Os Três Mosqueteiros 2: Milady

Os Três Mosqueteiros 2: Milady

Os Três Mosqueteiros 2: Milady

Os Três Mosqueteiros 2: Milady, da autoria de Néjib e Cédric Tchao, baseada na obra de Alexandre Dumas.

Em abril, a Levoir publicou Os Três Mosqueteiros 2: Milady, a última parte do díptico da autoria de Néjib e Cédric Tchao, nove dias antes da estreia do segundo filme nos cinemas portugueses, novamente realizado por Martin Bouboulon.

Este manfra shonen tinha sido editado originalmente pela editora belga Casterman em 29 de novembro de 2023, dias depois da exibição do filme no Brasil no Festival Varilux de Cinema Francês e dias antes da estreia nas salas de cinema francesas.

Relembre-se que o primeiro volume, subintitulado D’Artagnan, tinha sido publicado em Portugal a 9 de maio de 2023.

No estilo mangá japonês, Os Três Mosqueteiros: Milady, é o segundo volume de uma das obras mais importantes de Alexandre Dumas. A Levoir editou-a 2 de Abril e a 11 de Abril estreou o filme com o mesmo nome. Numa França dividida pela guerra, o jovem d’Artagnan tenta encontrar Constança, capturada diante dos seus olhos. Forçado a aliar-se à formidável Milady, chega ao ponto de desafiar o Cardeal Richelieu. Quando Luís XIII ordena o cerco de La Rochelle, os valentes mosqueteiros são chamados como reforços. As conspirações multiplicam-se e Milady revela gradualmente os seus terríveis segredos! Dumas dá vida a toda a história francesa. A Idade Média, porque o seu romance é uma epopeia cavalheiresca; o século XVII, dominado por Richelieu, fundador da França moderna; o Romantismo, porque a história apresenta heróis excepcionais que desapareceram da sociedade real. O autor mostra aqui toda a sua arte: rapidez, humor, sentido de mistério e de grandeza. Redescubra a segunda parte desta obra-prima que, desde a sua publicação em 1844, nunca deixou de nos surpreender e comover.

Néjib (Néjib Belhadjkacem) é um autor franco-tunisino de banda desenhada. Antigo aluno do Arts Décoratifs de Paris, designer gráfico e autor de livros infantis, é o argumentista de Os Três Mosqueteiros. Outras obras de BD da sua autoria são Haddon Hall: Quand David inventa Bowie (2012), Stupor mundi (2016), os 3 volumes de Swan (2018-2022), os volumes 17 e 19 de Jhen (2019 e 2022) e Sépher – L’épopée millénaire de la Bible (2023).

Cédric Tchao é professor de banda desenhada na Eurasiam e Espace Japon. Liderou um workshop de desenho sobre manga no Centro Georges Pompidou em 2012. Assinou as obras Hatshepsout, princesse d’Égypte (2010), Le grand Pélican (2012) e Anne de Bretagne – Intrigues au château (2019).

Deixa um comentário