Os resultados de 2021 e o plano para 2022.

Em 2021, a ASA editou 19 publicações, se contabilizarmos os 12 lançamentos em parceria com o Público. Apesar do decréscimo do número de lançamentos quando comparado com os anos anteriores (25 no ano 2020 e 24 em 2019), tal foi suficiente para garantir à editora o 3.º lugar na lista de editoras que mais BD publicaram no nosso país em 2021 (tal como já tinha acontecido quer em 2020 quer em 2019).

Questionada a editora se estava surpresa com estes resultados, respondeu que “não nos surpreende. Sabemos que tem havido um interesse crescente nesta categoria, motivado pelo crescente sucesso das novelas gráficas e mais recentemente pela manga.

O ano de 2021

Quanto aos 3 livros de banda desenhada de 2021 editados pela ASA que mais venderam, a escolha dos leitores recaiu nos personagens clássicos – Astérix e o Grifo de Jean-Yves Ferri e Didier Conrad, Blake & Mortimer: O Último Espadão de Jean Van Hamme, Teun Berserik e Peter Van Dogen (entrevista aqui) e Tintin no País dos Sovietes de Hergé.

No que toca ao livro cujas vendas não corresponderam às expectativas da editora, a ASA refere os dois últimos álbuns pertencentes à série Murena, com argumento de Jean Dufaux e ilustrações de Theo:

Recorde-se que os fãs há muito que solicitavam à editora que prosseguisse a série, algo que a ASA realizou 4 anos passado o lançamento do 10.º volume e um ano após o lançamento do 11.º livro.

O plano editorial para 2022

No final de janeiro (devendo chegar às livrarias no dia 1 de fevereiro), inicia-se a distribuição do 10.º tomo da série Michel Vaillant – Nova Temporada, com o título Pikes Peak, da autoria de Denis Lapière, Benjamin Benéteau e Vincent Dutreuil. Os fãs estranharam a não edição deste volume aquando da presença anunciada de Benjamin Benéteau no Amadora BD 2021, mas não só a ASA garante prosseguir a série com este 10.º volume, como se compromete a lançar o 11.º tomo em novembro, cujo título e autores ainda não foram oficialmente confirmados.

Como já tínhamos anunciado, em fevereiro é distribuído o 39.º volume de Astérix na sua versão em mirandês, com o título Asterix i l Alcaforron. Trata-se do 6.º volume que a ASA edita na sua coleção Astérix em Mirandês.

Para outubro, a editora planeia lançar o 10.º tomo da série Novas Aventuras de Lucky Luke segundo Morris, cujo título e autores ainda não foram oficialmente confirmados. Para novembro, está agendada a publicação de Blake & Mortimer vol. 29, com o título provisório de Huit Heures à Berlin. O argumento é de José-Louis Bocquet e Fromental (que se estreiam na série) e as ilustrações de Antoine Aubin (que já tinha desenhado 2 álbuns).

A editora revela ainda que “a parceria com o Público vai manter-se em 2022, estando prevista a publicação de 2 ou 3 séries ao longo do ano, cujos títulos e calendários de publicação não podem, todavia, ser ainda divulgados.

Paralelamente aos lançamentos de banda desenhada, em março a ASA lança o jogo Astérix: Escape Game, da autoria de Émilie Malandain.

O futuro

Uma das séries que a ASA se encontrava a publicar regularmente mas que não só não foi publicada o ano passado como não consta da listagem de títulos que a editora pode neste momento assegurar é Stranger Things. Inquirida a editora sobre uma eventual cancelamento, há boas notícias para os fãs da mesma. “Temos mais títulos da série Stranger Things planeados, mas estamos a aguardar o anúncio do lançamento da nova temporada da série televisiva na Netflix para, em função disso, calendarizar os nossos lançamentos“.

Em suma, como a ASA nos tem habituado, tanto quanto pôde ser revelado neste momento, as surpresas para 2022 estarão mais ligadas às edições realizadas no âmbito da parceria ASA/Público, sendo o restante plano editorial da ASA a continuidade das séries em publicação.

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.