, no entanto, nos inícios dos anos 1980, que cria para as páginas da então revista Cimoc, editada pela espanhola Norma, um personagem que lhe granjeará projeção internacional (a sua publicação na revista Circus, em França, data de 1981) e a admiração do cineasta Federico Fellini: O Mercenário. Quando surge, esta série chama de imediato à atenção pela sua qualidade e particularidade: cada uma das suas vinhetas é uma pintura a óleo.
Entretanto, e para intercalar com o trabalho lento e demorado, a óleo, de O Mercenário, Segrelles desenvolve El Sheriff Pat, uma banda desenhada que se insere na linha humorística e que virá a ser publicada em 1991 pela editora espanhola Ediciones B.
Apaixonado pela ilustração, por armamento e por armaduras medievais, com obra publicada em todo o mundo e internacionalmente reconhecida, Vicente Segrelles é um dos autores mais importantes da banda desenhada espanhola e europeia do século XX.
Vive nos arredores de Barcelona.

O Mercenário vol. 1: O Fogo Sagrado
Vicente Segrelles
Páginas: 64, a cores
Encadernação: capa dura
Dimensões: 235 x 310 mm
ISBN: 978-989-54726-9-7
PVP: 19,90€

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.