O terceiro álbum do autor.

Cerca de um ano após o lançamento de Planeta Psicose, que teve direito a 3 nomeações nos Prémios Bandas Desenhadas 2020 (nas categorias de Melhor Publicação Nacional com Distribuição Comercial, Melhor Argumento Nacional e Melhor Ilustração Nacional), Ricardo Santo regressa com um novo álbum, novamente publicado pela Escorpião Azul.

Trata-se de Abandonos, uma narrativa que utiliza as consequências ambientais dos incêndios na Serra da Estrela como mote para abordar as questões de quem vive no interior do nosso país e do abandono a que o mesmo está sujeito.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

Misturando realidade e ficção, esta história revela-nos a luta de um grupo de pessoas que, após uma tragédia, se uniram na causa comum de preservar o património natural e cultural da Serra da Estrela.
Esta BD fala sobre os dilemas internos de quem cresceu e de quem vive no interior. É também uma reflexão sobre as consequências do seu abandono.
Duas amigas percorrem as zonas da Serra da Estrela afectadas pelos incêndios de 2017 em conjunto com os membros do “Movimento por uma Estrela Viva”, um dos vários movimentos independentes de cidadãos que se formaram na região, após a tragédia e que actuam na regeneração dos terrenos ardidos e abandonados. Assim como na vida e na alma das pessoas que ainda aí resistem.

Ricardo Santo nasceu em Leiria (1976) e foi criado em Pataias. Vive em Barcelona, onde exerce a atividade de designer industrial. É também ilustrador, animador e autor de Banda Desenhada no tempo que lhe sobra. Recebeu diversos prémios pelas suas bandas desenhadas em festivais e certames. O seu primeiro prémio foi no Amora BD em 1991 e o mais recente em 2005 no Festival Internacional de Banda desenhada da Amadora.
Começou a fazer histórias aos quadradinhos desde que aprendeu a escrever. Estreou-se a publicar, nos anos oitenta, durante a instrução primária no Jornal de Pataias, com a série “Ching Xung”, inspirada na série televisiva Jovens Heróis de Shaolin” Teve também uma passagem breve pelo cartoon político, bem como na imprensa regional e contribuiu com várias histórias em fanzines, revistas e coletâneas de BD, tendo sido autor do seu próprio Fanzine para Machos e coautor do pasquim O Desgraçadinho.
Publicou em 2017, em edição de autor, o álbum Livro Sagrado. Em 2020, foi publicado pela editora Escorpião Azul com o álbum Planeta Psicose, que teve direito a 3 nomeações nos Prémios Bandas Desenhadas 2020.

Abandonos
Ricardo Santo
Editora: Escorpião Azul
Páginas: 40, a preto e branco
Encadernação: capa mole
Dimensões: 17 x 24 cm
ISBN: 978-989-54874-9-3
PVP: 10,00€

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.