Manga publicada pela Chili Com Carne.

O quinto título da série Rubi da Chili Com Carne é da autoria do japonês Yuichi Yokoyama (横山裕一), sendo o nome Yuichi por vezes romanizado com o acento circunflexo Yûichi, o mácron Yūichi ou a duplicação da primeira vogal Yuuichi.

A banda desenhada Viagem (トラベル / Voyage) foi publicada em França em 2005, tendo conhecido edição japonesa um ano depois.

O enredo desta obra é tão linear quanto clara. Viagem é a descrição longa, silenciosa e cristalina de uma viagem ferroviária realizada por três homens. O assunto abordado por Yokoyama não é tanto a viagem do comboio (as distâncias e o território percorrido…) mas sim o trajeto dentro do comboio. Uma jornada dentro da jornada. Assim que o comboio parte, os personagens começam a atravessar o comboio, sendo então confrontados com a arquitetura da máquina. Principalmente, deparam-se com os olhares e corpos de outros passageiros: no comboio observamo-nos, cruzamo-nos, vemo-nos a passar, envergonham-nos, às vezes encontramo-nos. É verdade que esta Viagem consiste, acima de tudo, no cruzamento de caras. Uma sucessão de retratos com, talvez no final, no final, mas só no final, a promessa de uma abertura, de uma paisagem.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

“(…) Viagem é incrivelmente divertido, considerando as suas 200 e tal páginas mudas de uma viagem de comboio sem acontecimentos. Um quarto do livro é sobre três viajantes à procura dos seus lugares, e o resto é sobre o que eles vêm pela janela à medida que o comboio atravessa o Japão, focando-se nas geometrias perturbadoras da natureza e cidades. As personagens humanas não passam de glifos inexpressivos, diferenciados apenas pela roupa e penteados. Qualquer vinheta do livro poderá ser vista de forma abstracta e a piada final é que Yokoyama já afirmou que ele próprio tem lutado para interpretar as suas próprias imagens: “É no mínimo estranho que ele se sentem todos juntos numa carruagem de comboio vazia.” New York Times
“Em Viagem, a questão da visualidade é directamente relacionada com a da velocidade de um percurso de comboio de três personagens, encenado com a intensidade de um spy thriller ou de um manga shonen. (…) a existir uma aproximação entre Yokoyama e as festas do Cabaret Voltaire, esta poderá reduzir-se a um interesse coincidente em expressões cosméticas de individualidade. Não é grande surpresa que um artista contemporâneo, tal como os miúdos fixes de 1916, se divirta a inventar modas. (…) Condenados ao mecanicismo de Descartes, os passageiros representam o humano apenas pela auto-evidência “plana” da sua presença e acções. O resultado é como ver o mundo pelos olhos de um extraterrestre, ou de uma abelha, para os quais a intencionalidade ou a inteligência por detrás das acções humanas serão tanto ininteligíveis como irrelevantes.” – Hugo Almeida

Nas aquisições diretas do livro à Associação Chili Com Carne, é oferecida a brochura com o ensaio Contemplar a Paisagem com Yūichi Yokoyama, da autoria de Hugo Almeida (aka Mao).

Viagem
Yuichi Yokoyama
Editora: Chili Com Carne
Páginas: 192, a uma cor
Encadernação: rústica, com sobrecapa
PVP: 15,00€

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.