BD em Fevereiro de 2024

BD em Fevereiro de 2024

BD em Fevereiro de 2024

BD em Fevereiro de 2024: o segundo mês editorial de banda desenhada em Portugal no ano 2024.

Como foi a BD em fevereiro de 2024? Apesar de ser o menor mês do ano – embora até contasse em 2024 com 29 dias -, fevereiro mostrou um ligeiro crescimento do número de bandas desenhadas publicadas no nosso país, quando comparado com o primeiro mês do ano.

Deste modo, em fevereiro de 2024 identificou-se a edição de 28 publicações de banda desenhada (publicações com BD em mais de 50% das suas páginas). Destas, nenhuma delas tem ou terá como exclusividade os pontos de venda de periódicos como canal de distribuição.

Destas 28 publicações identificadas, 5 apresentam distribuição alternativa, isto é, publicações de BD que não são distribuídas no canal livreiro nem em pontos de venda de periódicos. Conclui-se então que cerca de 18% das publicações identificadas não teve nem terá distribuição para o grande público.

Em resumo, quanto ao canal de distribuição:

  • Canal livreiro: 23 (alguns dos quais, só foram ainda distribuídos em bancas ou por outras vias)
  • Pontos de venda de periódicos, em exclusividade: 0
  • Distribuição alternativa a redes livreiras e bancas, em exclusividade: 5

 Eis o número de publicações identificadas, segundo o formato:

  • Jornais: 0
  • Livros: 25
  • Revistas: 0
  • Outros (brochuras, etc): 3

Os livros correspondem a cerca de 89% das publicações de BD em fevereiro.

Dos 25 livros, eis a distribuição por tipo de encadernação:

  • Capa dura: 7
  • Capa mole: 18

A encadernação em capa mole está presente em cerca de 72% dos livros de banda desenhada de fevereiro.

Quanto à distribuição por cor de impressão das 26 publicações:

  • Cores: 15
  • Preto: 13

A impressão do miolo a cores está presente em 54% das publicações de BD em fevereiro.

Das 28 publicações de fevereiro, o país de origem tem a seguinte distribuição:

  • Argentina: 1
  • Bélgica: 2
  • Canadá: 3
  • China: 1
  • Espanha: 2
  • EUA: 1
  • França: 5
  • Japão: 6
  • Portugal: 7

Em fevereiro, o país de origem mais representado é Portugal, com 7 edições. Segue-se o Japão (com 6 edições) e França (5 edições). Caso se agregue França e Bélgica (7 edições), chega-se ao mesmo número que o de edições de material português.

Saliente-se que, no que toca às publicações portuguesas identificadas, 4 não tem distribuição para o grande público, o que corresponde a 57% das publicações com Portugal como país do material de origem.

A nível das 21 publicações de material traduzido, eis as editoras originais:

  • Ankama: 1
  • Bang Ediciones: 2
  • Casterman: 1
  • China Radio and Television Press: 1
  • Dargaud: 1
  • Drawn & Quarterly: 1
  • Dupuis: 1
  • Ediciones de la Flor: 1
  • Éditions du Rocher: 1
  • Futuropolis: 1
  • The New York Tribune: 1
  • North Winds Press: 2
  • Shogakukan: 1
  • Shueisha: 5
  • Tourbillon: 1

Do material estrangeiro, destaca-se a Shueisha, com 5 edições.

Quanto ao quinquénio da edição original, as 26 publicações distribuem-se do seguinte modo:

  • 1920 – 1924: 1
  • 1945 – 1949: 1
  • 1970 – 1974: 1
  • 1995 – 1999: 1
  • 2010 – 2014: 4
  • 2015 – 2019: 4
  • 2020 – 2024: 16

As edições originalmente publicadas no quinquénio 2020-2024 correspondem a 57% das publicações de banda desenhada em fevereiro. Refira-se que 6 publicações foram originalmente publicadas em 2024, o que corresponde a 21% do total das publicações.

No que toca à originalidade das obras sob o formato de papel no nosso país, das 28 publicações verifica-se a existência de:

  • Inéditos mundiais: 6
  • Inéditos em Portugal: 20
  • Reedições: 2

Eis as editoras das publicações identificadas:

  • Ala dos Livros: 1
  • Arte de Autor: 2
  • ASA: 2
  • Bertrand: 1
  • Cão Raivoso: 1
  • Devir: 6
  • Gailivro: 1
  • Gorila Sentado: 1
  • Gradiva: 1
  • Iguana: 2
  • Levoir: 1
  • Libri Impressi: 2
  • Miguel Lázaro (edição de autor): 1
  • Planeta Júnior: 2
  • Porto Editora: 2
  • Presença Comics: 1
  • Relógio d’Água: 1

Verifica-se então que, no que toca à edição de BD em fevereiro de 2024, a Devir foi a editora que mais publicou banda desenhada (6 publicações). Em segundo lugar, encontram-se ex aequo, a Arte de Autor, ASA, Iguana, Libri Impressi, Planeta Júnior e Porto Editora (2 edições cada).

Eis as respetivas capas, ordenadas alfabeticamente por editora:

Para esta análise não são contempladas reimpressões. Também não fazem parte desta análise as revistas e livros importados em língua francesa e na norma brasileira da língua portuguesa, distribuídos nos pontos de venda de periódicos.

Quanto à forma como o nosso Observatório contabiliza as edições mensais no presente artigo “BD em fevereiro de 2024” e similares, tem em conta a primeira forma de comercialização da obra, independentemente do canal utilizado. Deste modo, edições comercializadas através do site ou das redes sociais de uma editora, bem como num dado evento, num determinado mês, são contabilizadas como publicadas nesse mês, independentemente do mês em que venha a ocorrer a eventual distribuição generalizada nos pontos de venda de periódicos ou livrarias.

