O 7.º Prix de la critique ACBD de la bande dessinée québécoise.

A Association des Critiques et journalistes de Bande Dessinée (ACBD) galardoa pela 7.ª vez uma banda desenhada da autoria de um ou mais autores quebequenses em língua francesa. Este ano, a BD contemplada com o Prémio da associação francesa foi Le petit astronaute, da autoria de Jean-Paul Eid, editada pela La Pastèque.

Le petit astronaute narra o quotidiano de Tom, um menino que vive com uma grave paralisia cerebral, que o impede de andar e falar. Narrada por Juliette, a sua irmã mais velha, a banda desenhada mostra-nos tanto os desafios encontrados quanto as alegrias sentidas na sua vida familiar. O autor brinda-nos com uma obra de ficção sincera, íntima e muito precisa, com um olhar sobre a felicidade comum vivida ao lado de uma criança extraordinária. Uma verdadeira ode à diferença, esta comovente, mas nunca lamechas, banda desenhada demonstra a grande mestria do seu autor neste meio.

Este é o segundo Prémio da Crítica da ACBD para a BD do Quebeque que é atribuído a Jean-Paul Eid, o qual já tinha sido galardoado em 2016 com a obra La femme aux cartes postales, um trabalho em coautoria com Claude Paiement.

A ACBD também recomenda as restantes 3 obras nomeadas para o Prémio:

  • Khîem, terres maternelles de Yasmine e Djibril Phan Morissette (Glénat)
  • Temps libre de Mélanie Leclerc (Mécanique générale)
  • Vous avez détruit la beauté du monde de Christian Quesnel, Isabelle Perreault, André Cellard e Patrice Corriveau (Moelle graphik)

Como é frequente com as seleções da Associação dos jornalistas e Críticos de Banda Desenhada francesa, nenhuma das obras contempladas conhece edição portuguesa, seja o vencedor, sejam os outros três finalistas que recomenda.

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.