A subsérie de Émile Bravo.

Foi em 2006 que a editora Dupuis inaugurou uma série intitulada Uma Aventura de Spirou e Fantásio por…, mais tarde também denominada como O Spirou de… O propósito era o de certos autores serem convidados para, não estando dependentes da cronologia do personagem, conceberem o “seu” Spirou.

O primeiro álbum foi publicado em Portugal em julho de 2007 pela ASA, numa coleção dedicada a Spirou lançada com o jornal Público. De seu título Os Gigantes Petrificados, foi assinado pelo duo de autores Yoann e Vehlmann. Se aquela série belga já se encontra com um total de 20 álbuns editados no mercado francófono (e 4 hors-série), a verdade é que mais nenhum álbum da mesma tinha sido lançado no nosso país… Até este ano!

Quinze anos volvidos, a ASA regressa à série, publicando não o 2.º álbum da mesma, mas o 4.º volume, subintitulado O Diário de um Ingénuo, da autoria de Émile Bravo (originalmente, editado em 2008). Após este volume, Bravo prosseguiu a história do mesmo, realizando uma subsérie em 4 partes dentro daquela série (que correspondem aos volumes 13, 14, 18 e 19 da série belga, publicados entre 2018 e 2022). A ASA encontra-se também a realizar a publicação desta tetralogia, denominada A Esperança Nunca Morre…, tendo este mês sido lançado a primeira parte da mesma.

O Diário de um Ingénuo

Esta obra encontra-se nomeada na categoria de Melhor Argumento em Obra Estrangeira da 4.ª edição dos Prémios Bandas Desenhadas.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

Multi-premiado e vivamente aclamado, o Diário de um Ingénuo narra com emoção e sinceridade a vida pouco antes da ocupação alemã, numa aventura de Spirou e Fantásio repleta de reviravotas e muito humor, narrada por uma das figuras mais destacadas do atual panorama da banda desenhada em França. Como é que um adolescente que abre e fecha portas num hotel pode ganhar notoriedade e tornar-se o jovem aventureiro que conhecemos? Porque escolherá ele manter sempre a sua farda de paquete? Alguma vez esteve apaixonado? Tem consciência política? De onde vem a sua amizade inabalável com o Fantásio? E quem é este Fantásio? E o Spip? Por detrás de todas estas perguntas, esconde-se um trauma terrível que irá afetar-nos a todos…

Émile Bravo nasceu em 1964, em Paris, de pais espanhóis. Cresceu a ler todo o panteão da BD franco-belga (Astérix, Spirou, Tintin, Lucky Luke…) e cedo se sentiu ligado a esse universo. Segue, no entanto, estudo técnicos. Contudo, quando descobre Pratt e toma consciência de que a vida é só uma, decide por fim lançar-se na banda desenhada. Depois de uma autoformação, Émile Bravo encontra o seu grande cúmplice, Jean Regnaud, com o qual publica o seu primeiro álbum de BD, Ivoire, em 1990. A dupla haverá de lançar vários outros álbuns ao longo das próximas décadas. Em 1992, juntou-se ao Atelier Nawak, com Lewis Trondheim, Christophe Blain, David B., Joann Sfar e Fabrice Tarrin. Mais tarde, em 1995, foi um dos fundadores do Atelier des Vosges, juntamente com a maioria dos membros do Atelier Nawak e Frédéric Boilet, Marjane Satrapi e Marc Boutavant. Próximo de vários autores importantes da Editora L’Association, Émile Bravo distingue-se pelo grande respeito que nutre pela tradição e pelos cânones da BD de aventuras para jovens, nomeadamente pelos princípios da linha clara de Hergé, que contribui para reavivar. É aliás nesse contexto que publica em 2008 o incontornável Diário de Um Ingénuo, onde imagina as origens do famoso paquete de hotel criado por Rob-Vel 70 anos antes. Esta aventura narra as aventuras do jovem Spirou no dealbar da Segunda Guerra Mundial e cativou tanto o público como a crítica, não só pela frescura gráfica e narrativa mas também pela sua virulenta e muito pedagógica crítica à guerra. O álbum recebe inúmeros prémios e distinções e o autor decide dar-lhe continuidade em A Esperança Nunca Morre…, mais de 300 páginas divididas por 4 álbuns, que descrevem as aventuras de Spirou durante a ocupação nazi da Bélgica.

Para mais informações ver o vídeo:

Para subscreveres o canal DOC DOC TV, clica aqui.

Spirou: Diário de um Ingénuo
ÉMILE BRAVO
Editora: ASA
Páginas: 80, a cores
Encadernação: capa dura
Dimensões: 22,4 x 29,4 cm
ISBN: 978-989-23-5531-3
PVP: 19,90€


A Esperança Nunca Morre… – Primeira Parte

Dois meses após lançar o Diário de um Ingénuo, a ASA prossegue essa história com a publicação da primeira parte (de um total de quatro partes) de A Esperança Nunca Morre…, de Émile Bravo.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

Janeiro de 1940. Um inverno particularmente rigoroso abateu-se sobre Bruxelas. Enquanto todos aguardam com apreensão a chegada iminente da guerra, Fantásio alista-se no exército belga. Colocado no forte de Ében-Émael, aguarda impacientemente o início dos confrontos com a certeza absoluta de que os exércitos francês e britânico esmagarão o exército alemão… Quanto a Spirou, continua a ser paquete e a viver o mais normalmente possível. O seu encontro com Félix, um pintor judeu alemão cuja obra foi considerada “degenerada” pelos nazis, e Felka, a sua mulher, vai dar a conhecer a Spirou a “questão judia” e a complexidade da situação internacional. Quando a guerra eclode, Fantásio tenta servir a pátria o mais heroicamente possível. Spirou, por seu turno, tenta compreender a complexidade da situação através de encontros com personagens profundamente humanas e procura tornar-se útil mantendo-se fiel aos seus valores. Escrita por uma das figuras mais destacadas do atual panorama da banda desenhada em França, esta é uma obra de grande fôlego (sendo este volume o primeiro de quatro), que constitui um verdadeiro romance literário em BD onde se misturam ação, humor, verdades históricas e reflexões filosóficas.

Para mais pormenores, ver o vídeo:

Para subscreveres o canal DOC DOC TV, clica aqui.

Spirou: A Esperança Nunca Morre… (primeira parte)
ÉMILE BRAVO
Editora: ASA
Páginas: 88, a cores
Encadernação: capa dura
Dimensões: 22,4 x 29,4 cm
ISBN: 9789892355696
PVP: 19,90€

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de Sousa
Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.