André Carrilho vence o 25.º Prémio Nacional de Ilustração.

O júri decidiu, por unanimidade, atribuir o Prémio Nacional de Ilustração referente às obras publicadas em 2020, a André Carrilho, pelo conjunto de ilustrações do livro A Menina com os Olhos Ocupados, com texto do próprio, publicado pela Bertrand. As Menções Especiais foram atribuídas a Nicolau pelas ilustrações da obra 1.º Direito, com texto de Ricardo Henriques, publicada pela editora Pato Lógico; e a Eduarda Lima, pelas ilustrações da obra O Protesto, com texto da própria, publicada pela Orfeu Negro.

Segundo o júri, a obra vencedora destaca-se pela excecional qualidade da manipulação da aguarela em todas as suas potencialidades, imprimindo-lhe movimento, expressividade e profundidade. O autor explora uma temática atual e premente, sem descurar o imaginário ligado à infância, potenciando simultaneamente o vínculo entre adultos e crianças.

Em 1.º Direito, destaca-se a forma como se estrutura a narrativa e se apela à intertextualidade, num feliz diálogo entre texto e ilustração, com múltiplas referências à literatura e ao cinema. As ilustrações, repletas de pormenores, convidam o leitor a repetidas leituras e à descoberta de pequenas narrativas complementares.

O Protesto apresenta um trabalho gráfico coerente e sólido que não esquece a importância das guardas. Recorrendo a três cores, a ilustradora trabalha uma temática atual – a consciencialização ambiental –, instigando o leitor a interrogar-se.

Concorreram a esta 25ª edição do Prémio Nacional de Ilustração, 76 obras publicadas em 2020 por 39 editoras e outras entidades com atividade editorial, de 56 ilustradores.

O júri foi constituído por José Teófilo Duarte, Sílvia B. Silva e Vera Oliveira (esta em representação da DGLAB).

O Prémio Nacional de Ilustração, criado em 1996 e atribuído pela Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, está este ano de parabéns pelos seus 25 anos de edição ininterrupta.

Pretende promover o reconhecimento da ilustração original e de qualidade. Distingue anualmente um ilustrador pelo conjunto de ilustrações originais publicadas numa obra editada no ano anterior, e pode ainda distinguir dois ilustradores através da atribuição de duas Menções Especiais. O valor do Prémio é de 10.000 euros, acrescido de uma comparticipação de 1.500 euros destinada a apoiar uma deslocação à Feira Internacional do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha. As Menções Especiais, no valor de 1.500 euros cada, são destinadas a comparticipar deslocações àquela Feira.

Saiba mais sobre:
24.º Prémio Nacional de Ilustração
– 23.º Prémio Nacional de Ilustração
– 22.º Prémio Nacional de Ilustração
– 21.º Prémio Nacional de Ilustração
– 20.º Prémio Nacional de Ilustração
– 19.º Prémio Nacional de Ilustração
– 18.º Prémio Nacional de Ilustração

SOBRE O AUTOR |

BD +
BD +
Artigos realizados por colaboradores do Bandas Desenhadas.