De Darryl Cunningham.

Há oito anos, tomei contacto com a obra do autor britânico de banda desenhada Darryl Cunningham, com a leitura de Psychiatric Tales: Expanded Edition, parcialmente inspirado nos anos em que Cunningham trabalhou numa ala psiquiátrica, bem como com a sua própria experiência com a depressão.

Ao longo dos últimos 12 anos, Cunningham tem-se dedicado a uma miríade de temáticas nos seus livros, entre os quais se incluem Science Tales: Lies, Hoaxes and Scams (também conhecido como How to Fake a Moon Landing: Exposing the Myths of Science Denial), The Age of Selfishness: Ayn Rand, Morality, and the Financial Crisis ou Billionaires: The Lives of the Rich and Powerful.

O seu livro mais recente é dedicado à vida de Vladimir Putin, pulicado este mês no nosso país pela Lua de Papel, uma chancela da Leya, com o título A Rússia de Putin: A Ascensão de um Ditador. Publicado originalmente em 2021, antes da invasão da Ucrânia, o autor elaborou em março de 2022 um prefácio de 2 páginas sob a forma de banda desenhada para uma nova edição, sendo já com tal que é editada a obra no nosso país.

Cunningham tem o cuidado de colocar no final da obra 3 páginas repletas de referências bibliográficas, de modo a sustentar a posição adotada ao longo do livro. No entanto, numa era em que abunda a propagada pro-Putin e anti-Putin, poderemos questionarmo-nos se encaramos hoje referências bibliográficas com o mesmo peso que outrora.

Todo o livro, desde o seu prefácio, não esconde – nem pretende – a posição anti-Putin do autor. Este manifesto não tem por fim a construção de um retrato isento do Presidente da Rússia, deixando ao leitor que tire as suas próprias conclusões. Pelo contrário, o autor, com base nos dados a que teve acesso, vai narrando a vida de Putin, enquanto exprime, de forma omnipresente, os seus sentimentos negativos a respeito de Vladimir Putin ao longo de todo o volume, desde a sua infância até 2021.

Eis a sinopse da editora:

Dos pátios atulhados de lixo e ratazanas em Leningrado, onde cresceu, às guerras na Síria, Geórgia e na Ucrânia. Esta é a história de Vladimir Putin. Uma história imperdível ­– e genialmente ilustrada – para quem quer perceber de onde vem e o que quer aquele que hoje é um dos homens mais poderosos do mundo: como chega à KGB, como cresce dentro dos serviços secretos russos, como forma um cartel de crime à sua volta e como vê o seu nome envolvido nos brutais assassinatos de Boris Nemtso (opositor político), Anna Politkovskaya (jornalista) e do ex-espião Alexander Litvinenko. Os envenenamentos, as influências políticas mundiais, a relação com um Ocidente – que, até à invasão da Ucrânia, fez vista grossa ao que se passava na Rússia –, as interferências do Kremlin nas eleições norte-americanas, os ciberataques e a corrupção a uma escala quase inimaginável… Tudo isso faz parte deste livro, A Rússia de Putin – A ascensão de um ditador, do premiado ilustrador britânico Darryl Cunningham, para quem Putin só tem uma ambição na Ucrânia: restabelecer a época dourada do poderio soviético. “O medo foi assimilado e todos são agora seus inimigos.”

Para mais pormenores, ver o vídeo:

Para subscreveres o canal DOC DOC TV, clica aqui.

A Rússia de Putin: A Ascensão de um Ditador
DARRYL CUNNINGHAM
Editora: Lua de Papel
Páginas: 160, a cores
Encadernação: capa mole, com badanas
Dimensões: 234 x 167 mm
ISBN: 9789892354477
PVP: 17,90€

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.