BD² – Base de Dados de Banda Desenhada

Hernán Migoya

Nascimento: 1971
Naturalidade: Ponteferrada, Leão, Espanha

Criado em Barberá del Vallés (município da província de Barcelona), Hernán Migoya é escritor, argumentista de BD, guionista de cinema e realizador.

Como argumentista de BD, é autor de mais de uma vintena de bandas desenhadas, tendo a sua obra sido editada em países como Estados Unidos, França, Alemannha, Peru e Portugal. É também o único argumentista espanhol que foi publicado nas revistas norte-americanas Heavy Metal e Mome.

Os seus primeiros argumentos foram publicados na revista Makoki, em 1991. Entre 1992 e 1998, foi diretor das revistas El Víbora e Kiss Comix, tendo coordenado a publicação de BD independente norte-americana e espanhola na Colección Brut. La Salida de la Clase, com desenhos de Rubén del Rincón, valeu-lhe o Prémio de Melhor Álbum no Salão Internacional de BD de Barcelona em 2001, tendo no ano seguinte obtido o Prémio de Melhor Argumento no mesmo salão, graças ao díptico El Hombre con Miedo, desenhada por Manolo Carot.

Para além dessas BD para a editora La Cúpula, seguiu-se a série Kung Fu Kiyo (2002-2003) para a mesma editora, novamente com Carot. Foi também com este desenhador que produziu a série Ary, la Salvadora del Universo (2004) para a Glénat España. Com o desenhador Joan Marín, elaborou os álbuns Olimpita (2008) e Plagio: El Secuestro de Melina (2012), publicados pela Norma. Em 2012, iniciou também a série Nuevas Hazañas Bélicas para a Glénat España, com estórias desenhadas por diferentes ilustradores, como Kim, Monteys, Natacha Bustos, Kano, Juanjo Sáez, Cels Piñol, Calpurnio, Keko, Ventura ou Seguí, entre outros.

Em 2013, mudou-se para Lima, passando desde então a viver entre Barcelona e aquela cidade do Peru. Conjuntamente com o jornalista Marco Sifuentes e o desenhador Ricardo Montes, recebeu o Prémio Luces de Melhor BD Peruana em 2015 pelo álbum Señorita Laura (Planeta Perú).

Em 2017, trabalhando novamente com Bartolomé Seguí, iniciou a série Carvalho (Norma), na qual são adaptados os romances de Pepe Carvalho, escritos por Manuel Vázques Montalbán.

Quanto à sua estreia literária ocorreu em 2003 com o livro Todas Putas. Seguiram-se obras como Observamos cómo Cae Octavio, Quítame tus Sucias Manos de Encima, Una, Grande y Zombi, Putas es Poco ou Deshacer las Américas, entre outras.

Como jornalista, colaborou com numerosos media da imprensa espanhola, como El Mundo, Rock de Lux, Primera Línea, thecult.es ou teenagethunder.com, entre outros.

Para além de algumas curta-metragens, realizou ¡Soy un Pelele!, tendo sido o guionista não apenas deste filme como de outras longa-metragens.

Obras publicadas em Portugal

Séries

  • Carvalho
    • vol. 1: Tatuagem – Levoir, 2018
    • vol. 2: A Solidão do Executivo – Levoir, 2020

Início | Autores | Editoras Nacionais | Editoras Originais | Séries de BD

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.