A sequela de Aquila Maris.

O fanzine Fandaventuras Especial reedita  a sequela de Aquila Maris, Hic Sunt Leones, uma banda desenhada com argumento e desenhos do italiano Franco Caprioli, com texto de Eros Belloni. Sendo uma das BD de Caprioli preferidas dos leitores e bastante representativa do estilo do autor, foi publicada originalmente em Il Vittorioso #1-13, entre 4 de janeiro e 29 de março de 1953, em 30 pranchas coloridas.

Fulvio Dei Luceri, um nobre romano, rebelou-se contra a tirania de Nero com seu navio Aquila Maris. Enquanto isso, Nero, após ter ateado fogo em Roma, desencadeia a perseguição contra os cristãos e, inclusivamente, a mãe de Fulvio é martirizada. Fulvio, por sua vez, abraça a fé cristã, liberta os remadores de escravos e ateia fogo ao navio, refugiando-se nas costas do Norte da África. Daqui, perseguido pelos seus inimigos, entra no coração da África, então inexplorada, que os mapas primitivos há muito marcavam com um espaço vazio e as palavras: “Hic sunt leones”. Em seguida, desenrola-se toda uma série de aventuras em África, onde se destacam as ilustrações das paisagens africanas e animais selvagens e ferozes.

Em Portugal, esta BD foi publicada pela primeira vez num número especial de Cavaleiro Andante, mais especificamente na publicação de Natal de 1954, com o título “Através do Deserto”.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Os interessados devem entrar em contacto com o faneditor, através do e-mail gussy.pires@sapo.pt, prevenindo-se de que a tiragem desta publicação é muito limitada.

Franco Caprioli (Itália, 1912-1974) dedica-se inicialmente à pintura mas em 1937 começa a trabalhar na área da ilustração em Argentovivo e em 1939 em banda desenhada no hebdomadário Il Vittorioso. Durante o período bélico, colabora ainda com as publicações Topolino e Corriere dei Piccoli. O seu desenho pormenorizado e pontilhado adequa-se perfeitamente às histórias de aventura dos anos 50 do século passado, tendo sido publicado nas mais diversas revistas estrangeiras, incluindo em Portugal, onde mais de meia centenas das suas BD foram publicadas. Após o término da sua colaboração com Il Vittorioso, Caprioli começou a trabalhar diretamente para o mercado francês e britânico até aos inícios dos anos 70, altura em que começa a publicar as suas obras novamente em Itália, em Il Giornalino. A transposição da obra Os Filhos do Capitão Grant de Júlio Verne para banda desenhada foi interrompida pela morte do autor, em 1974.

Hic Sunt Leones
Franco Caprioli
Editora: Serafim & Malacuéco, Inc.
Série: Fandaventuras Especial
Páginas: 30, a preto e branco
Encadernação: capa mole
Dimensões: A4

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.