Blacksad 2: Arctic-Nation reeditado

Blacksad 2: Arctic-Nation reeditado

Blacksad 2: Arctic-Nation

Blacksad 2: Arctic-Nation, de Juan Díaz Canales e Juanjo Guarnido, é reeditado.

A Ala dos Livros prossegue a reedição da série Blacksad de Juan Díaz Canales e Juanjo Guarnido com a publicação de Blacksad 2: Arctic-Nation. Esta banda desenhada contou com uma primeira edição nacional pela ASA em 2003 e uma reedição em 2008 pela ASA/Público (em Colecção Grandes Autores de Banda Desenhada #3: Algures entre as sombras | Arctic-Nation).

Tal como com a reedição do primeiro volume, a edição especial da Ala dos Livros apresenta a lombada em tecido e inclui um generoso suplemento com as aguarelas de Guarnido que serviram de base à conceção dos livros da série Blacksad, que se encontravam inéditas em Portugal. Recorde-se que a reedição do 1.º volume da série foi galardoada com o Prémio de Melhor Reedição nos Prémios Bandas Desenhadas 2022.

Blacksad é uma série de culto, cujo protagonista principal é um gato que se movimenta num universo antropomórfico e cuja acção decorre nos Estados Unidos, nos anos de 1950, num ambiente que evoca o romance negro e a literatura americana. Com os desenhos fulgurantes – e cores sublimes – assinados por Juanjo Guarnido, a força de Blacksad reside também na qualidade das suas histórias, que contam com o argumento de Juan Diaz Canales.
Em Arctic-Nation, o segundo volume desta série, a crueldade do mundo animal põe a nu os instintos humanos mais selvagens. O presidente da câmara da cidade, é um tigre branco. Karup, o chefe da polícia, um urso branco. Huk, uma raposa branca… Juntos, formam a WASP (W de White, AS de Anglo-Saxão, P de Protestante). Todos os outros habitantes de pele negra, castanha ou mesclada, não passam de “ralé”. E se a polícia não é capaz de manter a ordem, a ala dura do Arctic-Nation, o partido racista, veste-se de trajes brancos e trata do assunto à sua maneira. É neste cenário que Blacksad, o gato detetive privado, investiga o desaparecimento de uma criança de cor…
Inicialmente publicado em 2003, Arctic-Nation, o segundo volume da série, conhece, 20 anos depois, uma nova edição pela Ala dos Livros. Esta edição de 80 páginas, em capa dura e com lombada em tecido, inclui num único volume duas obras: o álbum de BD e o “Livro das Aguarelas”, um livro até agora inédito em Portugal.

Juan Díaz Canales nasceu em Madrid, Espanha, em 1972. Começa a ler banda desenhada desde muito novo, antes ainda de se interessar por desenhos animados! E é da animação que, aos 18 anos, fará a sua profissão, ao ingressar num estúdio de desenhos animados chamado “Lápiz Azul”, onde conheceu Juanjo Guarnido.
Juan permanece em Espanha enquanto Juanjo é contratado para trabalhar nos novos estúdios de animação da Disney, em Paris. Mas a distância não os impede de pensar num projecto de BD que virá a obter um tremendo êxito: Blacksad.
Entretanto, Juan Díaz Canales continuou a frequentar a Escola de Belas Artes na Universidade de Madrid, até que em 1996, funda com Teresa Valero e mais dois designers uma empresa de animação chamada “Tridente Animation”.
A partir dessa altura a sua actividade profissional divide-se entre a sua faceta de desenhador de pré-produção para séries de televisão e longa-metragens de animação, e a de argumentista de banda desenhada que inclui títulos como “Los Patricios”, com Gabor, “Fraternity”, com José Luis Munuera, para além de assinar, com Rubén Pellejero, as novas aventuras de Corto Maltese.
Em 2016 escreveu e desenhou “Como Viaja a Água” (a sua primeira obra como autor a solo) e em 2020, assina com Teresa Valero o argumento de “Gentlemind”.

Juanjo Guarnido nasceu em Granada, Espanha, em 1967. Com o Curso de desenho obtido na Faculdade de Belas Artes de Granada, participa na realização de diversos fanzines e trabalha esporadicamente com a Cómics Forum (uma chancela da Planeta DeAgostini) para a edição espanhola da Marvel, o que lhe permite chegar a um público bastante alargado. Nos inícios dos anos 90 muda-se para Madrid, dedicando-se à realização de storyboards para diversas produtoras de televisão e em 1993 muda-se para Paris, passando a integrar os estúdios Walt Disney em Montreuil, estúdios onde trabalha como animador até ao seu encerramento.
Adepto de longa data da banda desenhada europeia, inicia pacientemente aquilo que será o longo processo de produção do seu primeiro álbum, o tomo 1 da série “Blacksad” (Dargaud), publicado no ano 2000.
Para além desta obra magna que conta até à data com 5 títulos publicados e vários prémios, Guarnido assina posteriormente projetos como “Sorcelleries” (Dargaud), com Teresa Valero, ou “Voyageur” (Glénat, projeto coletivo). Entre os seus trabalhos mais recentes, destacam-se “O Burlão nas Índias”, desenvolvido em parceria com o francês Alain Ayroles e a série Blacksad da qual a Ala dos Livros publicou também o Então tudo cai, o sexto e sétimo volumes da série, pela primeira vez editado em duas partes.

Blacksad 2: Arctic-Nation
JUAN DÍAZ CANALES, JUANJO GUARNIDO
Editora: Ala dos Livros
Páginas: 80, cores
Encadernação: capa dura
Dimensões: 235 x 310 mm
ISBN: 978-989-9108-30-1
PVP: 27,50€

Deixa um comentário