O ANO DE 2024, ATÉ AO MOMENTO

O primeiro bimestre de 2024

Adicionámos os números identificados em janeiro aos números obtidos em fevereiro, para caracterizar o ano editorial o primeiro bimestre do ano de 2024.

Total:

53 publicações de BD

  • janeiro: 25
  • fevereiro: 28

Subtotais:

  • Livros de BD com distribuição no canal livreiro e/ou bancas: 45
    • janeiro: 22
    • fevereiro: 23
  • Revistas de BD com distribuição no canal livreiro e/ou bancas: 0
    • janeiro: 0
    • fevereiro: 0
  • Publicações de BD com distribuição alternativa: 8
    • janeiro: 3
    • fevereiro: 5

Distribuição:

  • Canal livreiro: 44 (alguns dos quais, só foram ainda comercializados por contacto direto com a editora ou distribuídos em bancas ou em eventos)
  • Pontos de venda de periódicos, em exclusividade: 1
  • Distribuição alternativa a livrarias e bancas, em exclusividade: 8

Cerca de 15% das publicações identificadas não teve distribuição para o grande público.

Formato:

  • Jornais: 0
  • Livros: 48
  • Revistas: 0
  • Outros (brochuras, etc): 5

Os livros correspondem a cerca de 91% das publicações de BD. Dos 46 livros, eis a distribuição por tipo de encadernação:

  • Capa dura: 12
  • Capa mole: 36

A encadernação em capa mole está presente em cerca de 75% dos livros de banda desenhada.

Cor de impressão:

  • Cores: 23
  • Preto: 30

A impressão do miolo a cores está presente em 43% das publicações de BD.

País de origem:

  • Argentina: 1
  • Bélgica: 4
  • Canadá: 3
  • China: 1
  • Espanha: 2
  • EUA: 4
  • França: 9
  • Itália: 1
  • Japão: 16
  • Portugal: 11
  • República da China: 1

No primeiro bimestre de 2024, o país de origem mais representado é o Japão, com 16 edições. Segue-se Portugal (11 edições), França (9 edições), Bélgica e EUA (ambos com 4 edições). Caso se agregue França e Bélgica (13 edições), não superam as 16 edições de material japonês mas superam as 11 de material português.

Das 11 publicações de material nacional, 7 publicações (64%) não tiveram nem terão distribuição para o grande público.

Editoras originais das publicações de material estrangeiro:

  • Ankama: 2
  • Les Arènes: 1
  • Asahi Sonorama: 1
  • Bang Ediciones: 2
  • Cambourakis: 1
  • Casterman: 2
  • China Radio and Television Press: 1
  • Dark Horse: 1
  • Dargaud: 1
  • Drawn & Quarterly: 1
  • Dupuis: 2
  • Ediciones de la Flor: 1
  • Éditions du Rocher: 1
  • Futuropolis: 1
  • Glénat: 1
  • Leed: 1
  • Mag Garden: 1
  • Marvel: 1
  • The New York Tribune: 1
  • Nihon Bungeisha: 1
  • North Winds Press: 2
  • Rusuban Studio: 1
  • Scholastic: 1
  • Sergio Bonelli: 1
  • Shogakukan: 1
  • Shueisha: 11
  • Tourbillon: 1

Do material estrangeiro, destaca-se a Shueisha, com 11 edições. Segue-se a Ankama, Bang Ediciones, Casterman, Dupuis e North Winds Press (com 2 edições cada).

Quinquénio da edição original:

  • 1920 – 1924: 1
  • 1945 – 1949: 1
  • 1965 – 1969: 1
  • 1970 – 1974: 1
  • 1995 – 1999: 2
  • 2000 – 2004: 1
  • 2010 – 2014: 7
  • 2015 – 2019: 10
  • 2020 – 2024: 29

As edições originalmente publicadas no quinquénio 2020-2024 correspondem a 55% das publicações de banda desenhada.

Quantas às 10 publicações originalmente editadas em 2024, correspondem a 19% do total das publicações.

Originalidade:

  • Inéditos mundiais: 10
  • Inéditos em Portugal: 41
  • Reedições: 2

Publicações por editora: 

  • Ala dos Livros: 1
  • Arte de Autor: 2
  • ASA: 5
  • Atlântico Press/Luppa: 1
  • Bertrand: 1
  • Booksmile: 1
  • Cão Raivoso: 1
  • Chili Com Carne: 1
  • Devir: 13
  • Gailivro: 1
  • Gorila Sentado: 1
  • Gradiva: 3
  • Iguana: 2
  • KHTHON: 1
  • Levoir: 4
  • Libri Impressi: 2
  • Marcador: 1
  • Miguel Lázaro (edição de autor): 1
  • Palpable: 1
  • Planeta Júnior: 2
  • Porto Editora: 2
  • Presença Comics: 2
  • A Seita: 3
  • Relógio d’Água: 1

Verifica-se então que no primeiro bimestre de 2024, a Devir permanece o líder no segmento do mercado, com um total de 13 lançamentos. Quanto ao segundo lugar, é ocupado pela ASA (5 publicações). Em terceiro lugar, encontra-se a Levoir (4 edições). O quarto lugar pertence ex aequo à Gradiva e A Seita (ambas com 3 lançamentos).


nota: considerem-se os números apresentados neste artigo como pré-definitivos até à publicação do artigo referente ao ano de 2024.

Deixa um comentário