Uma história cultural da vulva.

No dia 15 de julho é distribuído no canal livreiro O Fruto Proibido, da autoria de Liv Strömquist, com edição nacional da Bertrand. Trata-se da primeira obra desta autora sueca publicada no nosso país. Se os leitores do Bandas Desenhadas estão familiarizados com o nome da autora, tal deve-se provavelmente a ser uma das autoras citadas na entrevista que realizámos a Marta Breen, a propósito da edição do livro Mulheres Sem Medo: 150 Anos de Combate pela Liberdade, Igualdade, Sororidade, também editado pela Bertrand no ano passado.

Aos 23 anos, Strömquist iniciou a sua carreira em banda desenhada em fanzines. Quanto ao seu primeiro livro com distribuição comercial, Hundra procent fett, foi publicado em 2005. Desde então, já publicou mais de uma dezena de livros, para além da sua colaboração em diversas revistas. Licenciada em Ciência Política, as suas bandas desenhadas abordam, principalmente, questões sociopolíticas de um ponto de vista feminista e de esquerda, satirizando o poder e as injustiças. O Fruto Proibido, onde aborda o tabu que a vulva tem na sociedade, é o seu livro mais traduzido internacionalmente, tendo sido originalmente publicado pela Ordfront/Galago em 2014.

Desde 2011, Liv Strömquist já foi galardoada com mais de uma dezena de prémios no seu país e no estrangeiro.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

O que é que têm em comum Santo Agostinho, a Inquisição Espanhola, Jean-Paul Sartre, John Harvey Kellogg – sim, o dos cereais homónimos – e Sigmund Freud? Para Liv Strömquist – ativista, podcaster e uma das mais respeitadas cartunistas da Suécia –, todos estes homens perderam demasiado tempo a pensar e a julgar a sexualidade e o corpo feminino. Aliás, desde a origem dos tempos e em qualquer latitude que este tema tem ocupado com insistência a atenção de médicos, pensadores, sexólogos e religiosos. No livro que a Bertrand Editora publica a 15 de julho, O Fruto Proibido, Uma História Cultural da Vulva, Liv Strömquist mostra como, ao longo dos séculos, as várias teorias e diagnósticos masculinos sobre a anatomia feminina tiveram consequências devastadoras na sexualidade, saúde e direitos das mulheres.
Na tradição de cartunistas como Art Spiegelman (Maus) ou Marjane Satrapi (Persépolis), Liv Strömquist usa a banda desenhada como meio para expor verdades desconfortáveis e colocar perguntas incómodas. Porque é que a vagina e toda a anatomia ginecológica feminina são assunto tabu na sociedade? Porque é que a menstruação é estigmatizada na nossa cultura quando costumava ser algo sagrado para os povos ancestrais? Porque é que a sexualidade feminina é tão punida e politizada? Com um olhar atento e mordaz, a artista sueca expõe as mais diversas tentativas de domar, limitar e padronizar o sexo feminino ao longo da História, que, após séculos e séculos de repressão sexual, continuam a encher as nossas cabeças com falsas conceções sobre os genitais femininos. Um livro hilariante e muito bem documentado, onde ideias preconcebidas, convicções difundidas e teorias são estilhaçadas pelo senso comum e pela lógica. Uma visão divertida, libertadora e pedagógica sobre o sexo feminino.
Desde os tempos de Adão e Eva que a vulva, a vagina, o clítoris, a menstruação e o orgasmo feminino têm vindo a ser punidos, exaltados, patologizados, politizados, controlados, delimitados. Liv Strömquist mostra-nos como diferentes culturas, ao longo da História, moldaram a saúde das mulheres, os seus direitos e as suas liberdades. Na tradição de cartunistas como Art Spiegelman (Maus), Marjane Satrapi (Persépolis), Alison Bechdel (Fun Home e Dykes to Watch Out For) e Kate Beaton (Hark! A Vagrant), Strömquist usa a banda desenhada como meio artístico para expor verdades desconfortáveis e revelar o quão pouco o mundo muda.

Liv Strömquist

Nasceu a 3 de fevereiro de 1978 em Lund, Suécia.
É ativista, podcaster e uma das mais respeitadas cartunistas da Suécia. Licenciada em Ciência Política, teve o primeiro êxito com Hundred Percent Fat (2005), ao qual se seguiram obras como Operation (2007), Einstein’s Wife (2008), Prince Charles’ Feelings (2010), Yes to Life (2011), Rise & Fall (2016) e The Reddest Rose (2022).
O Fruto Proibido é o seu primeiro título publicado em Portugal.

O Fruto Proibido
Liv Strömquist
Editora: Bertrand
Páginas: 144, a cores
Encadernação: capa mole
Dimensões: 16,5 x 24 cm
ISBN: 9789722539524
PVP: 15,50€

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.