O terceiro livro da nova série de Bilal.

Já se encontra disponível o terceiro volume da série Bug de Enki Bilal, numa edição da Arte de Autor. Bilal anunciou que esta série seria composta por um conjunto de 5 tomos, estando até ao momento publicados apenas estes 3 volumes, com o terceiro volume a ter sido lançado no mercado francófono a 16 de março deste ano.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

Enquanto o grande Bug planetário tornou impossível o acesso a dados digitais, o hipermnésico Kameron Obb é a presa de todos os desejos. Perseguido em todo o mundo por autoridades governamentais tanto quanto por grupos contestatários, ele consegue comunicar com a sua filha, ela mesma raptada por misteriosos sequestradores… Mas qual é a verdadeira natureza do Bug? Trata-se apenas de uma catástrofe tecnológica ou é a consequência de um verdadeiro ataque contra a Humanidade?
Neste terceiro episódio, Enki Bilal deleita-se com a encenação de muitas mulheres poderosas, com uma série de reviravoltas e sequências espectaculares pontuadas por reflexões satíricas tão inesperadas quanto alegres…

Enki Bilal
Há já quase 50 anos que o autor de banda desenhada Enki Bilal trabalha na construção de um edifício sem rival na nona arte. Nasceu na Jugoslávia, em 1951. Aos 10 anos viaja com a família para Paris. Faz uma breve incursão nas Belas-Artes e em 1972 publica a sua primeira história – Le Bol Maudit – no jornal “Pilote”. O seu encontro com Pierre Christin é determinante para a sua carreira e é para um argumento deste autor que em 1975 desenha o seu primeiro álbum O Cruzeiro dos Esquecidos. A partir de 1976, colabora na revista “Metal Hurlant” e em 1980 escreve para o jornal “Pilote” a sua primeira grande obra como argumentista e autor: A Feira dos Imortais. Em 1982, desenha uma parte dos cenários do filme de Alain Resnais La Vie est un Roman e em 1983 com o lançamento de A Caçada (argumento de Christin), Bilal consagra-se finalmente como um dos desenhadores realistas mais conceituados da BD contemporânea. Em 1990, a Humanoides Associeés reedita o conjunto das suas obras inicialmente publicadas pela Dargaud. Em 1993, o último volume da Trilogia Nikopol, Frio Equador é considerado o melhor livro do ano, um livro inédito na história da BD onde se todos os géneros se misturam. Em 1996, assina Mémoires d’Autres Temps, uma reedição aumentada de Bol Maudit e Crux Universalis. A sua nova série BUG conta já com 2 livros publicados. Para além da BD onde o seu nome é venerado, Bilal é conhecido no mundo cinematográfico, tendo realizado em 1989 o seu primeiro filme “Bunker Palace Hotel” a que se seguiu, em 1997, “Thykho Moon”.

Para mais pormenores, ver o vídeo:

Para subscreveres o canal DOC DOC TV, clica aqui.

Bug: Livro 3
Enki Bilal
Editora: Arte de Autor
Páginas: 88, a cores
Encadernação: capa dura
Dimensões: 234 x 312 mm
ISBN: 978-989-9094-14-7
PVP: 22,00€

SOBRE O AUTOR |

Rodrigo Ramos
Rodrigo RamosAdministrador
É administrador do site. Licenciado em Informática, agrega no Bandas Desenhadas dois mundos que adora - a web e a banda desenhada.